Enquete – A torcida pernambucana na final da Taça Libertadores de 2015

Final da Libertadores 2015: River Plate x Tigres. Imagem: Conmebol

Adversários na fase de grupos, River Plate e Tigres se enfrentam na grande decisão da Taça Libertadores da América de 2015, em sua 56ª edição. Até agora, no torneio, foram três empates. Enquanto o Millonario busca o seu terceiro título, acabando com um jejum desde 1996, o time mexicano busca a primeiro conquista para o país, convidado pela Conmebol a partir de 1998.

A final no Monumental de Nuñez, com 60 mil pessoas, será no dia 5 de agosto.

Após o placar em branco no jogo de ida, qualquer vitória garante o título em Buenos Aires. Na decisão não há a regra do “gol qualificado”, fora de casa. Ou seja, em caso de igualdade, prorrogação. Novo empate, pênaltis.

Vamos à enquete com a preferência dos pernambucanos sobre o campeão…

Obs. Como o Tigres já convidado, o River Plate, mesmo que seja vice-campeão continental, já está garantido no Mundial de Clubes da Fifa.

Qual clube será o campeão da Libertadores de 2015?

  • Rubro-negro - River Plate (35%, 121 Votes)
  • Rubro-negro - Tigres (21%, 73 Votes)
  • Tricolor - River Plate (21%, 72 Votes)
  • Alvirrubro - River Plate (11%, 39 Votes)
  • Tricolor - Tigres (9%, 30 Votes)
  • Alvirrubro - Tigres (3%, 13 Votes)

Total Voters: 346

Loading ... Loading ...

Teliana Pereira, uma pernambucana no top 50 do ranking mundial da WTA

Teliana aparece em 48º lugar no ranking da WTA em 3 de agosto de 2015. Crédito: reprodução

O ranking feminino de tênis é atualizado semanalmente desde o dia 3 de novembro de 1975. Embora tenha conquistado sete títulos de Grand Slam, a brasileira Maria Esther Bueno jamais liderou a lista profissional (Open Era), uma vez que o seu auge ocorreu nas décadas anteriores à criação. Cronologicamente é uma “pena”, pois o International Tennis Hall of Fame chegou a apontá-la como a melhor do mundo em 1964 e 1966.

Já veterana, aos 37 anos, Maria Esther chegou a aparecer em 29º lugar no ranking da WTA, em 1976. Ainda assim, um feito notável, uma vez que figurar entre as 50 primeiras do circuito é algo raro no país, com hiatos enormes. E aí entra a figura da pernambucana Teliana Pereira, que nesta temporada vem derrubando marcas impressionantes nas quadras (sobretudo de saibro).

A tenista de Águas Belas já soma dois títulos do WTA. O primeiro, em Bogotá, em 19 de abril, encerrou o jejum de títulos das brasileiras, que vinha desde Barcelona, em 1988. O segundo troféu, em Florianópolis, derrubou outro tabu, o de conquistas no país, desde o torneio no Guarujá, em 1987. Ambos vencidos pela gaúcha Niege Dias, que viu outra marca particular ser superada. Ela havia sido a nossa última representante no Top 50, com o 31º lugar em 1988. Até este 3 de agosto de 2015, com a lista atualizada pela Women’s Tennis Association, colocando Teliana, de 27 anos, em 48º, com 1.034 pontos.

Será que Teliana alcançará o melhor ranking de uma brasileira…?

Brasileiras entre as 50 primeiras do ranking da WTA
29ª – Maria Esther Bueno (1976)
31ª – Niege Dias (1988)
48ª – Patrícia Medrado (1982)
48ª – Teliana Pereira (2015)

Brasileiras com títulos na WTA
2 – Niege Dias (Guarujá 1987 e Barcelona 1988)
2 – Teliana Pereira (Bogotá 2015 e Florianópolis 2015)

Os títulos de WTA de Teliana Pereira em 2015: Florianópolis (02/08) e Bogotá (19/04). Imagens: divulgação

Podcast 45 (157º) – Rodada sem vitórias de Náutico, Santa e Sport no Brasileiro

O fim de semana foi um dos piores para os time da capital pernambucana neste Brasileiro. Na Série B, o Náutico tropeçou em casa e o Santa perdeu fora. Na Série A, o Sport não passou pelo ferrolho cruzeirense. Tudo isso está na análise do 45 minutos, com um balanço completo da rodada, além das dicas (música e programa de tevê) e promoções.

Confira o infográfico com as principais atrações do programa aqui.

Neste podcast de 1h36m, estou ao lado de Celso Ishigami, Fred Figueiroa, João de Andrade Neto e Rafael Brasileiro. Ouça agora ou quando quiser!