Classificação da Série B 2017 – 19ª rodada

A classificação da 19ª rodada da Série B de 2017. Crédito: Superesportes

O primeiro turno da Série B só foi encerrado na noite de segunda-feira, data incomum na competição, devido a um ajuste de programação na televisão. Como a “Segunda Campeã”, faixa no Sportv, ficou vaga pela mudança na Série A, o duelo entre Londrina e Vila foi remarcado para o horário.

Os times pernambucanos já haviam entrado em campo bem antes disso. Na sexta-feira, o Náutico venceu a primeira na Arena Pernambuco. Ainda na lanterna, o timbu reduziu em um ponto a distância em relação ao 16º lugar, o primeiro fora do Z4. De 10 para 9 pontos. No sábado, lá no interior gaúcho, o Santa Cruz perdeu a terceira seguida e caiu novamente na tabela, encerrando a 19ª rodada na 16ª colocação, justamente a “atual meta” do rival alvirrubro. O sonho do acesso no Arruda vai dando lugar a uma briga contra o descenso – hoje, encontra-se a oito pontos de distância do G4. Ainda há metade do Campeonato Brasileiro pela frente para mudar esta visão. É possível?

Com América Mineiro e Inter começando a deslanchar, o G4 já virou G2?

Resultados da 19ª rodada
Criciúma 1 x 2 Brasil
Náutico 1 x 0 Luverdense
Goiás 0 x 2 Oeste
CRB 2 x 1 América
ABC 0 x 1 Ceará
Guarani 0 x 2 Internacional
Juventude 2 x 1 Santa Cruz
Boa 2 x 1 Paraná
Paysandu 0 x 1 Figueirense
Londrina 0 x 1 Vila Nova 

Balanço da 19ª rodada
4V dos mandantes (8 GP), nenhum empate e 6V dos visitantes (12 GP)

Agenda da 20ª rodada
08/08 (19h15) – Santa Cruz x Criciúma (Arruda)
08/08 (21h30) – Luverdense x Juventude (Passo das Emas)
11/08 (19h15) – Brasil x Guarani (Bento Freitas)
11/08 (20h30) – Vila Nova x Boa (Serra Dourada)
11/08 (21h30) – América x Náutico (Independência)
12/08 (16h30) – Ceará x CRB (Castelão)
12/08 (16h30) – Paraná x ABC (Durival Britto)
12/08 (16h30) – Internacional x Londrina (Beira-Rio)
12/08 (19h00) – Oeste x Paysandu (Arena Barueri)
12/08 (19h00) – Figueirense x Goiás (Orlando Scarpelli)

Troféu Gena poderá ser decidido no número de expulsões ou em sorteio

O regulamento do Troféu Gena, a simbólica disputa no centenário do Clássico das Emoções

Náutico e Santa já disputaram sete clássicos em 2017, contando Estadual, Nordestão e Brasileiro. O retrospecto é equilíbrio puro, com 2 vitórias pra cada, 6 gols pra cada e 1 vermelho pra cada, além de três empates. Oficialmente, resta apenas uma partida na temporada, pelo returno do Série B.

É o jogo que decidirá o campeão do Troféu Gena, a simbólica premiação celebrando o centenário do Clássico das Emoções. Só a agora a FPF publicou o “ato comemorativo nº 1″ com o regulamento oficial da taça, que soma os resultados de todas as competições oficiais no ano. Se em 2016, no Troféu Givanildo Oliveira, havia a possibilidade de divisão, em caso de igualdade em pontos, desta vez a federação resolveu adotar mais critérios.

Quem ganhar a 8ª partida, leva. Em caso de empate, são dois caminhos. Como o saldo de gols está empatado, na prática vale o número de expulsões! Hoje, também idêntico, com Luís Eduardo (alvirrubro) e Jaime (tricolor) expulsos logo no primeiro clássico, em janeiro. E se houver empate pela 4ª vez e nenhuma expulsão? Aí, teremos um sorteio às 16h30 do dia 6 de novembro, uma segunda-feira, na sede da FPF…

Jogos disputados em 2017
29/01 – Náutico 1 x 1 Santa Cruz, Estadual (Arena, 4.622 pessoas)
04/02 – Santa Cruz 1 x 0 Náutico, Nordestão (Arruda, 5.086)
12/03 – Náutico 1 x 0 Santa Cruz, Nordestão (Arena, 6.692)
10/04 – Santa Cruz 1 x 2 Náutico, Estadual (Arruda, 5.055)
06/05 – Náutico 1 x 2 Santa Cruz, Estadual (Arena, 2.592)
18/05 – Santa Cruz 1 x 1 Náutico, Estadual (Arruda, 3.387)
15/07 – Náutico 0 x 0 Santa Cruz, Série B (Arena, 13.450)
Média de público: 5.840

Jogo a disputar em 2017
04/11 – Santa Cruz x Náutico, Série B (Arruda) 

Classificação após 7 clássicos
Náutico – 9 pontos; 2 vitórias, 3 empates e 2 derrotas; 6 GP/6 GC; 1 vermelho
Santa – 9 pontos; 2 vitórias, 3 empates e 2 derrotas; 6 GP/6 GC; 1 vermelho

