O dia em que o Íbis emplacou três jogadores na Seleção Brasileira

Íbis e Seleção Brasileira. Arte: Cassio Zirpoli/DP/D.A Press

Em 9 de outubro de 1959, a FPF recebeu da CBD, atual Confederação Brasileira de Futebol, a missão de representar o país no Campeonato Sul-Americano. Seria a segunda edição da tradicional competição naquele ano, não por acaso chamada de “Extra”. Para a disputa no Equador, viajariam 22 jogadores.

No entanto, houve uma pré-convocação com 34 nomes, sob as ordens de Gentil Cardoso, nomeado técnico da Seleção Brasileira na ocasião. E há, aí, um capricho da história. Hoje conhecido como o Pior time do mundo, o Íbis emplacou três atletas na lista pioneira. O goleiro Jagunço e os atacantes Vantu e Inaldo. Integrantes da equipe com apenas 2 vitórias em 20 jogos no Estadual. E não foi só. Além das convocações esperadas, com dez tricolores, nove alvirrubros e sete rubro-negros, outras duas equipes pequenas do futebol local foram lembradas. O Ferroviário do Recife cedeu quatro, enquanto o extinto Asas Esporte Clube, ligado à Aeronáutica, cedeu o atacante Manoelzinho.

Na prática, era a Cacareco vestindo a camisa verde e amarela, mas a cobertura jornalística tratou a equipe desde o começo como “Brasil”. No Diario de Pernambuco, a convocação inicial foi noticiada como “Jogadores para o Sulamericano Extra”, com o seguinte primeiro parágrafo: “Ontem, o treinador Gentil Cardoso completou a relação dos jogadores convocados para os treinos da seleção pernambucana que irá representar o Brasil no Equador”. Ainda com os pré-convocados, o termo Seleção Brasileira foi usado em 25 de outubro.

E olhe que poderiam ter sido 35 nomes, pois o treinador acabou deixando Jovelino de fora. Vindo do Rio de Janeiro para reforçar a Canarinha, ele sequer entrara em campo no Recife. Qual seria o seu clube aqui? O Íbis! No torneio continental propriamente dito, rebatizado nos anos 70 de Copa América, o Brasil, sem representantes do Pássaro Preto, acabou numa honrosa 3ª colocação, após duas vitórias e duas derrotas para os favoritos Uruguai e Argentina.

5 thoughts on “O dia em que o Íbis emplacou três jogadores na Seleção Brasileira

  1. Evaristo Maciano, esse dia ficou na história do Ibis, existem times na elite do futebol brasileiro, que nunca foram convocados para a seleção brasileira. Continue postando artigos deste tipo, meio que inusitado por parte do Ibis, o pior time do mundo rsrsrsrsrrsr.
    Adorei!

  2. Só lembrando q não estavam representando um brasil em um torneio oficial, foi um torneio amistoso somente por causa da inauguração do estádio do equador.

    ou seja. Esse torneio não tem validade oficial, validade amistosa. Mas vale a pena lembrar.

    foram os primeiros pernambucanos convocados pra selecao jogando aqui em Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>