Náutico é derrotado pelo ABC em Caruaru e permanência na B fica quase impossível

Série B 2017, 31ª rodada: Náutico 1 x 2 ABC. Foto: Léo Lemos/Náutico

Numa caminhada árdua, há meses, o Náutico vem lutando contra uma história completamente desfavorável na era dos pontos corridos na Série B. A oito rodadas do fim, estava a oito pontos de distância do 16º lugar. Em qualquer conta minimamente aceitável, vencer os quatro jogos restantes como mandante seria o ponto de partida. Começando pelo ABC, o lanterninha.

Encerrando o giro em Caruaru, programado em quatro apresentações, o timbu sofreu um duro revés, 1 x 2. A vitória potiguar e os resultados da própria sexta-feira deixaram o time pernambucano com um pé na terceira divisão, onde esteve uma vez, em 1999. Num Lacerdão vazio, cujo horário seria ruim até com o jogo na capital, o time voltou com mais peças em relação ao jogo de Maceió, onde atuou esfacelado. Na zaga, Breno Calixto. No ataque, William. Porém, a aplicação tática deu lugar a uma equipe extremamente afobada, com jogadores querendo decidir sozinho, como Rafinha, insistindo sempre na mesma jogada, afunilando, ficando na marcação. Como exceção, Bruno Mota, que procurou recuar ao meio-campo para tentar trabalhar a bola.

Série B 2017, 31ª rodada: Náutico 1 x 2 ABC. Foto: ABC/instagram (@abcfc)

Tomar um gol aos 22 minutos dificultou qualquer reestruturação. No lance, o zagueiro Tonhão concluiu um cruzamento de Vítor Junior, aquele mesmo, eleito o craque do Estadual em 2007, numa rápida passagem pelo Sport. Sem conseguir mudar o panorama, o Náutico acabou vaiado no intervalo, embora a relação time/torcida tenha acalmado no segundo minuto da retomada, numa penalidade convertida por William. Dali, foram dez minutos intensos, com Bruno acertando o travessão e com o goleiro Edson aparecendo muito bem. Sem a virada, o jogo esfriou, com Roberto Fernandes adotando a postura (correta) de buscar a vitória. Àquela altura, o empate em casa não adiantaria.

Com este risco obrigatório, era preciso atenção máxima, mas Mirando acabou falhando, resultando num contragolpe aos 38 minutos, com Lucas Coelho pegando de prima, fatal. Na revolta da torcida, houve até invasão, com dois ‘torcedores’ passando da conta. Detidos, claro. Quanto ao Náutico, projetando o número mágico de 45 pontos, será preciso vencer 6 dos últimos 7 jogos…

Timbu como mandante com Roberto Fernandes (5V, 0E e 2D, com 71%)
04/08 (19ª) – Náutico 1 x 0 Luverdense (Arena PE)
15/08 (21ª) – Náutico 2 x 0 Figueirense (Arena PE)
06/09 (23ª) – Náutico 1 x 0 Brasil (Arena PE)
23/09 (25ª) – Náutico 0 x 1 Internacional (Lacerdão)
30/09 (27ª) – Náutico 2 x 0 Boa Esporte (Lacerdão)
14/10 (29ª) – Náutico 2 x 0 Guarani (Lacerdão)
20/10 (31ª) – Náutico 1 x 2 ABC (Lacerdão)

Série B 2017, 31ª rodada: Náutico 1 x 2 ABC. Foto: Léo Lemos/Náutico

3 thoughts on “Náutico é derrotado pelo ABC em Caruaru e permanência na B fica quase impossível

  1. O QUE COMECA A INFERNIZAR, agorra, IS NEURONIOS DE Berilo/KukiI E DE Zé Nevasca/Netinho IS a recente notícia de que o honestíssimo NERINHO pretende criar uma SERIE E para 2020. Para o quarteto ARRETADO, da C para la, apenas MERO DETALHE.

  2. A BONECA ESTA IMPOSSIVEL, depois que conheceu as delicias e tentacoes do CABARE – para tortura de KUKI e BERILO -, não quer mais sair. É levou a Tripa consigo .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>