Captação de receita para reformar Aflitos passa pela venda das cadeiras metálicas

Cadeira de lembrança dos Aflitos

A volta aos Aflitos é uma pauta recorrente na torcida do Náutico, cuja direção precisa de R$ 7 milhões para colocar o estádio em ordem, numa reestruturação do concreto, instalações elétricas e hidráulicas e, claro, o gramado. A captação de receitas exclusivas para o projeto vem sendo articulada por uma comissão paritária do clube. No primeiro ato, há exatos seis meses, foi criada a campanha “Voltando pra Casa”, com quatro categorias de mensalidade a partir de R$ 25 – hoje, com 350 colaboradores. Agora, uma nova fase, com lembranças.

Além da colaboração, a ideia é baseada na forte relação que a torcida tem com o estádio, cujo cenário de posse será em 2018. Daí, a “venda” de cadeiras originais do Eládio de Barros. Pois é. No andamento da reforma, foram retiradas todas as cadeiras (cerca de 1.800). A tendência é transformar os antigos assentos metálicos brancos e vermelhos em “Lembranças dos Aflitos”. O primeiro protótipo tem a base de madeira, mas outros modelos estão sob avaliação, incluindo um de mármore. O sócio deve ter prioridade na compra.

Resta saber como será o novo setor de cadeira dos Aflitos. Padrão Arena?

As cadeiras retiradas dos Aflitos. Foto: Náutico/divulgação

2 thoughts on “Captação de receita para reformar Aflitos passa pela venda das cadeiras metálicas

  1. VERDADE AMIGO, BARBIELAND, MAS SE FOSSE NO CHIQUEIRO DO MANGUE, CERTAMENTE TERIA DOIS CHIFRES DO BOI E AS CORES DA POMBA GIRA…A MADRINHA DE VCS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>