Corinthians leva Troféu Osmar Santos de 2017 e Sport tem melhor colocação de PE

Troféu Osmar Santos, entregue pelo jornal Lance! ao 1º lugar do 1º turno da Série A. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Com uma campanha incrível, o Corinthians assegurou a liderança do primeiro turno do Brasileirão de 2017 com duas rodadas de antecedência, invicto. Em casa, chegou à metade do campeonato somando 47 pontos. Superou as marcas mineiras de Atlético (2012) e Cruzeiro (2014), até então recordistas com 43 – desde que o nacional passou a ter 38 rodadas ao todo, em 2006.

Com isso, o clube paulista ganhou o Troféu Osmar Santos, oferecido pelo diário Lance! há mais de uma década. O simbólico título de “campeão de inverno” é uma tradição no futebol europeu. Aqui, a peça em homenagem ao locutor esportivo foi entregue pela 4ª vez ao Timão, o maior vencedor. Nas três anteriores foi o campeão brasileiro. E a estatística é mesmo favorável, pois em apenas três anos o melhor nas 19 primeiras rodadas não ganhou a Série A: Grêmio 2008 (São Paulo), Inter 2009 (Flamengo) e Galo 2012 (Flu).

Em relação ao cenário local, o Sport também alcançou uma marca expressiva. Em 15 participações do Trio de Ferro, nos pontos corridos, esta foi a melhor classificação, com o rubro-negro terminando em 6º lugar, presente na zona de Libertadores. Superou a posição de 2015, quando terminou na 7ª posição. Curiosamente, há dois anos o leão até somou mais pontos (31 x 28).

Ah, vale lembrar que o Lance! também criou o Troféu João Saldanha, com o jornalista emprestando o nome ao simbólico título do segundo turno.

Troféu Osmar Santos (1º turno da Série A)
2003 – Cruzeiro, 47 pontos*
2004 – Santos, 48 pts*
2005 – Corinthians, 42 pts**
2006 – São Paulo, 38 pts (Santa Cruz 20º lugar, 18 pontos)
2007 – São Paulo, 39 pts (Sport 11º, 27 pts; Náutico 18º, 20 pts)
2008 – Grêmio, 41 pts (Sport 9º, 27 pts; Náutico 15º, 21 pts)
2009 – Internacional, 37 pts (Náutico 18º, 18 pts; Sport 20º, 13 pts)
2010 – Fluminense, 38 pts
2011 – Corinthians, 37 pts
2012 – Atlético-MG, 43 pts (Náutico 11º, 24 pts; Sport 19º, 15 pts)
2013 – Cruzeiro, 40 pts (Náutico 20º, 10 pts)
2014 – Cruzeiro, 43 pts (Sport 8º, 28 pts)
2015 – Corinthians, 40 pts (Sport 7º, 31 pts)
2016 – Palmeiras, 36 pts (Sport 12º, 23 pts; Santa Cruz 19º, 18 pts)
2017 – Corinthians, 47 pts (Sport 6º, 28 pts)

* Turno com 23 jogos
** Turno com 21 jogos

Títulos do 1º turno: Corinthians (4), Cruzeiro (3), São Paulo (2), Santos (1), Grêmio (1), Inter (1), Fluminense (1), Atlético-MG (1) e Palmeiras (1)

Classificação da Série A 2017 – 9ª rodada

A classificação da 9ª rodada da Série A de 2017. Crédito: Superesportes

Em seu 4º jogo como visitante neste Brasileirão, o rubro-negro pernambucano finalmente pontuou. Jogando no Independência, o Sport empatou com o Atlético Mineiro. Apesar do desempenho, o resultado foi insuficiente para tirar o clube do Z4, onde permanece pela segunda rodada seguida. Na próxima rodada, segue longe do Recife, diante de outra pedreira, o Peixe.

Na briga pela ponta, Corinthians e Grêmio ganharam, alimentando o jogão da 10ª rodada, em Porto Alegre, com 55 mil torcedores. Pontual atual, 23 x 22.

