Mundial de Clubes reconhecido pela Fifa a partir da Intercontinental. E sempre foi

Os troféus dos campeões mundiais de clubes: Intercontinental, Copa Toyota e Mundial da Fifa (2000 e 2005-2016)

A Copa Intercontinental foi criada num acordo entre a Confederação Sul-Americana, atual Conmebol, e a Uefa, em 1960. O objetivo era medir forças entre os clubes dos continentes mais desenvolvidos do futebol na época. Na Europa, havia a Copa dos Campeões, atual “Liga”, já com quatro edições. Portanto, surgiu aqui a Taça Libertadores. O regulamento era bem simples, com o duelo entre os campeões em jogos de ida e volta. Pelo título mundial.

E o vencedor sempre foi tratado como campeão mundial interclubes, inclusive no velho mundo, onde há uma meia verdade sobre o desdém. Foi assim até 1979, com duas edições canceladas por falta de acordo entre as datas (1975 e 1978). Em 1980, solucionando o impasse, as entidades firmaram um acordo com a federação japonesa, com o patrocínio da montadora Toyota, com a disputa de jogo único, em dezembro. Dali até 2004, o campeão recebeu duas taças, a Copa Intercontinental e a Copa Toyota, ambas valorizadas.

Em 2000, como se sabe, a Fifa organizou pela primeira vez o “Mundial de Clubes”, ignorando o passado. E olhe que, por diversas vezes, a própria entidade avalizou a disputa anterior como mundial – no youtube é possível conferir as placas da Fifa nos jogos disputados no estádio em Tóquio. Desde 2005, com a descontinuação da Copa Intercontinental, o Mundial de Clubes passou a ocupar o calendário, já com os demais continentes, cuja presença é, sim, justa. Porém, não apagou quatro décadas de glórias…

Tanto que a própria Fifa, enfim, reconheceu a antiga disputa como Mundial, com o mesmo peso do seu torneio. Embora apenas por barganha política, legitimou o que Santos, Flamengo, Grêmio e São Paulo sempre foram.

Obs. O blog já considerava a Copa Intercontinental.

Os campeões chancelados pela Fifa (Intercontinental + Mundial de Clubes)

5 – Real Madrid (1960, 1998, 2002, 2014 e 2016) 

4 – Milan (1969, 1989/1990 e 2007) 

3 – Peñarol (1961, 1966 e 1982) , Nacional (1971, 1980 e 1988), Boca Juniors (1977, 2000 e 2003), São Paulo (1992/1993 e 2005), Internazionale (1964/1965 e 2010), Bayern de Munique (1976, 2001 e 2013) e Barcelona (2009, 2011 e 2015) 

2 – Santos (1962/1963), Independiente (1973 e 1984), Ajax (1972 e 1995), Juventus (1985 e 1996), Porto (1987 e 2004), Manchester United (1999 e 2008) e Corinthians (2000 e 2012) 

1 – Racing (1967), Estudiantes (1968), Feyenoord (1970), Atlético de Madrid (1974), Olimpia (1979), Flamengo (1981), Grêmio (1983), River Plate (1986), Estrela Vermelha (1991), Vélez Sarsfield (1994), Borussia Dortmund (1997) e Internacional (2006)

3 thoughts on “Mundial de Clubes reconhecido pela Fifa a partir da Intercontinental. E sempre foi

  1. DESDE OS PRIMEIROS MINUTOS DA MADRUGA DE HOJE, festanca de arrepiar NO CABARE – dedadas, esfregoes, amassoes, imbigadas, puxões de cabelo, calcinhas e sutias voando por todas as beiradas.do salão. TUDO porque o LEAO perdeu ontem. A Barbie Hexapinico e sua prima subnutrida e azulejada, a Tripa, torcendo, agora, pro REI mergulhar, também, na ZONA, com destino as SEGUNDELA.

  2. Complemento do post

    Os torneios mundiais oficiais
    Copa Intercontinental 1960-1979
    Copa Intercontinental/Copa Toyota 1980-2004
    Campeonato Mundial de Clubes da Fifa 2000
    Copa do Mundo de Clubes da Fifa 2005-2016

    Os campeões mundiais
    1960 – Real Madrid (Espanha)
    1961 – Peñarol (Uruguai)
    1962 – Santos (Brasil)
    1963 – Santos (Brasil)
    1964 – Internazionale (Itália)
    1965 – Internazionale (Itália)
    1966 – Peñarol (Uruguai)
    1967 – Racing (Argentina)
    1968 – Estudiantes (Argentina)
    1969 – Milan (Itália)
    1970 – Feyenoord (Holanda)
    1971 – Nacional (Uruguai)
    1972 – Ajax (Holanda)
    1973 – Independiente (Argentina)
    1974 – Atlético de Madrid (Espanha)
    1975 – N/D
    1976 – Bayern de Munique (Alemanha)
    1977 – Boca Juniors (Argentina)
    1978 – N/D
    1979 – Olimpia (Paraguai)
    1980 – Nacional (Uruguai)
    1981 – Flamengo (Brasil)
    1982 – Peñarol (Uruguai)
    1983 – Grêmio (Brasil)
    1984 – Independiente (Argentina)
    1985 – Juventus (Itália)
    1986 – River Plate (Argentina)
    1987 – Porto (Portugal)
    1988 – Nacional (Uruguai)
    1989 – Milan (Itália)
    1990 – Milan (Itália)
    1991 – Estrela Vermelha (Sérvia)
    1992 – São Paulo (Brasil)
    1993 – São Paulo (Brasil)
    1994 – Vélez Sarsfield (Argentina)
    1995 – Ajax (Holanda)
    1996 – Juventus (Itália)
    1997 – Borussia Dortmund (Alemanha)
    1998 – Real Madrid (Espanha)
    1999 – Manchester United (Inglaterra)
    2000 – Corinthians (Brasil) – Mundial de Clubes
    2000 – Boca Juniors (Argentina) – Copa Intercontinental
    2001 – Bayern de Munique (Alemanha)
    2002 – Real Madrid (Espanha)
    2003 – Boca Juniors (Argentina)
    2004 – Porto (Portugal)
    2005 – São Paulo (Brasil)
    2006 – Internacional (Brasil)
    2007 – Milan (Itália)
    2008 – Manchester United (Inglaterra)
    2009 – Barcelona (Espanha)
    2010 – Internazionale (Itália)
    2011 – Barcelona (Espanha)
    2012 – Corinthians (Brasil)
    2013 – Bayern de Munique (Alemanha)
    2014 – Real Madrid (Espanha)
    2015 – Barcelona (Espanha)
    2016 – Real Madrid (Espanha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>