Sem sustos, Real Madrid vence o Grêmio e conquista o 6º título mundial. Recorde

Final do Mundial de Clubes de 2017: Real Madrid 1 x 0 Grêmio. Foto:  David Ramos/Fifa (via Getty Images)

O controle do jogo foi absoluto. A vitória magrinha, por 1 x 0, engana em relação à superioridade técnica do Real Madrid sobre o Grêmio na final do Mundial de Clubes. Não por acaso, o croata Luka Modric acabou recebendo a bola de ouro do torneio. O camisa 10 do gigante espanhol dominou o meio-campo, ocupando espaço e trabalhando bem a bola. Com a organização, não deu sossego a Luan, o principal nome do campeão da Libertadores, que errou uma infinidade de passes, evitando qualquer chance de reação – que não houve, pois o time gaúcho não finalizou uma vez sequer na barra de Navas.

O Real cumpriu a agenda em Abu Dhabi. Não foi brilhante e o seu gol saiu numa falha da barreira gremista, com Barrios e Luan abrindo na falta cobrada por Cristiano Ronaldo, decisivo como sempre. Bastou. Sob a organização da Fifa, esta foi a terceira “Copa do Mundo de Clubes” do time da capital. Lembrando que em 27 de outubro a Fifa reconheceu a Copa Intercontinental como Mundial. Ou seja, ao longo da história, finalmente respeitada, o time merengue somou a sexta conquista, recorde. Com já detinha a marca, o hexa ampliou a vantagem sobre o Milan, o segundo na lista de maiores vencedores.

Como se não bastasse, o Real chegou a 24 títulos internacionais: 6 Mundiais, 12 Ligas dos Campeões, 2 Copas da Uefa e 4 Supercopas Europeias. É o clube com mais títulos internacionais oficiais, com quatro taças à frente do rival catalão. Quanto ao Grêmio, o Mundial de 1983 mantém o orgulho…

Os títulos merengues:*
1960 – Real Madrid x Peñarol (0 x 0 e 5 x 1)
1998 – Real Madrid x Vasco (2 x 1)
2002 – Real Madrid x Olimpia (2 x 0)
2014 – Real Madrid x San Lorenzo (2 x 0)
2016 – Real Madrid x Kashima Antlers (4 x 2)
2017 – Real Madrid x Grêmio (1 x 0)

Os multicampeões mundiais:*
6 – Real Madrid (60, 98, 02, 14, 16, 17)
4 – Milan (69, 89, 90, 07)
3 – Peñarol (61, 66, 82) , Nacional (71, 80, 88), Boca Juniors (77, 00, 03), São Paulo (92, 93, 05), Internazionale (64, 65, 10), Bayern de Munique (76, 01, 13) e Barcelona (09, 11, 15)
2 – Santos (62, 63), Independiente (73, 84), Ajax (72, 95), Juventus (85, 96), Porto (87, 04), Manchester United (99, 08) e Corinthians (00, 12)

* Copa Intercontinental (1960-2004) e Mundial da Fifa (2000-2017)

Final do Mundial de Clubes de 2017: Real Madrid 1 x 0 Grêmio. Foto: Fifa/twitter (@FIFAcom)

3 thoughts on “Sem sustos, Real Madrid vence o Grêmio e conquista o 6º título mundial. Recorde

  1. … caminhando por uma das ruas de Veneza, um ooooooooovo!

    … caminhando por uma das ruas de Paris…

  2. De acordo com o SSS – Serviço Secreto do SPORT -, em seus arquivos assombrosamente corretos, atualizados e de uma credibilidade galática, CARVALHINHO começou a sentir su corazón batendo a mais de mil cacetadas por minuto, quando a incrível, fascinante, sensual, explosiva, glamorosa, estonteante, apaixonante, postura digna da Deusa do Amor, ANGELINA JOLIE (de lábios deliciosamente carnudos, e de mel) apareceu na tela, desfilando no filme O TURISTA, com um outro monster da tela, o formidável Johnny Depp. A partir daí, JOLIEZINHA passou a fazer parte de seus sonhos madrugais, até hoje, e, certamente, até seu último suspiro. Que romântico!!!!!!!!

  3. Segundo o SSS – Serviço Secreto do SPORT, com seus arquivos assombrosamente completos, atualizados e fidedgnos-, fuzila que o formidável Presidente da Federa Evandro C conduz consigo DOIS MOMENTOS assustadoramente MARCANTES: 1) SUA FIDELIDADE incondicional, irrestrita – beirando o absurdo – a NERITO, de tal modo que até COLOCA SEU BIGOLINO&SACO NA SUA CHURRASQUEIRA doirada IMPORTADA, por ele. 2) ADMIRAÇÃO GALÁTICA por ANGELINA JOLIE. Aí, tudo começou quando VANVAN, em seu sofá de último modelo, começou a assistir O TURISTA, com a GRACIOSA e com JOHNNY DEPP, um dos monsters da tela. Su corazón começou a bater a MAIS DE MIL CACETADAS POR MINUTO, a partir do momento em que avistou ANGELINA JOLIE caminhando, por uma das ruas de Veneza, em direção a um restaurante, toda FAGUEIRA, CHARMOSA, DESLUMBRANTE, CATIVANTE, como que QUASE FLUTUANDO, MIMOSA, IMPONENTE, MAJESTOSA… Imagens que até hoje, e até seu último suspiro, farão parte da vida e dos sonhos noturnos que assolam, ininterruptamente, o cotidiano de VANVAN. E, naquelas futuras oportunidades de vê-la por uma das ruas de Nova York, imaginará realizando um filme com a DEUSA, cujo título poderá ser UM DELEGADO EM NOVA YORQUE. Que romântico!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>