O Atletiba que não aconteceu, mas que já virou um marco na transmissão online

Paranaense 2017, transmissão do Atletiba. Crédito: reprodução

Sem contrato de transmissão no Estadual, Atlético-PR e Coritiba entraram em acordo para a exibição do clássico de forma exclusiva pela internet, em seus perfis oficiais no youtube e no facebook. Fato devidamente noticiado e repercutido, já tratado como uma revolução (necessária), até pelo “não” à proposta de R$ 1 milhão da RPC, afiliada da Globo, num momento em que outros estaduais receberam aumentos substanciais.

O jogo estava agendado para as 17h, com a transmissão começando às 16h40, com narrador e comentarista, contratados de forma pontual, e duas repórteres de campo, uma de cada clube. Eis que o jogo atrasou, sem sentido. Naquele momento, com todos em campo, os quatro perfis já somavam 69 mil online.

Veio a explicação: o árbitro Paulo Roberto Alves foi orientado pelo presidente da federação paranaense de futebol, Hélio Cury, a não iniciar até que a transmissão fosse suspensa. Sabe-se lá a partir de qual cláusula, ele ordenou e ponto.

Repetindo: os clubes não têm contrato sobre o torneio, podendo negociar outros formatos, como inclusive fizeram no Campeonato Brasileiro, fechando com o Esporte Interativo, em vez do Sportv, braço da Globo, como era há anos. Não por acaso, os dirigentes dos clubes, reunidos no campo, não cederam.

Durante a transmissão foi até possível acompanhar a discussão no corredor.
“A gente não vai passar por causa da Globo?!”
“Se a gente aceitar isso, é baixar as calças”

Assim seguiu o imbróglio, durante 47 minutos, com a audiência crescendo sem parar. Chegou a 145 mil acessos de todo o país, de forma simultânea, até o cancelamento do jogo, com os jogadores agradecendo o público presente na Arena da Baixada. E a audiência digital mostrou que a transmissão online tem, sim, apelo. E quem lutou arduamente para vetar o jogo sabe muito bem disso…

Pico de audiência do Atletiba (simultâneo)
Youtube: tvatleticopr 50 mil e coritibaoficial 36 mil
Facebook: atleticopr 37 mil coritibaoficial 22 mil

“Fica um alerta para os demais presidentes de clubes: sigam o exemplo de Atlético e Coritiba. Vamos romper com o status quo”
A declaração de Luiz Sallim, presidente do Furacão, encerrando a transmissão.

Hoje, os contratos de transmissão audiovisual no país contam com cinco plataformas: tevês aberta e fechada, pay-per-view, sinal internacional e internet.

Paranaense 2017, transmissão do Atletiba. Crédito: reprodução

14 thoughts on “O Atletiba que não aconteceu, mas que já virou um marco na transmissão online

  1. Parabéns pra dupla ATLETIBA. Sou do estado do Rio, botafoguense e apesar de me acharem “favorecido”, não me considero tao favorecido assim, não concordo em nada, com nenhum acordo destes clubes que mantém este monopólio que no final de tudo isso, só irá favorecer aos 2 clubes da Globo. Quem sabe todos os clubes de torcida, que não sejam os 12 grandes, não ensaiam a criação de uma verdadeira liga, pois estes clubes são muito desvalorizados.

    Já pensaram um campeonato com:
    Regiao Sul/Sudeste: Coritiba, Atlético-PR, Paraná, Londrina, Avai, Figueirense, Criciuma, Chapecoense, Joinville, Juventude, Caxias, Guarani, Ponte Preta, Portuguesa, America-RJ, Bangu e América-MG

    Região Nordeste: Bahia, Vitória, Sport, Santa Cruz, Náutico, Ceará, Fortaleza, América-RN, ABC, CSA, CRB, Botafogo-PB, Treze, Campinense, River, Flamengo-PI, Sergipe e Confiança. E outros times como Icasa, ASA, Auto Esporte-PB entre outros.

    Região Norte/Centro-Oeste: Goiás, Vila Nova, Atlético-GO, Paysandu, Remo, Gama, Brasiliense, Nacional-AM, São Raimundo-AM.

    Se estes clubes se juntarem, e recusarem as propostas, podem criar uma liga com acesso e descenso a parte do Brasileirão. Duvido que o Esporte Interativo não compraria estes direitos de transmissão.

    O Brasil não tem apenas 12 grandes. Um país com dimensões continentais, precisa do futebol forte emas todas as regiões.