Resultados da 9ª rodada
Vitória 0 x 2 Santos
Botafogo 3 x 1 Vasco
Palmeiras 1 x 0 Atlético-GO
Avaí 0 x 3 Fluminense
Atlético-PR 1 x 0 São Paulo
Atlético-MG 2 x 2 Sport
Corinthians 3 x 0 Bahia
Ponte Preta 1 x 0 Cruzeiro
Grêmio 2 x 0 Coritiba
Flamengo 5 x 1 Chapecoense 

Balanço da 9ª rodada
7V dos mandantes (18 GP), 1E e 2V dos visitantes (9 GP)

Agenda da 10ª rodada
24/06 (19h00) – Santos x Sport (Vila Belmiro)
25/06 (11h00) – Vasco x Atlético-GO (São Januário)
25/06 (16h00) – Atlético-PR x Vitória (Arena da Baixada)
25/06 (16h00) – Cruzeiro x Coritiba (Mineirão)
25/06 (16h00) – Grêmio x Corinthians (Arena do Grêmio)
25/06 (16h00) – São Paulo x Fluminense (Morumbi)
25/06 (16h00) – Ponte Preta x Palmeiras (Moisés Lucarelli)
25/06 (18h30) – Bahia x Flamengo (Fonte Nova)
25/06 (19h00) – Chapecoense x Atlético-MG (Arena Condá)
26/06 (20h00) – Botafogo x Avaí (Nilton Santos) 

Histórico de Santos x Sport em São Paulo, pelo Brasileiro (16 jogos):
1 vitória leonina (em 1996), 5 empates e 10 derrotas

Podcast – Empate do Sport e derrotas de Náutico e Santa Cruz no Brasileiro

Na 9ª rodada das Séries A e B, nenhuma vitória do Trio de Ferro. Na terça-feira, duas derrotas. Na Arena, o alvirrubro buscou o empate duas vezes, mas tomou o terceiro gol. No Independência, faltou fome de gol ao tricolor. Na noite seguinte, no mesmo estádio mineiro, um jogo bem mais movimentado, com o primeiro ponto do leão como visitante na elite deste ano. O podcast 45 minutos analisou as três partidas em gravações exclusivas, tanto na questão técnica quanto tática, além de análises individuais. Ouça!

20/06 – Náutico 2 x 3 Goiás (35 min)

20/06 – América-MG 1 x 0 Santa Cruz (26 min)

21/06 – Atlético-MG 2 x 2 Sport (34 min)

Com Osvaldo, o Sport chega a 1.000 gols marcados na Série A. É o 17º na história

Série A 2017, 9ª rodada: Atlético-MG 2 x 2 Sport. Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press

Em sua 36ª participação no Brasileirão, o Sport chegou à marca de 1.000 gols marcados na competição. Para isso, o clube pernambucano precisou disputar 867 partidas desde 1971, a base desta contagem. Mérito para Osvaldo, que marcou o primeiro tento do empate em 2 x 2 com o Galo, pela nona rodada da edição de 2017. Assim, o leão tornou-se o 17º clube a alcançar o expressivo número. No futebol da região, apenas o Vitória já havia chegado lá.

O primeiro clube a marcar 1.000 gols na Série A foi o São Paulo, há 17 anos. Curiosamente, através de um goleiro, Rogério Ceni – hoje, já se aproxima do 2.000º. Em 2003, nada menos que quatro times entraram na galeria do “milésimo gol”. Não por acaso, em uma edição com 46 longas rodadas.

Ainda vale destacar que em 2013 o Bahia festejou o gol 1.000, marcado por Feijão. Na ocasião, o tricolor de aço somou as participações na Taça Brasil e no Robertão, desde 1959 e hoje unificados pela CBF. Entretanto, todos os outros clubes consideraram os dados da Série A, assim como o blog.

Considerando o início do campeonato, em 1971, eis os jogadores que marcaram os gols de número 1.000 de 17 clubes até 21 de junho de 2017.

Os jogadores que marcaram os gols de número 1.000 na Série A. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Os clubes com mais gols na Série A, de 1971 a 21 de junho de 2017.

