Rei do Acesso, Givanildo Oliveira volta ao Santa, no 19º trabalho em Pernambuco

Givanildo Oliveira. Foto: Juarez Rodrigues/EM D.A Press

Pela 6ª vez, Givanildo Oliveira assume o comando do Santa Cruz. O treinador pernambucano, que em 2016 ficou a um triz do acesso, começa o trabalho no tricolor a partir da 12ª rodada, onde tentará recolocar no eixo uma equipe com o grupo praticamente fechado. Ao substituir Adriano Teixeira, tentará, também, ampliar o recorde pessoal de classificações à elite nacional, com cinco.

Após a derrota para o Oeste, terá quatro dias de treino até o Brasil-RS.

Na última Série B, Giva assumiu o Náutico após a 23ª rodada. O time estava em 8º lugar, a 7 pontos do G4. A partir dali, engatou uma recuperação, só brecada com a dura derrota para o Oeste, terminando na 5ª posição. Agora, tem um calendário bem maior em termos de rodadas no Brasileiro (27 x 15).

A presença de Giva no futebol pernambucano é recorrente, chegando ao expressivo número de 19 trabalhos desde que pendurou as chuteiras aos 35 anos – antes, era também, numa brilhante carreira como volante no Arruda e na Ilha. São 17 no Recife e duas em Caruaru, uma delas com apenas uma semana, em 1993, pois se desentendeu logo com a direção da patativa.

Vamos a alguns dados do olindense de 68 anos…

Acessos de Givanildo Oliveira à Série A
1997 – América-MG (campeão)
2001 – Paysandu (campeão)
2005 – Santa Cruz (vice)
2006 – Sport (vice)
2015 – América-MG (4° lugar)

Técnicos com mais acessos no Brasileirão (1988-2016)
5 – Givanildo Oliveira
3 – Geninho, Levir Culpi e Pepe
2 – Gílson Kleina, Hélio dos Anjos, Jair Picerni, Mano Menezes, Osvaldo Alvarez, Paulo César Gusmão e Vágner Benazzi

Givanildo Oliveira comandando clubes pernambucanos
1983/1984 – Sport
1984/1985 – Central
1985 – Náutico

1989/1990 – Santa Cruz (vice estadual)
1991/1992 – Sport (bicampeão estadual)
1993 – Central
1994 – Náutico

1994/1995 – Sport (campeão estadual e nordestino)
1995/1996 – Sport

1996 – Náutico (3º lugar na Série B)
1998 – Santa Cruz (evitou o rebaixamento à Série C)
2002 – Náutico
2004/2006 – Santa Cruz (campeão estadual e acesso à Série A)
2006 – Sport (acesso à Série A)
2007 – Santa Cruz
2010 – Sport (campeão estadual)
2010 – Santa Cruz
2016 – Náutico (5º lugar na Série B)
2017 – Santa Cruz

Número de passagens
6 – Sport e Santa Cruz
5 – Náutico

2 – Central

3 thoughts on “Rei do Acesso, Givanildo Oliveira volta ao Santa, no 19º trabalho em Pernambuco

  1. Acho que você esqueceu de Guto Ferreira, que tem 3 ou 4 acessos já!

    Nota do blog

    Giorgio, a lista contabiliza apenas os acessos da Série B para a Série A do Brasileiro.

  2. É rei do acesso sim, mas agora veio pra tentar tirar a minhoquinha freguesa do SPORT da Série C. E quem discordar disso é imbecil.

  3. Complemento do post

    Givanildo Oliveira é o recordista de jogos no Santa: 599

    Sempre em tempo de uma homenagem com o jogo 600…

    Bastava rolar a bola e sair.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>