O balanço financeiro do Sport em 2015, com faturamento e dívida recordes

Números do Sport. Arte: Maria Eugênia Nunes/DP

O balanço financeiro do Sport em 2015 registrou a maior receita operacional da história do clube. Com um aumento de 44% em relação ao dado ano anterior, o Leão teve um faturamento de R$ 87 milhões. O que esclarece o pesado investimento para ter Diego Souza e André no elenco, sexto colocado na Série A. Só o departamento de futebol, aliás, consumiu R$ 58 milhões na temporada. Mesmo com tanto dinheiro, quase o triplo de Náutico e Santa somados, o clube aumentou consideravelmente o passivo total.

Se há um ano o incremento negativo de R$ 50 milhões foi justificado pela direção como “dívidas antigas (várias tributárias) que faltavam ser reconhecidas”, em parcelamentos, empréstimos, financiamentos e receitas antecipadas, agora o novo aumento, de R$ 47 milhões (65%), também se explica com novos fatores. O principal deles é que o clube considera como “dívida” os R$ 18 milhões adiantados pela Globo, como luvas, para a cessão dos direitos de transmissão do Brasileiro de 2019/2020. Ainda há uma conta de R$ 17 milhões a ser paga pelos empréstimos e financiamentos junto ao BMG e à Caixa. Por outro lado, as obrigações sociais, trabalhistas e tributárias, segundo o balanço (abaixo), somam R$ 6 milhões (baixo para o padrão), assim como o caixa, com um lastro de R$ 27 milhões, tornando o cenário ainda mais curioso.

O relatório financeiro, auditado pela consultoria BDO RCS, é bem mais detalhado que o dos rivais. No caso do patrimônio, estimado em R$ 143 milhões, há uma divisão setor setor por setor (estádio, quadras, piscinas etc). Ainda que não tenha sido nominado, também foi listada a venda dos direitos econômicos de Joelinton ao Hoffenheim, num depósito de R$ 5,14 milhões. Outro dado destrinchado é a receita com as cotas de televisão, passando de R$ 32 milhões em 2014 para R$ 46 milhões em 2015. Esse repasse deve ser ainda maior em 2016, cujo balanço será publicado apenas em abril do próximo ano.

Receita operacional
2011 – R$ 46.875.544
2012 – R$ 79.807.538
2013 – R$ 51.428.086
2014 – R$ 60.797.294
2015 – R$ 87.649.465

Passivo
2011 – R$ 45.278.851
2012 – R$ 27.381.926
2013 – R$ 22.751.467
2014 – R$ 73.396.626
2015 – R$ 121.167.577

Superávit/déficit
2011 (+321.305)
2012 (+22.541.556)
2013 (-4.963.656)
2014 (-8.627.606)
2015 (-26.528.983)

Confira a postagem sobre o balanço anterior do rubro-negro aqui.

5 thoughts on “O balanço financeiro do Sport em 2015, com faturamento e dívida recordes

  1. O Sport publicou em seu site um esclarecimento sobre o balanço financeiro do clube (2015). Segue a íntegra:

    Com o objetivo de tranquilizar sócios, conselheiros e demais torcedores do Leão em relação às especulações levantadas a partir da publicação do Balanço Financeiro do Sport, o presidente executivo João Humberto Martorelli esclarece que:

    - O Sport é uma instituição privada e trata seriamente de seus números internamente, compartilhando de forma clara e transparente com seus sócios e conselheiros;

    - O Clube tem uma condição financeira absolutamente saneada e nenhum passivo será deixado para as próximas gestões. Pelo contrário, recursos serão disponibilizados para os próximos exercícios, não havendo qualquer ameaça de não continuidade em relação aos projetos atualmente desenvolvidos;

    - O balanço trata de questões contábeis, não havendo um passivo no valor citado em público de R$ 120 milhões ou qualquer outro compromisso financeiro adquirido que ultrapasse a gestão atual;

    - O único valor que ultrapassará esta gestão são aqueles passivos tributários que vêm, inclusive, de gestões anteriores e que foram consolidadas e organizadas no Refis, que se projetará de acordo com a lei por muitos anos, mas sem comprometer a atuação das futuras gestões desde que sejam organizadas também.

  2. Se o detalhamento é esse. O passivo aumentou bastante com os acordos de pagamento das dívidas junto aos bancos. O que me preocupa é a mudança de postura da direção de futebol este ano, com tantas mudanças, treinador, jogadores…

  3. Me preocupa significativamente o aumento do passivo, o Sport tem que ter um plano para reduzir este valor, pois daqui a pouco tempo estamos comprometidos mais com os débitos que com os investimentos.

  4. Por favor, parem de comparar o glorioso Sport, com esses times menores..: “Mesmo com tanto dinheiro, quase o triplo do Náutico e Santa, somados”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>