Os clubes com mais gols marcados na Série A até 21 de junho de 2017. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Sport faz boa partida em BH e empata com o Galo, com o primeiro ponto fora

Série A 2017, 9ª rodada: Atlético-MG 2 x 2 Sport. Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press

Na coletiva após a primeira derrota na Ilha, neste Brasileirão, Luxemburgo mostrou-se mais decepcionado com a atitude do time, “sem espírito de decisão” diante do Vitória. Análise pertinente sobre uma equipe burocrática. O Sport trocou quase o dobro de passes em relação ao rubro-negro baiano, quase sempre para os lados ou para trás. Três dias depois, um futebol bem diferente no Independência. E assim como na queixa de domingo, a satisfação em BH também se sobrepôs ao empate. Isso porque o Sport foi propositivo. Jogou para vencer durante os 90 minutos. Marcou a saída de bola, criou, tocou a bola de forma vertical, inverteu jogadas, finalizou (13 x 5!). Merecia melhor sorte. Até então zerado como visitante, o leão foi superior ao galo.

Nos primeiros quinze minutos, todas as chances foram do Sport, começando o protagonismo de Diego Souza. Apagado (e vaiado) na rodada anterior, o meia-atacante ditou o ritmo do jogo. E em mais um ataque bem armado, Osvaldo abriu o placar, contando com o desvio. Foi o milésimo gol da história leonina na Série A. Se o time recuou ou ou Galo acordou, talvez ambos, o fato é que depois o mandante passou a pressionar. Quase sempre na bola área. Por baixo, não avançou. A bronca é que a bola aérea vem sendo o calo do Sport, que sofreu dois gols de cabeça, ambos com Ronaldo Alves desatento. O 2 x 1 na primeira etapa soou injusto, embora com a ressalva da eficiência atleticana.

Na etapa complementar, Luxa acionou Lenis no lugar de Everton Felipe, único no ataque a não dar prosseguimento às jogadas – leve, o colombiano puxou vários ataques pela esquerda. Pouco depois, o Sport empatou num pênalti sofrido e convertido por Diego Souza. Além do tento, o camisa 87 ainda deu, durante todo o jogo, passes para gol para Rithely (cabeça), André (pequena área) e Lenis (contragolpe), mas nenhum foi convertido. Ao menos o time não falhou mais na defesa, segurando o 2 x 2 e somando um ponto importante, moralmente falando. Importante para tentar sair do Z4.

Atlético-MG x Sport em Belo Horizonte, pelo Brasileiro
11 vitórias do Galo
6 empates
2 vitórias do Leão

Série A 2017, 9ª rodada: Atlético-MG 2 x 2 Sport. Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press

Classificação da Série A 2017 – 8ª rodada

A classificação da 8ª rodada da Série A de 2017. Crédito: Superesportes

Fim de semana tenebroso para os mandantes no Brasileirão. Em dez jogos, apenas uma vitória. E os visitantes fizeram mesmo a festa. Pior para o leão pernambucano. O Sport perdeu do Vitória, em plena Ilha do Retiro, e entrou na zona de rebaixamento, de onde havia saído na 3ª rodada. Voltou justamente no momento em que a tabela mostra duas pedreiras pela frente, Atlético Mineiro e Santos, ambos os jogos como visitante. O leão erá que melhorar bastante para não afundar no Z4 nesta semana.

Resultados da 8ª rodada
Atlético-GO 0 x 1 Atlético-PR
Vasco 1 x 0 Avaí
Santos 0 x 0 Ponte Preta
Coritiba 0 x 0 Corinthians
Chapecoense 0 x 2 Botafogo
Bahia 2 x 4 Palmeiras
Fluminense 2 x 2 Flamengo
São Paulo 1 x 2 Atlético-MG
Sport 1 x 3 Vitória
Cruzeiro 3 x 3 Grêmio

Balanço da 8ª rodada
1V dos mandantes (10 GP), 4E e 5V dos visitantes (17 GP)

Agenda da 9ª rodada
21/06 (19h30) – Vitória x Santos (Barradão)
21/06 (21h00) – Botafogo x Vasco (Nilton Santos)
21/06 (21h00) – Palmeiras x Atlético-GO (Allianz Parque)
21/06 (21h45) – Avaí x Fluminense (Ressacada)
21/06 (21h45) – Atlético-PR x São Paulo (Arena da Baixada)
21/06 (21h45) – Atlético-MG x Sport (Independência)
22/06 (19h30) – Corinthians x Bahia (Arena Corinthians)
22/06 (19h30) – Ponte Preta x Cruzeiro (Moisés Lucarelli)
22/06 (21h00) – Grêmio x Coritiba (Arena do Grêmio)
22/06 (21h00) – Flamengo x Chapecoense (Luso Brasileiro)

