Libertadores e Copa Sul-Americana com jogos de janeiro a dezembro de 2018

Taça Libertadores e Copa Sul-Americana; Crédito: Conmebol/site oficial

A Conmebol divulgou os calendários, fase por fase, da Libertadores e da Sul-Americana de 2018, com jogos já em 22 de janeiro, pela Pré-Libertadores, seguindo até 12 de dezembro, na decisão da Sula. A agenda precisou acomodar os dois torneios e ainda liberar datas para as confederações nacionais, fora as quatro paradas para os amistosos das seleções, sempre com dois jogos, e, sobretudo, o período para a Copa do Mundo na Rússia.

De forma simultânea, as copas internacionais vão ocorrer de fevereiro a novembro, repetindo o formato adotado em 2017. Entretanto, apesar do cronograma oficial, há uma data “pendente”. A entidade ainda estuda a mudança da final da Liberta para “jogo único”, que seria realizado em 1º de dezembro, num sábado, em vez de 7 e 28 de novembro, duas quartas-feiras.

Imitação da Champions League? Na América do Sul o cenário não parece propício, primeiro pela quebra da tradição histórica do torneio, e também devido às distâncias maiores e à pior infraestrutura de transporte.

Vale lembrar que o Brasil tem 7 vagas na Libertadores (Série A, do 1º ao 6º, e Copa do Brasil, com o campeão Cruzeiro) e 6 na Sul-Americana (Série A, do 7º ao 12º), fora as vagas extras em caso de títulos continentais na temporada vigente. Na Liberta, os brasileiros estreiam na 2ª fase, em 31 de janeiro. Na Sula, jogos a partir de 14 de fevereiro, com a 1ª fase até 9 de maio!

Com a divulgação deste calendário, a direção de competições da CBF deve se apressar em formular o cronograma do país para 2018. Depois, será a vez da FPF, com um novo formato do Campeonato Pernambucano

Participações pernambucanas na Conmebol
Liberta: Sport (1988 e 2009) e Náutico (1968)
Sula: Sport (2013, 2014, 2015, 2016 e 2017), Náutico (2013) e Santa (2016)

O calendário oficial da Conmebol para 2018. Crédito: Conmebol/site oficial

Conmebol divulga calendário das quartas da Sula, sem o Sport na televisão aberta

A Copa Sul-Americana. Foto: Conmebol/site oficial

A direção de competições da Conmebol divulgou a agenda completa das quartas de final da Copa Sul-Americana de 2017, com jogos de 24 de outubro a 2 de novembro. O Sport jogará em duas quintas-feiras, ou seja, fora da grade da tevê aberta – mas com exibição na Fox ou no SporTV. Para a tabela, a entidade entrou em acordo com as emissoras detentoras dos direitos, com o Fla-Flu caindo para o horário nobre da Globo em duas quartas-feiras.

Sobre o duelo entre o leão pernambucano e o tubarão colombiano, o confronto irá encerrar esta fase da Sula, cuja premiação, em caso de passagem à semi, é de R$ 1,7 milhão. O jogo de ida será na Ilha do Retiro, enquanto a volta será disputada no Estádio Metropolitano. No horário do Recife, ambos os jogos são às 21h45. Contudo, em Barranquilla são duas horas a menos no fuso.

A agenda do Leão durante a 4ª fase da Sula
23/10 (20h00) – Atlético-PR x Sport (Série A)
26/10 (21h45) – Sport x Junior (Sul-Americana)
29/10 (n/d) – Sport x Coritiba (Série A)
02/11 (21h45) – Junior x Sport (Sul-Americana)
05/11 (n/d) – Chapecoense x Sport (Série A)

A programação das quartas de final da Sul-Americana de 2017. Crédito: Conmebol/divulgação

As quartas de final da Sul-Americana de 2017 e os possíveis caminhos do Sport

As quartas de final da Copa Sul-Americana de 2017. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Definidos os 8 clubes classificados às quartas da Copa Sul-Americana 2017. Em jogo isolado, o Fluminense eliminou a LDU em Quito, diminuindo o trauma dos vices em 2008 (Liberta) e 2009 (Sula). Com isso, fechou a formatação da quarta fase do torneio, com 3 clubes brasileiros, 2 argentinos, 2 paraguaios e 1 colombiano. Entre os remanescentes, apenas um campeão da Sula, o Independiente, e um vice, o próprio tricolor carioca, que terá agora um Fla-Flu.

