Milton Cruz, um nome com dupla função no Náutico: treinador e gestor do futebol

Milton Cruz como atleta do Náutico, em 1987. Crédito: Náutico/twitter (@nauticope)

“Ele disse que um dia voltaria!”

Com esta frase, o Náutico anunciou a contratação do técnico Milton Cruz, um nome que sai da mesmice do futebol local. Antes da avaliação do profissional, vale a explicação sobre o ‘retorno’ de Milton aos Aflitos, após 30 anos.

Antes de trabalhar na área técnica, como auxiliar, analista de desempenho e treinador efetivo (poucas vezes), Milton foi atacante durante 15 anos, de 1977 a 1992, quando encerrou a carreira no Kashima Antlers, do Japão. Nos anos 80, teve duas passagens no futebol pernambucano. No Sport, em 1985/1986, e no Náutico, em 1987. Foi do Timbu que ele enveredou a carreira para a Ásia.

Sobre o novo comandante, de 59 anos, a 1ª missão é complicada. Substitui Dado Cavalcanti para tentar classificar o time às quartas do Nordestão, além de melhorar o rendimento no Estadual, onde deverá ter o primeiro contato com o grupo, embora Levi Gomes seja o interino contra o Belo Jardim. Com 19 anos de experiência no São Paulo, em vários setores, incluindo 43 jogos como técnico, Milton pode ir além do trabalho focado em disciplina tática, ajudando também na composição da gestão do futebol timbu, com o orçamento no limite. Boa aposta.

Alvirrubro, o que você achou da contratação de Milton Cruz?

2 thoughts on “Milton Cruz, um nome com dupla função no Náutico: treinador e gestor do futebol

  1. Milton Cruz precisa olhar com lupa o desempenho de alguns jogadores como Ananias, Joazi, Rodrigo Souza que são verdadeiras avenidas por onde os times deitam e rolam contra o timbú. Depois que Ananias assumiu o posto de volante nunca mais ganhamos nada, ele está sempre falhando em momentos decisivos, não cria, não arma não chuta a gol. Afinal que jogador é esse? Vamos protege-lo por que é prata da casa?

  2. Apesar de se tratar de uma APOSTA e, tecnicamente, discordar da saída de Dado, creio que o Náutico fez muito bem em acreditar no trabalho de Milton. Trata-se de um profissional formado (e calejado) em uma das melhores escolas do futebol brasileiro, não somente do ponto de vista dos resultados alcançados (vide os títulos do SPFC nos últimos 20 anos), mas também de gestão e organização de futebol como um todo! Milton teve acesso ao que há de melhor dentro e fora de campo para se ter sucesso em um clube de futebol no Brasil, então tem toda a base para seguir os passos de um dos seus maiores mentores: Muricy Ramalho. Se vai ter êxito, resultados e nos provar que é o profissional que esperamos, só o tempo, o próprio Milton e o elenco do Náutico nos dirão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>