Histórico de Galo x Sport em Belo Horizonte, pelo Brasileiro (18 jogos):
2 vitórias leoninas, 5 empates e 11 derrotas

Classificação da Série A 2017 – 5ª rodada

A classificação da 5ª rodada da Série A de 2017. Crédito: Superesportes

Diante do Grêmio, a primeira vitória leonina veio com a ressalva acerca da escalação reserva do time gaúcho. Tanto que, em cinco rodadas, o Grêmio venceu quatro vezes e perdeu apenas um jogo, na Ilha, quando poupou visando a Copa do Brasil. Desta vez, pela 5ª rodada, a segunda vitória do Sport no Brasileiro foi incontestável. Jogando de forma inteligente, num cenário de pressão, o rubro-negro pernambucano superou o Fla, subindo na classificação, do 15º para o 11º lugar. Abriu três pontos em relação ao Z4. Neste meio de semana, destaque para as goleadas de Corinthians e Grêmio como visitantes (11 gols somados!). Não por acaso, líder e vice-líder.

Resultados da 5ª rodada
Fluminense 1 x 1 Atlético-PR
Atlético-MG 1 x 0 Avaí
Coritiba 1 x 0 Palmeiras
Santos 1 x 0 Botafogo
Vasco 2 x 5 Corinthians
Sport 2 x 0 Flamengo
São Paulo 2 x 0 Vitória
Atlético-GO 3 x 0 Ponte Preta
Chapecoense 3 x 6 Grêmio
Bahia 1 x 0 Cruzeiro 

Balanço da 5ª rodada
7V dos mandantes (17 GP), 1E e 2V dos visitantes (12 GP) 

Agenda da 6ª rodada
10/06 (16h00) – Palmeiras x Fluminense (Allianz Parque)
10/06 (19h00) – Vasco x Sport (São Januário)
11/06 (11h00) – Botafogo x Coritiba (Nilton Santos)
11/06 (16h00) – Vitória x Atlético-MG (Barradão)
11/06 (16h00) – Avaí x Flamengo (Ressacada)
11/06 (16h00) – Corinthians x São Paulo (Arena Corinthians)
11/06 (16h00) – Ponte Preta x Chapecoense (Moisés Lucarelli)
11/06 (18h30) – Cruzeiro x Atlético-GO (Mineirão)
11/06 (19h00) – Atlético-PR x Santos (Arena da Baixada)
12/06 (20h00) – Grêmio x Bahia (Arena do Grêmio)

Histórico de Vasco x Sport no Rio, pela elite:
4 vitórias leoninas, 2 empates e 4 derrotas

O chaveamento da Copa do Brasil 2017, das quartas de final até a 29ª decisão

Chaveamento da Copa do brasil 2017. Crédito: Copa do Brasil/twitter (@CopadoBrasil)

A CBF sorteou o chaveamento definitivo da 29ª edição da Copa do Brasil. Além dos confrontos das quartas de final, com bons duelos, o caminho até o título de 2017. De cara, quatro duelos com história no torneio, com destaque para Palmeiras x Cruzeiro, que já decidiram o título em duas oportunidades.

As datas-base para os confrontos são as seguintes: ida em 28 de junho e 5 de julho, volta em 26 julho e 9 de agosto. A CBF só vai confirmar as datas a partir dos emparelhamentos (confrontos e tabela) da Liberta e da Sula, nas quais apenas o Cruzeiro está ausente entre os oito restantes na copa nacional. Por sinal, o sorteio sul-americano está agendado para 14 de junho, no Paraguai.

Em termos de premiação na Copa do Brasil, a vaga à semifinal vale R$ 1,5 milhão. Até aqui, Galo, Fogão, Fla, Peixe, Verdão, Furacão e o Tricolor Gaúcho arrecadaram R$ 2,245 milhões cada, pois estrearam apenas nas oitavas. Já o Cruzeiro, com cotas de seis fases, soma R$ 5,3 milhões,

Quem é o maior favorito nas quartas de final? E o maior candidato à zebra?