Eis os confrontos (definem em casa os times à esquerda):
Racing (Argentina) x Libertad (Paraguai)
Independiente (Argentina) x Nacional (Paraguai)
Junior (Colômbia) x Sport (Brasil)
Flamengo (Brasil) x Fluminense (Brasil)

Na próxima fase, os jogos de ida devem acontecer nos dias 24, 25 ou 26 de outubro, enquanto os de volta serão na semana seguinte, em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro – a Conmebol ainda irá detalhar a agenda de cada partida.

Sport segue como um dos representantes do país na copa, chegando pela 1ª vez às quartas, cenário inédito em todo o futebol do Nordeste. A partir do chaveamento estabelecido, o blog compilou os possíveis rivais do leão, caso siga caminhando. Em relação à premiação da Sula, a passagem à semifinal valerá, a qualquer participante, o aporte de 550 mil dólares, ou R$ 1,7 milhão.

Possíveis adversários do Sport na Copa Sul-Americana 2017:
1ª fase – Danubio-URU, 3 x 0 e 0 x 3 (4 x 2 no pênaltis)
2ª fase – Arsenal-ARG, 2 x 0 e 1 x 2
Oitavas – Ponte Preta-BRA, 3 x 1 e 0 x 1
Quartas – Junior-COL, a disputar (ida no Recife, volta em Barranquilla)
Semifinal – Flamengo-BRA ou Fluminense-BRA*
Final – Racing-ARG, Libertad-PAR, Independiente-ARG ou Nacional-PAR*
* O leão jogaria a volta do confronto em Pernambuco

Participações (e melhores desempenhos) na Sula:
13 – Libertad (semifinal em 2013)
8 – Independiente (campeão em 2010)
6 – Fluminense (vice em 2009)
6 – Flamengo (quartas em 2017)
5 – Sport (quartas em 2017)
4 – Junior (quartas em 2004, 2016 e 2017)
4 – Racing (quartas em 2002 e 2017)
4 – Nacional (quartas em 2017)

Podcast – A análise da classificação do Sport na Sula, mesmo perdendo da Ponte

Sul-Americana 2017, oitavas de final: Ponte Preta 1 x 0 Sport. Foto: Fábio Leoni/Ponte Press

Após fazer 3 x 1 na Ilha do Retiro, jogando um bom futebol, o Sport voltou a mostrar apatia como visitante, perdendo em Campinas por 1 x 0. Nos 180 minutos, o leão se classificou diante da Ponte, chegando às quartas de final da Sul-Americana. Apesar da vaga, não escapou das críticas, com o sistema defensivo desorganizado e o ataque sem criatividade, sem apetite. O 45 minutos analisou o jogo, os desempenhos individuais e o coletivo, e já projetou o próximo confronto na copa internacional, contra o Junior de Barranquilla.

20/09 – Ponte Preta 1 x 0 Sport (44 min)

Conmebol divulga calendário das oitavas da Sula, sem o Sport na televisão aberta

Os confrontos das oitavas de final da Copa Sul-Americana 2017. Crédito: Conmebol/site oficial

Atualizado em 15/08, após o novo comunicado da Conmebol

A direção de competições da Conmebol divulgou a agenda completa das oitavas de final da Copa Sul-Americana de 2017 no dia 11 de agosto. Inicialmente, os jogos entre Sport e Ponte Preta entrariam no horário nobre da televisão brasileira, às 21h45, mas acabaram antecipados para as 19h15.

As partidas foram marcadas em duas quartas-feiras, com a ida no Recife, na Ilha do Retiro, e a volta em Campinas, no Moisés Lucarelli. Com o novo horário, divulgado quatro dias após o cronograma original, a exibição ficará por conta da tevê por assinatura, com Fox ou SporTV. Entre os brasileiros, apenas o Corinthians deve ir para a grade da Globo nesta fase.

