Com gramados 105m x 68m, o Estadual volta a ser jogado fora do Recife em 2018

Entre 2014 e 2017, a fase principal do Campeonato Pernambucano foi reduzida a um hexagonal, priorizando clássicos, com seis em dez rodadas, além de equipes do interior mais qualificadas. Porém, o formato esgotou-se devido à previsibilidade dos classificados à semifinal, além da falta de partidas efetivas no interior, algo que dá sentido à competição. Neste caso, não por uma questão de nível técnico do futebol apresentado, mas pelo mau estado dos gramados, com o Cornélio de Barros sendo o único onipresente – até o Lacerdão, o maior palco fora da região metropolitana, chegou a ser vetado.

Com o novo regulamento em 2018, com todos os clubes voltando a se enfrentar, com Náutico, Santa Cruz e Sport pegando a estrada. Para que todos os times tivessem ao menos um jogo contra um dos grandes clubes, foi preciso uma força-tarefa – que não será concluída com perfeição, longe disso. Afinal, o problema principal permanece: a escassez de água, embora as chuvas tenham enchido várias barragens. Outro ponto, para este ano, é a padronização de todos os os campos, utilizando o tamanho adotado internacionalmente pela Fifa: 105m de comprimento e 68m de largura.

A única exceção tende a ser o Vitória, que ainda não confirmou o Carneirão, estudando duas opções, Chã Grande ou mesmo a Arena Pernambuco.

A seguir, detalhes dos palcos nas rotas do Trio de Ferro. Como deve ser.

América – Estádio Ademir Cunha (Paulista, a 17 km do Recife)
Dando sequência à duradoura parceria com a prefeitura, o Mequinha segue mandando os seus jogos em Paulista. O estádio, aliás, já tem a cara do clube, alviverde – com uma nova mão de tinta em 2018. O campo, bastante utilizado em competições de base, está passando por uma troca de placas de grama.

21/01 (16h00) – América x Santa Cruz – TV Globo
28/01 (16h00) – América x Afogados – TV FPF (internet)
07/02 (20h00) – América x Central – TV FPF (internet)
25/02 (16h00) – América x Belo Jardim – TV FPF (internet)
07/03 (20h00) – América x Pesqueira – TV FPF (internet)

Estádio Ademir Cunha (22/12/2017). Crédito: América/site oficial (america-pe.com.br)

Estádio Ademir Cunha (22/12/2017). Crédito: América/site oficial (america-pe.com.br)

Central – Estádio Luiz Lacerda (Caruaru, a 130 km do Recife)
Na reapresentação da patativa, o gramado estava seco. Após alguns treinos, o time passou a utilizar o Ninho do Gavião, o centro de treinamento do rival, o Porto. Com isso, o estádio passou por adubação e irrigação – e parte da estrutura foi pintada. Lá, o alvinegro receberá dois grandes, o que não aconteceu uma vez sequer em 2017.

21/01 (16h00) – Central x Náutico – TV FPF (internet)
28/01 (16h00) – Central x Flamengo
04/02 (16h00) – Central x Sport – TV Globo
18/02 (16h00) – Central x Belo Jardim – TV FPF (internet)
07/03 (20h00) – Central x Salgueiro

Estádio Lacerdão, Caruaru (28/12/2017. Crédito: Central/instagram (@centraldecaruaru)

Estádio Lacerdão, Caruaru (28/12/2017. Crédito: Central/instagram (@centraldecaruaru)

Belo Jardim – Estádio Sesc-Mendonção (Belo Jardim, a 187 km do Recife)
Fechado há quase dois anos, o estádio recebeu a visita de agrônomos da Campanelli, empresa paulista contratada pela FPF, para diagnosticar o campo. Após a vistoria, em 25 de outubro, o local vem sendo tratado de forma integral, com o Calango treinando num campo sintético da cidade.