Atlético-MG 0 x 3 Botafogo
2007 – Botafogo (quartas)
2008 – Botafogo (quartas)
2013 – Botafogo (oitavas)

Mando de campo: Independência (ida) e Nilton Santos (volta)

Flamengo 0 x 1 Santos
2000 – Santos (quartas)

Mando de campo: Maracanã/Luso Brasileiro (ida) e Vila Belmiro (volta)

Grêmio 2 x 1 Atlético-PR
1996 – Grêmio (oitavas)
2013 – Atlético-PR (semifinal)
2016 – Grêmio (oitavas)

Mando de campo: Arena do Grêmio (ida) e Arena da Baixada (volta)

Palmeiras 2 x 1 Cruzeiro
1996 – Cruzeiro (final)
1998 – Palmeiras (final)
2015 – Palmeiras (oitavas)

Mando de campo: Allianz Parque (ida) e Mineirão (volta)

Número de classificações à semifinal
12 – Grêmio (5 títulos)
11 – Flamengo (3 títulos)
8 – Cruzeiro (4 títulos)
7 – Palmeiras (3 títulos)
5 – Santos (1 título)
4 – Atlético-MG (1 título)
3 – Botafogo (1 vice)
1 – Atlético-PR (1 vice)

Pitaco do blog na semifinal: Atlético-MG x Flamengo e Grêmio x Cruzeiro.

Classificação da Série A 2017 – 2ª rodada

A classificação da 2ª rodada da Série A de 2017. Crédito: Superesportes

Pela segunda rodada seguida o leão aparece na zona de rebaixamento do Brasileirão. Na Ilha, o Sport empatou com o Cruzeiro, insuficiente para ganhar mais colocações devido ao saldo da estreia (-4). Subiu apenas um degrau, ficando em 18º. Na próxima rodada, outra vez em casa, o time pernambucano terá justamente o líder, o Grêmio, único que ainda não sofreu gols. O time gaúcho não terá o goleiro Grohe, expulso na vitória na Arena da Baixada.

O outro time ainda 100% é o Fluminense, que também venceu fora de casa. Bate outro Atlético, no caso o de Belo Horizonte, um dos favoritos. Por sinal, se na abertura os mandantes dominaram (7 vitórias e 3 empates), desta vez os times visitantes deram mais trabalho (4 vitórias, 1 empate e 5 derrotas)

Resultados da 2ª rodada
Santos 1 x 0 Coritiba
Atlético-GO 0 x 3 Flamengo
Chapecoense 1 x 0 Palmeiras
Vasco 2 x 1 Bahia
Atlético-PR 0 x 2 Grêmio
Vitória 0 x 1 Corinthians
Atlético-MG 1 x 2 Fluminense
Botafogo 2 x 0 Ponte Preta
Sport 1 x 1 Cruzeiro
São Paulo 2 x 0 Avaí

Balanço da 2ª rodada
5V dos mandantes (10 GP), 1E e 4V dos visitantes (10 GP)

Agenda da 3ª rodada
27/05 (16h00) – Vasco x Fluminense (São Januário)
27/05 (19h00) – São Paulo x Palmeiras (Morumbi)
27/05 (21h00) – Vitória x Coritiba (Fonte Nova)
28/05 (11h00) – Atlético-MG x Ponte Preta (Independência)
28/05 (16h00) – Santos x Cruzeiro (Vila Belmiro)
28/05 (16h00) – Atlético-GO x Corinthians (Serra Dourada)
28/05 (16h00) – Atlético-PR x Flamengo (Arena da Baixada)
28/05 (18h00) – Sport x Grêmio (Ilha do Retiro)
28/05 (19h00) – Botafogo x Bahia (Nilton Santos)
29/05 (20h00) – Chapecoense x Avaí (Arena Condá)

Histórico de Sport x Grêmio no Recife, pela elite:
8 vitórias leoninas, 6 empates e 3 vitórias gaúchas

Avaliação do Transfermarkt sobre o valor mercado dos 40 elencos das Séries A e B

Avaliação do Transfermakt sobre as Séries A e B de 2017, em maio (em euros). Crédito: reprodução

O Sport inicia o Brasileirão de 2017 com o 9º elenco mais valorizado, à frente de Flu e Vasco, segundo projeção do site alemão Transfermakt, especializado em direitos econômicos. Em um ano, passou de 33 milhões de euros, na 12ª posição, para 37 milhões. Ou 11,5% de aumento. Consequência da aquisição de nomes como André (compra), Rogério (compra) e Osvaldo (empréstimo). É, de longe, o elenco mais caro do Nordeste, com 7,5 milhões de diferença em relação ao Vitória. Avaliado em € 5 milhões (ou R$ 18,3 mi), Diego Sousza é o 14º jogador mais caro da elite nacional (lista abaixo). Mesmo sendo artilheiro e convocado à Seleção, DS87 aparece com 500 mil a menos devido à idade.