CBF confirma desistência do Sport no NE, Santa na fase de grupos e Náutico na preliminar

Ofício da CBF sobre a Copa do Nordeste 2018. Crédito: CBF/site oficial (reprodução)

Agora é oficial. A desistência solicitada pelo Sport em relação à Copa do Nordeste de 2018, em 3 de julho, foi confirmada pela CBF após um mês de dúvidas à respeito da formatação da competição. A entidade recebeu o pedido protocolado pela FPF e, sem maiores detalhes, excluiu o rubro-negro da próxima edição do regional – para as seguintes, o clube deverá pedir novos protocolos. A decisão ainda mal explicada pela direção de futebol do rubro-negro tem consequências imediatas (e positivas) para os rivais do Recife.

Inicialmente, o Santa Cruz teria que disputar uma fase preliminar, contra a Itabaiana, para chegar à fase de grupos, que agora volta a ter 16 participantes, após a reformulação da Lampions. Como Pernambuco tem direito a duas vagas diretas nesta etapa, para o campeão e o vice-campeão do Estadual, o tricolor herdou a classificação do Sport – o Salgueiro, vice, já estava garantido no regional. Ou seja, se os corais saíram da fase preliminar, logo outro clube local teria que herdar esta vaga. Pela classificação final do Estadual 2017, a vaga é do Náutico, também confirmado pela CBF.

Quando o presidente leonino, Arnaldo Barros, comunicou a desistência, a coletiva também contou com a presença de Ivan Brondi, o mandatário alvirrubro. Ocorre que havia um impasse nos Aflitos sobre a saída. O conselho deliberativo não aprovou. Muito menos o novo presidente eleito, Edno Melo.

Desta forma, aconteceu o segundo dos quatro cenários imaginados pelo blog. E o Sport, que tentou articular um torneio paralelo, acabou ficando isolado…

Em relação às cotas da Lampions League, o Santa receberá R$ 1 milhão pela participação na fase de grupos. O alvirrubro ganhará R$ 750 mil caso avance na fase preliminar. Se cair já na primeira fase, receberá um cota de R$ 250 mil. Já o Sport abriu mão de R$ 1 milhão, o valor pago aos quatro times do “subgrupo 1″, formado através do Ranking da CBF por Bahia, Vitória e Ceará.

Até agora, o Sport não justificou, em termos de disputa , a sua saída.

Obs. O leão também já havia desistido do Nordestão em 2003 e 2010.

As 31 campanhas nordestinas no 1º turno da Série A com 20 clubes, de 2006 a 2017

Campanhas dos clubes nordestinos no 1º turno da Série A desde 2006. Crédito: Cassio Zirpoli/DP

Legenda: pontos (P), jogos (J), vitórias (V), empates (E), derrotas (D), gols a favor (GP), gols sofridos (GC) e colocação no turno (C)

O formato vigente do Campeonato Brasileiro, disputado em pontos corridos e com vinte clubes participantes, foi implantado em 2006, após um período de transição. Mais enxuto, e bem mais difícil, a Série A teve 31 participações do Nordeste de 2006 a 2017. Foram oito clubes distintos, de quatro estados (PE 15, BA 12, CE 3 e RN 1). Encerrada a participação de Sport, Bahia e Vitória no primeiro turno desta temporada, o blog compilou todas as campanhas na primeira metade da competição, traçando um ranking de desempenho. Vale lembrar que cada turno vale uma taça, oferecidas pelo jornal Lance!, sendo o Troféu Osmar Santos no 1º turno e o Troféu João Saldanha no 2º turno.

Em todos os anos ao menos um nordestino esteve presente, tendo no máximo três times. Na maioria das vezes, numa briga contra o descenso. Tanto que, neste recorte, só duas edições terminaram sem nordestinos no Z4: 2008 e 2015. Ao fim do campeonato, em apenas três vezes os representantes da região ficaram entre os dez primeiros colocados, sendo duas vezes com o Vitória, em 2008 (10º) e 2013 (5º), e uma com o Sport, em 2015 (6º).

O resumo do 1º turno do Campeonato Brasileiro de 2006 a 2017:

Participações
8 – Sport
7 – Vitória
5 – Náutico e Bahia
2 – Ceará e Santa Cruz
1 – Fortaleza e América-RN

Fora do Z4 (19 vezes)
Sport (6), Vitória (5), Bahia (4), Ceará (2) e Náutico (2)

No Z4 (12 vezes)
Náutico (3), Santa (2), Sport (2), Vitória (2), América (1), Bahia (1) e Fortaleza (1)

Melhor colocação
5º lugar, com o Vitória em 2008

Pior colocação
Lanterna (5 vezes), com Santa (2006), América (2007), Sport (2009), Náutico (2013) e Vitória (2014)

Obs. Em 2017, o Bahia ainda pode ser ultrapassados pela Ponte Preta, que tem um jogo a menos, mas não mudaria o quadro sobre o descenso.