21/01 (16h00) – Belo Jardim x Flamengo
28/01 (16h00) – Belo Jardim x Salgueiro
07/02 (20h00) – Belo Jardim x Vitória
21/02 (21h45) – Belo Jardim x Sport – TV Globo
07/03 (20h00) – Belo Jardim x Náutico – TV Premiere

Estádio Sesc-Mendonção, em Belo Jardim. Crédito: AgresTV Pernambuco/youtube (reprodução)

Estádio Sesc-Mendonção, em Belo Jardim, em 25/10/2017. Crédito Belo Jardim F.C./Ascom

Pesqueira – Estádio Joaquim de Brito (Pesqueira, a 215 km do Recife)
O campeão da segunda divisão estadual teve um trabalho relativamente mais simples para entregar um campo em boas condições, uma vez que a última partida oficial no local, na ida da decisão, foi em 8 de novembro. Embora esteja indo para a 5ª participação na elite em seis anos, até hoje nunca recebeu o Trio de Ferro – foi mandante uma vez, contra o Náutico, em 2013, atuando em Garanhuns.

17/01 (20h00) – Pesqueira x Belo Jardim – TV FPF (internet)
24/01 (20h00) – Pesqueira x Vitória
03/02 (20h00) – Pesqueira x Náutico – TV Premiere
21/02 (20h00) – Pesqueira x Salgueiro
04/03 (16h00) – Pesqueira x Central – TV FPF (internet)

Estádio Joaquim de Brito, Pesqueira (08/08/2017). Crédito: Gilmar Farias/divulgação

Estádio Joaquim de Brito, em Pesqueira. Crédito: Pesqueira/instagram

Flamengo – Estádio Áureo Bradley (Arcoverde, a 256 km do Recife)
De volta à primeira divisão, o Flamengo estreia logo contra o atual campeão, em jogo com transmissão na televisão para todo o estado – é a primeira vez que a Globo exibe um jogo direto do município. Então, além do gramado, com a adição de placas, foi preciso estruturar as cabines. O estádio também passou por uma pintura, adotando as cores do time.

17/01 (21h30) – Flamengo x Sport – TV Globo
04/02 (16h00) – Flamengo x Afogados – TV FPF (internet)
07/02 (20h00) – Flamengo x Pesqueira
21/02 (20h00) – Flamengo x Santa Cruz – TV FPF (internet)
04/03 (16h00) – Flamengo x América

Estádio Áureo Bradley, Arcoverde (13/12/2017). Crédito: Flamengo/facebook (@Flamengodearcoverde)

Estádio Áureo Bradley, Arcoverde (13/12/2017). Crédito: Flamengo/divulgação

Afogados – Estádio Vianão (Afogados da Ingazeira, a 386 km do Recife)
A principal mudança no estádio para a temporada 2018 não foi o gramado, mas a instalação do sistema de iluminação. Como havia disputado apenas a segunda divisão e a primeira fase do Estadual, sem os grandes, não era uma exigência da FPF. Com a mudança do regulamento, a prefeitura precisou adequar o local, com 108 lâmpadas nas seis torres. Quanto

17/01 (20h00) – Afogados x Central
24/01 (20h00) – Afogados x Belo Jardim – TV FPF (internet)
07/02 (21h30) – Afogados x Santa Cruz – TV Globo
18/02 (16h00) – Afogados x Pesqueira
04/03 (16h00) – Afogados x Vitória

Estádio Valdemar Viana, Afogados da Ingazeira (20/12/2017). Crédito: Afogados/divulgação

Estádio Valdemar Viana, Afogados da Ingazeira (20/12/2017). Crédito: Afogados/divulgação

Salgueiro – Estádio Cornélio de Barros (Salgueiro, a 518 km do Recife)
Em 2017, o estádio recebeu a finalíssima do Campeonato Pernambucano e nove jogos da Série C do Brasileiro, o que já deixa claro o estágio acima dos demais palcos no interior, atendendo tanto ao gramado quanto à capacidade – pelo regulamento, apenas o Cornélio e Lacerdão podem receber jogos a partir da semifinal, com capacidade mínima de 10 mil lugares.

24/01 (20h00) – Salgueiro x América
03/02 (20h00) – Salgueiro x Santa Cruz
18/02 (16h00) – Salgueiro x Flamengo
25/02 (16h00) – Salgueiro x Afogados
04/03 (16h00) – Salgueiro x Sport – TV Globo

Estádio Cornélio de Barros (30/12/2017). Crédito: Carcará Net/twitter (@CarcaraNet)

Estádio Cornélio de Barros (30/12/2017). Crédito: Carcará Net/twitter (@CarcaraNet)