Meritocracia nas novas cotas da Série B. Só para 18 clubes, Inter e Goiás à parte

As cotas da Série B de 2017. Arte: Cassio Zirpoli/DP

A distribuição das cotas de transmissão da Série B de 2017 foram modificadas, após votação no conselho técnico, no Rio, com a presença dos vinte clubes. Até então, o valor era igual entre todos sem contrato fixo com a Globo (casos de Inter e Goiás neste ano). Agora, passa a ser calculado de acordo com a classificação na campanha anterior no Brasileiro. Lampejo de meritocracia.

Neste novo formato, em vez de R$ 5,2 milhões, que seria o repasse a 18 clubes, a cifra tem oito níveis, de R$ 6,4 mi, ao time de melhor campanha entre os rebaixados na Série A, a R$ 4,1 mi para quem subiu da terceirona. Com isso, os pernambucanos acabaram beneficiados. O Santa terá a 2ª maior verba dos não cotistas, com R$ 1 milhão a mais do que se imaginava, e o Náutico, quinto colocado na última segundona, terá a 4ª verba, ou R$ 600 mil a mais. Os seis primeiros colocados (neste contexto) ficaram num degrau acima, com os demais remanescentes (oito times) recebendo a base anterior, de R$ 5,2 mil.

O pleito foi articulado por Santa, América e Figueirense, que descenderam da A. Justamente pela queda brusca nas suas receitas – em 2016, cada um recebeu R$ 23 milhões da televisão. A partir de agora, a “zona da marola” da Série B passa ter algum sentido de competitividade, pois a colocação final tornou-se determinante para a receita na temporada seguinte (em caso de permanência).

Cotas da Série B de 2017 (entre parênteses, a campanha em 2016)*:
1) R$ 6,4 milhões – Figueirense (18º na A)
2) R$ 6,2 milhões – Santa Cruz (19º na A)
3) R$ 6,0 milhões – América-MG (20º na A)
4) R$ 5,8 milhões – Náutico (5º na B)
5) R$ 5,6 milhões – Londrina (6º na B)
6) R$ 5,4 milhões – CRB (7º na B)
7) R$ 5,2 milhões – Ceará (8º), Vila Nova (9º), Luverdense (10º), Criciúma (11º), Brasil (12º), Paysandu (13º), Paraná (15º) e Oeste (16º)
8) R$ 4,1 milhões – Boa (C), Guarani (C), ABC (C) e Juventude (C)
* Apenas os clubes sem contrato fixo de TV

O contrato atual engloba as cinco plataformas possíveis: tevê aberta, tevê fechada, pay-per-view, sinal internacional e internet. Somando os 18 clubes, 93,4 milhões de reais. Ainda assim, a briga pelo acesso é inglória, pois Inter e Goiás, somados, vão receber mais, com R$ 60 mi e R$ 35 mi, respectivamente.

6 Replies to “Meritocracia nas novas cotas da Série B. Só para 18 clubes, Inter e Goiás à parte”

  1. Cássio, não havia uma história de que o clube cotista não receberia esse valor caso não subisse no ano subsequente? No caso o Goiás.

  2. Esse negócio de cota é a coisa mais errada q já criaram. É cota racial, cota homossexual, cota feminista, cota para alguns clubes e etc.
    Td deveria ser por mérito e pronto, em todas as séries do futebol.
    E o mérito deveria seguir a liga inglesa sendo 50% do bolo dividido em iguais partes entre todos, 25% pela audiência (todos tendo o mesmo número de jogos transmitidos) e 25% pela classificação no campeonato.
    Se os clubes grandes chorassem muito (e choram) diminuiria de 50% para 40% a divisão em partes iguais, e a porcentagem da audiência iria pra 35%.
    Esse valor da série B ainda é esdrúxulo, os clubes tem muito poder de atração e comercialização de sua imagem.
    Acho q numa série A, nenhum clube poderia ganhar menos q 40 milhões.
    Numa série B, o mínimo seria 20 milhões. Numa série C 7 milhões. E na série D pelo menos 1 milhão. Se a forma de distribuição da renda de TV fosse assim como falei, acho q seria possível chegar nestes valores em cada série.

  3. CLUBE GRANDE DO FUTEBOL BRASILEIRO IS OUTRA COISITA! E NANICO, TOMBEM. Enquanto na sarna crui e na barbie hexapinico abundam liseu, desorganizacao, desestrutura assustadoira, escassez de cestas basicas e minimo conforto para caneludos, NO SOLO SAGRADO DA ILHA MAIS FAMOSA DA VIA LACTA, fartura ARRETADA, mufunfa brotando por todas as beiradas. Other hotel a ser inaugurado no CT DO LEAO – segundo – Mark Gonzalez, ESTRUTURA DE NIVEL MUNDIAL -, com mkrdomias beirando aa loucura: ATUM AZUL, LAGOSTA, CAMARAO, ROBALO, PICANHA DA TASMANIA ate nos lanches, CABELEIREIRA, MANIcure, PEDIcure, BOQUETEcure, LINGUETAcure, MEGAMASSAGENS familiar (para os casados) e erotjca (para os solteiros)… Puuuuujcuuts! PELO obSPORT, UNICO DE 87, MAIOR DO NORDESTE , PATRAO DK SEGUNDO MAIS BONITO ESCUDO DO FJTEBOL BRASILEIRO, TUUDIIM!!@

  4. Paysandu e Ceará também são clubes de massa. Detalhe, JAMAIS tiveram a vergonha de jogar a Quarta Divisão do Brasileiro.

  5. 6,2 e 5,8 milhoes de laskas, respectivamente, para a sarna crui do arruda da fantasia e Barbie Hexapinico? Mufunfa que so a bexiga! Numa beirada, os fantasticos ZE DAS NEVES e NETINHO, pelo Pinico Estadual, e os formidaveis BERILLAO e KUKACO, na outra, numa alegria ARRETADA ante tanto arame em vista. Garantidos para todo o exercicio 17: Celpinha-Compesita-n para os orelhoes espalhados pela sede e adjacencias; e garantidos para os cabeludos dispensas abarrotadas. INCONTAVEIS CAIXOTES DE RAPADURA E ABUNDANCIA arretada DE FAROFA, alem de MILHARES DE BANDEJAS DE OVETES (ovo grelhado, coqueluche dos pernetas), FARDOS INCONTAVEIS DE BUCHO (ensopado dele, o prato preferido), e milhares de latinhas da soberba, inigualavel e preferida CANINHA LEAO. Sempre para acompanhar os alucinantes manjares goguentos. Uau! BARRIGA ENTUPIDA IS OUTRA COISITA! PELO UNICO DE 87, MAIOR DO NORDESTE, O MEGAPATRAO DO SEGUNDO MAIS BONITO ESCUDO DO FUTEBOL BRASILEIRO, TUUDIIM!!!

  6. Mixaria. O Santa precisa virar cotista urgentemente. É o único time de massa entre os não-cotistas na Série B e recebe essa mixaria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*