A agenda do Leão durante a 3ª fase da Sula
10/09 (16h00) – Sport x Avaí (Série A)
13/09 (19h15) – Sport x Ponte Preta (Sul-Americana)
17/09 (16h00) – Flamengo x Sport (Série A)
20/09 (19h15) – Ponte Preta x Sport (Sul-Americana)
25/09 (20h00) – Sport x Vasco (Série A)

As datas das oitavas de final da Copa Sul-Americana 2017. crédito: Conmebol/site oficial

As oitavas de final da Sul-Americana de 2017 e os possíveis caminhos do Sport

O chaveamento das oitavas da Copa Sul-Americana 2017. Crédito: wikipedia/reprodução

Definidos os 16 clubes classificados às oitavas a Copa Sul-Americana de 2017. Em jogo isolado, adiado devido ao apertado calendário nacional, o Flamengo goleou novamente o Palestino do Chile. Em Santiago, 5 x 2. No Rio de Janeiro, 5 x 0. Com isso, fechou a formatação da terceira fase do torneio, com 6 clubes brasileiros, 4 argentinos, 3 paraguaios, 2 colombianos e 1 equatoriano. Entre os remanescentes, quatro campeões da Sula (Santa Fé, Independiente, Chape e LDU) e três vices (Estudiantes, Ponte Preta e Flu).

A próxima fase começa em 22 de agosto. Para os brasileiros, no entanto, os jogos devem acontecer nos dias 12/13/14 de setembro, na ida, e 19/20/21 de setembro, na volta – a Conmebol ainda irá detalhar a agenda de cada partida.

O Sport segue como um dos representantes do país na copa, chegando pela 3ª vez às oitavas de final. Como os demais do Nordeste, o time nunca foi adiante, ao contrário do adversário campineiro, vice em 2013. A partir do chaveamento estabelecido, o blog compilou os possíveis rivais do leão, caso siga caminhando. Em relação à premiação da Sula, a passagem às quartas valerá, a qualquer participante, o aporte de 450 mil dólares, ou R$ 1,4 milhão.

Possíveis adversários do Sport na Copa Sul-Americana 2017:

1ª fase – Danubio (URU), 3 x 0 e 0 x 3 (4 x 2 no pênaltis)

2ª fase – Arsenal (ARG) , 2 x 0 e 1 x 2

Oitavas – Ponte Preta, a disputar (ida no Recife, volta em Campinas)

Quartas – Junior (COL) ou Cerro Porteño* (PAR)

Semifinal – Chapecoense*, Flamengo, Fluminense* ou LDU (EQU) 

Final – Corinthians*, Racing (ARG), Libertad (PAR), Santa Fe (COL), Nacional* (PAR), Estudiantes (ARG), Atlético Tucumán* (ARG) ou Independiente (ARG) 

* O Sport jogaria a volta do confronto no Recife

Sport x Ponte Preta nas oitavas de final da Sul-Americana, valendo R$ 1,4 milhão

Sport x Ponte Preta, o duelo nas oitavas da Sul-Americana 2017. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Após dois duelos contra times estrangeiros, o Sport volta a encarar um adversário brasileiro num mata-mata da Conmebol. Será a sexta vez. No retrospecto de classificações neste contexto, está em desvantagem, 2 x 3. Após a classificação em Buenos Aires, o rubro-negro pernambucano encara a Ponte Preta, que havia se garantido um dia antes, em solo paraguaio.

Mesmo com menos participações em relação ao leão, 3 x 5, a macaca tem uma história mais robusta na Sul-Americana, onde foi vice-campeã em 2013, ano de estreia de ambos. Neste confronto pela edição de 2017, o lugar nas quartas de final seria inédito para o Sport, e para o Nordeste de uma maneira geral. Esta será a terceira leonina nas oitavas, com 2013, 2015 e 2017. E além disso, há uma premiação considerável para o time que chegar à quarta fase.

Quem avançar no confronto embolsará 450 mil dólares, o que corresponde a R$ 1,4 milhão. Até aqui, com três cotas, cada clube já ganhou 925 mil dólares, ou R$ 2,88 mi. Enquanto o Sport passou por Danubio (URU) e Arsenal (ARG), a Ponte Preta despachou Gimnasia y Esgrima (ARG) e Sol de América (PAR). Ao classificado desta chave brazuca, o vencedor de Cerro Porteño (PAR) x Deportivo Cali/Junior, ambos da Colômbia e ainda em disputa na 2ª fase.

Os jogos devem ocorrer em 23/08 (Recife) e 20/09 (Campinas).

