Náutico B, Santa Cruz B e Sport B na Segunda Divisão

Barcelona B. Crédito: Barcelona/divulgação

Em 1970, o Barcelona estreou na terceira divisão espanhola. Terminou a campanha na terceira colocação, ficando a um triz do acesso.

Sim, o Barcelona oficial, blaugrana. Mas o Barcelona B.

Na Espanha, os times reservas, ou aspirantes, não jogam um torneio paralelo, mas o próprio sistema profissional da liga nacional. O objetivo é fortalecer a base e utilizar profissionais sem muito espaço nas equipes principais.

Messi, Xavi, Iniesta, Puyol e Valdés estão entre os nomes formados recentemente na equipe menor do clube. Contudo, há uma regra básica para este formato.

O time B sempre terá que jogar no mínimo uma divisão abaixo do time A. Não por acaso, mesmo flertando com o acesso inúmeras vezes o Barcelona B jamais pôde subir.

Essa ideia já foi estendida a outros times do país. No Brasil, o Palmeiras abriu a sua filial nas divisões inferiores do Paulistão. Agora, o plano deve aportar em Pernambuco.

A FPF propôs aos três grandes clubes do estado a utilização de equipes com idade Sub 23 para a disputa da segunda divisão do Estadual, a partir desta temporada.

A resposta do trio foi positiva. Na prática, isso vinha ocorrendo nas últimas edições da Copa Pernambuco, curta. Agora, um torneio extenso, com avaliação mais apurada.

Há a possibilidade de alguns jogos com mando de campo de alvirrubros, tricolores e rubro-negros serem realizados no interior, em acordos com prefeituras para movimentar o público fora da capital. Até mesmo para capitalizar a presença na Série A2.

Isso é quase de praxe. O próprio Barça B não joga no Camp Nou. É verdade que atua no vizinho Mini Estádio, construído em 1982 e com capacidade para 15.276 pessoas. Ao todo, esteve 20 anos na segundona, 19 na terceira, 4 na quarta e 1 na regional.

Qual é a sua opinião sobre a versão B de Náutico, Santa e Sport? Há estrutura?

Barcelona B. Crédito: Barcelona/divulgação

11 thoughts on “Náutico B, Santa Cruz B e Sport B na Segunda Divisão

  1. Pingback: Supersérie A2 do Campeonato PernambucanoBlog de Esportes | Blog de Esportes

  2. Boa ideia! 
    os garotos da base teriam mais uma competição para disputar e ganhariam
    experiencia.
    Mas como Claudio falou, nem todo clube tem estrutura para manter dois times…
    por isso a escolha dos participantes com time b no campeonato deveria ser criteriosa.
    (so participa quem fornecer condições adequadas aos atletas). 
    Acho que o sport e o Náutico atualmente poderiam aderir a ideia, e posteriormente o santa cruz. 

  3. Não acho uma boa ideia. Um time com o Santa Cruz que nem estrutura de treino tem e agora que investir em time B? antes tem que estruturar as bases e infraestrutura do clube.

  4. Realmente Alberto. O Camp. Brasileiro é só p/ times da série A, salvo se houver desistência e daí um clube da série B será convidado.
    A Copa do Brasil são os 32 clubes melhor classificados no ranking da CBF, sem distinção de qual série participe. É claro q quem estiver na série A ou B tem mais chances de conquistarem melhores posições no ranking. 

  5. ÓTIMA IDEIA,ASSIM PODEMOS REVELAR JOGADORES DE QUALIDADE PROS 3 GRANDES ESPERO QUE DÊ CERTO!

  6. Boa iniciativa. Isso só vai movimentar e melhorar a base dos clubes pernambucanos. O caminho é esse, a base é o coração de uma clube grande, moderno e organizado. O três grandes do Estado ainda são um bebê, engatinham quando o assunto é base, mas quem sabe com a mudança de pensamento dos dirigentes, a ajuda da FPF esse quadro que ainda é arcaico no “Trio de Ferro” da Capital não começa a mudar. 

  7. Só o Campeonato Brasileiro sub-20 que é obrigatório só pra times da série A, a Copa do Brasil sub-20 pode ter times da série B.. O Vitória participou na de 2012, que por sinal ganhou!

  8. acredito que uma parceria dos clubes grandes com clubes menores traria um melhor resultado, penso os jogadores do trio de ferro podem ter baixo interesse.

  9. Ótima ideia! Tem tudo para fortalecer não somente os três times da capital como dar uma visibilidade um pouco maior (já é melhor que nada) à Segunda Divisão do Pernambucano. O fato dos três não poderem jogar nos Aflitos/Arruda/Ilha e terem seus mandos no interior vai fazer o que os três clubes nunca conseguiram fazer (devido aos satélites de TV): trazer o interior mais pra perto dos times da capital. Estou esperançoso quanto a isso.

  10. Acho uma boa idéia, desde que a 2ª divisão ñ seja disputada no mesmo período da 1ª divisão.

    Dá pra os clubes movimentarem sua base e entrarem mais espertos nas grandes competições como a Copa SP Jr, Copa do Brasil Sub-20 e Campeonato Brasileiro Sub-20.

    Os 3 entrariam com o sub-20 p/ deixarem a base sempre em movimento.

    Em janeiro tem a Copa SP Jr. De fevereiro a maio o pernambucano de juniores (antecendo os jogos da equipe principal). De junho a outubro jogaria a 2ª divisão do pernambucano. Em novembro e dezembro tem a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Lembrando q só disputam a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro os times q estiverem na série A. Como Santa e Sport estão fora da série A neste ano, os dois podem jogar a Copa PE neste período.

    Falta aos 3 clubes participarem de mais campeonatos sub-20 p/ dar maturidade à base e esta é uma boa oportunidade.           

  11. Essa ideia vai forçar os clubes menores a investir na base. Sempre vão atrás da bse do trio de ferro se reforçar pra segundona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>