  2. Pingback: Por mais ‘Atletibas’ pelo Brasil – Esmeraldino

  3. É uma vergonha esses caras não terem a coragem de aceitar a proposta da Fox. O santinha ensaiou um acordo, depois afrouxou-se para a GLOlpista dos infernos e vai de novo amargar a decadência de séries B->C->D e salários atrasados.
    O Sport fica fazendo das tripas coração para manter essa parceria em que só a emissora sai ganhando: Os comentaristas entram com elogio ao time, crítica ao árbitro e o clube recebe uma merreca!
    E o nautiminho, coitado…
    Olhe, tá difícil viu?

  4. isso ai vai explodir nas mãos de Atletico-PR e Coritiba! foram brigar com a plim plim e temo pelo pior para eles. continuem babando essa imprensa brasileira que vão ganhar isso. uma discriminação e perseguição dessa gente. essa semana promete.

  5. Que iniciativa bonita. Espero que não cedam. Essas Federações parasitas precisam dos clubes, não o contrário.

  6. FPF – Federação de corruptos e criminosos, judas Iscariotes, traidores do povo, organização de fins demoníacos com o claro objetivo de prejudicar o torcedor paranaens e beneficiar a criminosa rede globo de televisão… Hélio Cury, crápula…

  7. E o colossal PROSPERI finaliza::

    < DIEGO, O MEIA DO SPORT RECIFE, ACUMULA colecao absurda DE GOLS BONITOS E SE REINVENTA A CADA DIA, CRAQUE QUE IS.

    TAI UM SUJEITO QUE TEM ALGO MAIS A DIZER NO MUNDO DA BOLA.

    Depois de lerem fantastica cronica, LELEO e seus subalternos ficarao assombrosamente ARREPIADOS.

    Ate o da Terrinha da Casa Rosada vai explodir pra cima do PROSPERI: – INALTECE, tombem, MARADONINHA e MESSIM, por favoire, vaaaaiiii! Cacildis!

    PELO UNICO DE 87, MAIOR DO NORDESE, TUDO!!!

  8. Eu transmiti pela internet os jogos do Sport em 2008. Sempre defendi que essa era uma saída viável para os clubes. Internet tá aí pra isso. hehehehehe

  9. CABULOSO is mais Victoria x Amerikita.

    PROSPERI – top nacional da cronica esportiva nacionale – com mais novidade para o TRIOZINHO do QUATRO NO TAMBORETE. Que, insanamente, classificou o Virtuose e Diferenciado Cracaco MEGADIEGUITO SHOWZA como apenas um BOM JOGADOR. Os Deuses do Futebol estao ARRETADOS com os tres.

    E PROSPERI acrescenta, sabia e categoricamente, sobre o CRAQUE E FORA DE SERIE DS87:

    < Se fosse pretensioso, estaria facil nas listas de Tite. Nao fosse a indolencia, uma certa preguica, seria glorificado pelas torcidas. Como, parece, nao tem a menor vontade de ser idolo das multidoes, toca sua vida em clubes onde se sente bem. Neste caso, adotou o Sport do Recife como se fosse seu. Ali pode elaborar seus gols, suar sangue e jogar por prazer.

    Muitas vezes consegue ser amado e odiado ao mesmo tempo. O gol perdido contra o Corinthians, quando vestia a camisa do Vasco na Libertadores de 2012, rendeu jubilo dos corintianosu e fel grosso dos que nao gostariam de ver o Corinthians levantar a taca. Este gol que nao fez quando arrancou do seu campo e ficou cara a cara com Cassio, rendem homericas discussoes ate hoje.

    Nao imports. Diego Souza, aos 31 anos, nao esta nem ai com seus pecados. Sua vida is andar por ai pregando a beleza insuspeita de seus gols. No seu rastro, goleiros nao podem ter tempo de reagir. So podem olhar para tras e ver a rede balacando. Sublime prazer.Forte como um touro e dissimulado como um andarilho, Diego Souza is o craque beleza. Puuuuuuuts!

    TRIOZINHO, com Markito puxando a corda, POUKIM OU QUER MAIS UM TAKIM?

    PELO SPORT, UNICO DE 87, MAIOR DO NORDESTE, PATRAO DO SEGUNDO MAIS BONITO ESCUDO DO FUTEBOL BRASILEIRO, TUUDIIM!!!

  10. Bem q o Santa e outros clubes de grandes torcidas poderiam fazer isso já a partir da série B.
    É uma afronta os clubes receberem míseros 5 milhões pro campeonato inteiro, enquanto os apadrinhados do C13 recebem a mesma cota da série A.

  11. O Atlético, tem força e poder de peitar uma TV. é um clube estruturado. coisa que um time da região nordeste não teria coragem em fazer. estão todos de mãos atadas com as Tvs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>