Sport vs brasileiros em mata-matas da Conmebol

Eliminou (2 vezes)
2013 – Náutico na Sula (2 x 0 e 0 x 2, com 3 x 1 nos pênaltis)
2015 – Bahia na Sula (0 x 1 e 4 x 1)

Foi eliminado (3 vezes)
2009 – Palmeiras na Liberta (0 x 1 e 1 x 0, com 1 x 3 nos pênaltis)
2014 – Vitória na Sula (0 x 1 e 1 x 2)
2016 – Santa Cruz na Sula (0 x 0 e 0 x 1)

Ponte vs brasileiros em mata-matas da Conmebol

Eliminou (2 vezes)
2013 – Criciúma na Sula (2 x 1 e 0 x 0)
2013 – São Paulo na Sula (3 x 1 e 1 x 1)

Foi eliminada (1 vez)
2015 – Chapecoense na Sula (1 x 1 e 3 x 0)

As datas da 2ª fase da Sul-Americana

A Conmebol divulgou a tabela com a programação completa da segunda fase da Copa Sul-Americana de 2017, com seis clubes brasileiros envolvidos: Sport, Flamengo, Corinthians, Fluminense, Chapecoense e Ponte Preta.

O rubro-negro pernambucano jogará em duas quinta-feiras, ambas só com transmissão na tevê por assinatura. Ida em 6 de julho, na Ilha do Retiro, às 21h45, e volta em Sarandí, na Argentina, em 27 de julho, às 19h15.

Transmissões a definir: SporTV ou Fox Sports.

A tabela da 2ª fase da Copa Sul-Americana 2017. Crédito: Conmebol/site oficial

Sport x Arsenal na 2ª fase da Sula, com a definição no estádio de Julio Grondona

Sport x Arsenal de Sarandí, o confronto pela 2ª fase da Sul-Americana 2017. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Dois anos após a partida no El Palacio, quando acabou eliminado pelo Huracán, o Sport volta à Argentina. No sorteio para a segunda fase da Copa Sul-Americana de 2017, o rubro-negro ficou na chave “O10″, onde enfrentará o Arsenal Fútbol Club. O clube é sediado em Sarandí, cidade de 60 mil habitantes no sul da região metropolitana de Buenos Aires. Com 60 anos de história, o clube conquistou as suas principais glórias nos últimos dez anos, com um título argentino (2012), uma Copa Argentina (2013) e uma Copa Sul-Americana. Isso mesmo. Em 2007, na segunda de suas seis participações, eliminou clubes como San Lorenzo e River Plate e ficou com a taça.

Hoje, o Arsenal vive um momento turbulento. Num campeonato nacional com 30 times, ocupa da 28ª posição a três rodadas do fim. Apesar da colocação, no país vizinho o rebaixamento é definido pelo “promedio”, com uma média de pontos nas últimas quatro temporadas. Nesta lista, o Arsenal está em 24º lugar, três posições acima do Z4. Na Sula, passou sem trabalho. Enquanto o leão só tirou o Danubio do Uruguai nos pênaltis, o Arsenal venceu os peruanos do Juan Aurich lá e lô, 2 x 0 e 6 x 1. Para conseguir avançar às oitavas, o Sport terá que buscar a vaga como visitante, no acanhado estádio Julio Grondona, sem o mesmo peso histórico da primeira viagem. Embora tenha capacidade oficial para 18 mil pessoas, aparenta nem a metade.

O nome da cancha é uma homenagem ao controverso ex-presidente da AFA (a CBF dos hermanos), fundador e primeiro presidente do Arsenal. Ficou lá 19 anos, até 1976. Pouco depois, assumiu a Asociación del Fútbol Argentino, por longos 35 anos, até a sua morte, em 2014, aos 83 anos.

Atualização: jogos em 06/07 (Recife, 21h45) e 27/07 (Sarandí, 19h15)

Estádio Julio Grondona, do Arsenal. Foto: Arsenal/site oficial

Pela participação em duas fases, o leão já soma 550 mil dólares em cotas, ou R$ 1,74 milhão. A vaga no próximo mata-mata vale mais US$ 375 mil (R$ 1,2 mi). Caso se classifique, todos os possíveis confrontos estão abaixo…

Até hoje, o Sport chegou no máximo às oitavas de final, em 2013 e 2015.

Obs. Na composição do chaveamento, cada duelo foi sorteado de O1 até O16. Os vencedores “levam” a numeração até a decisão, com o menor número em cada chave definindo a vantagem do mando de campo.