Como de praxe, os elencos do país vão mudar, com idas e vindas, tanto na janela internacional quanto entre os próprios participantes. Então, como curiosidade, eis os valores de mercado dos 40 clubes nas Séries A e B. A projeção é feita a partir do nível técnico, posição, idade e rendimento recente. Claro, apresenta cifras polêmicas, como as de Marquinhos e Elicarlos.

Valor absoluto por divisão no início do Brasileiro
2016: 876,4 milhões (A) e 178,3 milhões (B)
2017: 802,1 milhões (A) e 214,9 milhões (B)

No Santa, mesmo com o descenso, a passagem na elite valorizou o grupo. No fim de 2015, quando subiu com nomes como Grafite, Keno e João Paulo, o tricolor foi avaliado em 6,25 mi. Agora, de volta e sem jogadores renomados, aparece com 9,8 mi. A “casca” de Série A foi geral, tendo como exemplo Wellington Cézar – cujo desempenho, na visão do blog, foi fraco. Participando da segundona pela quarta vez seguida, o Náutico aparece abaixo do rival do Arruda, numa distância que deve aumentar com a debandada inicial, puxada pelo meia Marco Antônio. No Brasil, o Palmeiras é o mais badalado, mas é do Cruzeiro o elenco mais caro no levantamento. São doze atletas milionários, incluindo Ábila (6 mi) e De Arrascaeta (5,5 mi). Em dezembro, após a 38ª rodada, o blog fará o comparativo sobre a mutação nos times locais…

Confira o quadro nacional numa resolução maior clicando aqui.

Os 10 atletas mais valorizados nos clubes em 19 de maio de 2017 (em euros):

Sport (elenco com 29 jogadores: € 37,70 milhões)
1º) 5 milhões – Diego Souza (meia)
2º) 4 milhões – André (atacante)
3º) 3,5 milhões – Osvaldo (atacante)
3º) 3,5 milhões – Rithely (volante)
5º) 3 milhões – Mena (lateral-esquerdo)
6º) 2,5 milhões – Marquinhos (atacante)
7º) 1,6 mihão – Agenor (goleiro)
8º) 1,5 milhão – Rogério (atacante)
8º) 1,5 milhão – Samuel Xavier (lateral-direito)
8º) 1,5 milhão – Leandro Pereira (atacante)

Santa Cruz (elenco 27 jogadores: € 9,8 milhões)
1º) 1 milhão – Elicarlos (volante)
2º) 900 mil – David (volante)
3º) 750 mil – Jaime (zagueiro)
3º) 750 mil – Wellington Cézar (volante)
5º) 650 mil – Anderson Salles (zagueiro)
5º) 650 mil – William Barbio (atacante)
7º) 600 mil – Facundo Parra (atacante)
8º) 500 mil – Vítor (lateral-direito)
8º) 500 mil – Roberto (lateral-esquerdo)
8º) 500 mil – Gino (volante)
8º) 500 mil – Tiago Costa (lateral-esquerdo)

Náutico (elenco com 29 jogadores: € 8,95 milhões)
1º) 750 mil – Tiago Cardoso (goleiro)
1º) 750 mil – Tiago Alves (zagueiro)
1º) 750 mil – Nirley (zagueiro)
1º) 750 mil – João Ananias (volante)
1º) 750 mil – Rodrigo Souza (volante)
6º) 500 mil – Giva (atacante)
7º) 300 mil – Mateus Muller (lateral-esquerdo)
7º) 300 mil – Joazi (lateral-direito)
9º) 250 mil – Adalberto (zagueiro)
10º) 225 mil – Juninho (atacante)

Os 15 jogadores mais valorizados da Série A de 2017, em maio. Crédito: Transfermakt/reprodução