Confrontos da segunda fase da Sula (time à direita define em casa):

O1 – Racing x Independiente Medellín
O2 – Deportivo Cali x Junior
O3 – Palestino x Flamengo
O4 – Nacional Potosí x Estudiantes
O5 – Independiente x Deportes Iquique
O6 – Bolivar x LDU
O7 – Ponte Preta x Sol de América
O8 – Fuerza Amarilla x Santa Fe
O9 – Huracán x Libertad
O10 – Sport x Arsenal
O11 – Fluminense x Universidade Católica
O12 – Oriente Petrolero x Atlético Tucumán
O13 – Nacional x Olimpia
O14 – Defensa y Justicia x Chapecoense
O15 – Cerro Porteño x Boston River
O16 – Patriotas x Corinthians

Possíveis adversários do Sport na Copa Sul-Americana 2017:

2ª fase – Arsenal (ARG) 

Oitavas – Ponte Preta ou Sol de América (PAR) 

Quartas – Deportivo Cali (COL), Junior (COL), Cerro Porteño* (PAR) ou Boston River* (URU) 

Semifinal – Defensa y Justicia* (ARG), Chape*, Palestino (CHI), Flamengo, Fluminense*, Universidad Católica* (EQU), Bolívar (BOL) ou LDU (EQU) 

Final – Patriotas* (COL), Corinthians*, Racing (ARG), Independiente Medellín (COL), Huracán (ARG), Libertad (PAR), Fuerza Amarilla (EQU), Santa Fe (COL), Nacional* (PAR), Olimpia* (PAR), Nacional Potosí (BOL), Estudiantes (ARG), Oriente Petroleto* (BOL), Atlético Tucumán* (ARG), Independiente (ARG) ou Deportes Iquique (CHI) 

* O Sport jogaria a volta do confronto no Recife

Sorteio da 2ª fase da Copa Sul-Americana. Foto: Conmebol/site oficial

Sorteio da Sul-Americana com 2 potes dividindo 32 clubes. Fórmula secreta

Os 2 potes do sorteio ad Copa Sul-Americana de 2017. Crédito: Conmebol/divulgação

Faltando 24 horas para o sorteio da segunda fase da Copa Sul-Americana, em Luque, finalmente a Conmebol detalhou o formato, através do diretor de competições, Hugo Figueredo. Ao contrário da Libertadores, não havia qualquer critério no regulamento oficial da Sula 2017, conforme observado no blog. Pra variar, pois na primeira fase ocorreu o mesmo. Ou seja, a tal renovação na entidade é mais na embalagem que no conteúdo.

Dos 32 clubes, 22 se classificaram na 1ª fase, incluindo o Sport, e 10 vieram da Libertadores, com os terceiros colocados da fase de grupos e os melhores entre os eliminados na fase Pré. Para a formação do chaveamento definitivo do torneio, com cinco fases até a decisão, foram criados dois potes. No primeiro, os times da Liberta e os seis de melhor campanha no primeiro mata-mata da própria Sul-Americana. No segundo, os 16 restantes da Sula.

Aí, entra um problema grave sobre a não divulgação. O Sport, por exemplo, atuou em Montevidéu com um time reserva, imaginando a administração do 3 x 0 aplicado na Ilha. No sufoco, passou nos pênaltis. Contudo, ninguém sabia que uma eventual vitória lá (com Ronaldo Alves, Rithely e Diego Souza poupados) deixaria o time no pote 1. Fica o recado para 2018…

Pote 1
Estudiantes, Tucumán, Flamengo, Chapecoense, Iquique, Independiente Medellín, Santa Fe, Junior, Libertad, Olimpia, Sol de América, Arsenal, Universidad Católica (Equador), Corinthians, Boston River e LDU

Pote 2
Cerro Porteño, Racing, Independiente, Oriente Petrolero, Potosí, Huracán, Fluminense, Fuerza Amarilla, Sport, Nacional (Paraguai), Deportivo Cali, Bolívar, Palestino, Patriotas, Ponte Preta e Defensa y Justicia.

Os clubes dos pote 1 definem o confronto em casa nesta fase. No entanto, no sorteio dos 16 confrontos serão definidas as nomenclaturas de cada duelo, de O1 até 016. Os vencedores irão “levar” a numeração até a decisão, pois o menor número em cada chave definirá a vantagem do mando de campo.

Ex. Embora na 2ª fase já seja certo que o Sport jogará a volta como visitante, o Sport poderia ser “O1″ e definir as fases seguintes sempre em casa.