Classificação da Série B 2017 – 18ª rodada

A classificação da 18ª rodada da Série B de 2017. Crédito: Superesportes

Na penúltima rodada do primeiro turno da Série B, mais uma terça-feira cheia, outra vez com resultados atípicos para os representantes pernambucanos. Atuando novamente na Arena Pernambuco, o Santa perdeu do Papão, de virada. Assim, o tricolor caiu do 13º para o 15º lugar, com a distância ao G4 subindo de 4 para 5 pontos. Pior: o Z4 ficou a apenas três. Enquanto isso, em Goiânia, no Serra Dourada, o Náutico venceu o Vila, conquistando a segunda vitória como visitante no Brasileiro. Segue na lanterna, mas com a diferença em relação ao 16º colocado caindo de 12 para 10 pontos.

No topo, o América Mineiro venceu a 4ª partida seguida e aumentou a vantagem sobre o vice-líder, de 4 para 6 pontos. E o tal vice-líder agora é o Internacional, que, após os reforços, parece finalmente ter entrado nos eixos, ao menos em termos de G4, com três vitórias nas últimas quatro rodadas.

Resultados da 18ª rodada
Figueirense 2 x 2 Juventude
Brasil 0 x 0 Boa
Paraná 4 x 1 CRB
América 3 x 2 Londrina
Vila Nova 0 x 1 Náutico
Oeste 1 x 1 ABC
Santa Cruz 1 x 2 Paysandu
Internacional 3 x 0 Goiás
Luverdense 1 x 0 Guarani
Ceará 3 x 1 Criciúma

Balanço da 18ª rodada
5V dos mandantes (18 GP), 3E e 2V dos visitantes (10 GP)

Agenda da 19ª rodada
04/08 (19h15) – Criciúma x Brasil (Heriberto Hulse)
04/08 (20h30) – Goiás x Oeste (Serra Dourada)
04/08 (20h30) – Náutico x Luverdense (Arena Pernambuco)
04/08 (21h30) – CRB x América (Rei Pelé)
05/08 (16h30) – Guarani x Internacional (Brinco de Ouro
05/08 (16h30) – Londrina x Vila Nova (Estádio do Café)
05/08 (16h30) – Juventude x Santa Cruz (Alfredo Jaconi)
05/08 (16h30) – ABC x Ceará (Frasqueirão)
05/08 (19h00) – Paysandu x Figueirense (Mangueirão)
05/08 (19h00) – Boa x Paraná (Dilzon Melo)

Santa leva virada do Paysandu jogando mal e com expulsão de goleiro na Arena

Série B 2017, 18ª rodada: Santa Cruz 1 x 2 Paysandu. Foto: Paulo Paiva/DP

Com um futebol apático e sem poder de reação, o Santa perdeu a segunda seguida na Série B, sendo a primeira na Arena Pernambuco. Viu o Papão virar para 2 x 1, distanciando-se do G4 e, consequentemente, aproximando-se do Z4, num cenário perigoso para um time, hoje, desorganizado. Na véspera, o grupo havia sido abalado com a notícia da morte da esposa de Léo Lima, que não atuou, naturalmente. Assim, a armação do time ficou com Thiago Primão, que na goleada sofrida para o Paraná jogara mais recuado.

O meia pouco fez atuando mais à frente, até mesmo porque viu um ataque de pouquíssima mobilidade. Enfiado na área, o centroavante Ricardo Bueno sai deste contexto, mas os pontas Bruno Paulo e André Luís não colaboraram na ligação meio/ataque. No primeiro tempo, mesmo sem atuar bem, o tricolor ainda saiu na frente numa penalidade convertida por Bueno – no lance, o zagueiro Peri cortou a cabeçada do centroavante com o braço.

Série B 2017, 18ª rodada: Santa Cruz x Paysandu. Foto: Paulo Paiva/DP

O jogo lembrava um pouco o duelo contra o Boa Esporte, que, mesmo após tomar o gol, continuou com uma proposta organizada, assustando o mandante. O gol do Paysandu logo no reinício da partida, aos 2 minutos da etapa complementar, justificou a sensação. O empate saiu numa bela cobrança de falta do lateral Ayrton, que já havia cobrado outra com perigo.

A chave virou de vez na expulsão de Júlio César, quatro minutos depois, matando um contragolpe paraense. Para a entrada do goleiro reserva, Jacsson, Bruno Paulo foi sacrificado na linha. Pouco depois, André também saiu, na última tentativa de Giva, que acionou Augusto. Era a aposta para dar velocidade a um time estático, aceitando o jogo adversário. Aposta perdida, com outro contragolpe definindo o resultado, aos 41. O ex-alvirrubro Bérgson iniciou a jogada, tocou na esquerda e avançou para concluir na área, impondo ao Santa uma campanha com mais derrotas que vitórias, 6 x 7…

Os 7 jogos sob o comando de Givanildo Oliveira*
07/07 – Santa Cruz 3 x 0 Brasil
11/07 – Luverdense 2 x 2 Santa Cruz
15/07 – Náutico 0 x 0 Santa Cruz
18/07 – Santa Cruz 1 x 0 Vila Nova
21/07 – Santa Cruz 1 x 1 Boa
29/07 – Paraná 4 x 0 Santa Cruz
01/08 – Santa Cruz 1 x 2 Paysandu

* 42% de aproveitamento (2V-3E-2D)

Série B 2017, 18ª rodada: Santa Cruz 1 x 2 Paysandu. Foto: Paulo Paiva/DP

Melhor fora de casa, Náutico vence o 2º jogo na Série B, agora no Serra Dourada

Série B 2017, 18ª rodada: Vila Nova 0 x 1 Náutico. Foto: Carlos Costa/Futura Press/Estadão conteúdo

Em nove partidas na arena, nesta Série B, o Náutico ainda não venceu. Foram quatro empates e cinco derrotas, com apenas 14,8% dos pontos. Acredite, vem sendo longe do estado onde o timbu vem surpreendendo. No Serra Dourada, mesmo após a demissão do 4º treinador no ano, o time juntou forças para arrancar a segunda vitória na competição, a segunda como visitante

Náutico como visitante (25,9% de apto.)
2 vitórias (ABC e Vila Nova)
1 empate (Londrina)
6 derrotas 

Sob comando interino de Levi Gomes, mas com Roberto Fernandes já de olho na tevê, o time começou com Bruno Mota de segundo volante. Era um sinal de ousadia, num momento em que o empate pouco ajuda. E a necessidade de vitória não era sobre qualquer um. O alvirrubro goiano estava no G4 e lá permaneceu após o fim da “terça-feira cheia”, com a 18ª rodada. Por isso, após o gol do zagueiro Breno, ainda no primeiro tempo, veio uma pressão incrível. Apenas no campo, pois a arquibancada estava vazia, numa punição aplicada no Vila. Com direito à expulsão nos descontos (Manoel), o alvirrubro pernambucano segurou o 1 x 0 deu três motivos para a torcida seguir fiel.

O Náutico segue na lanterna, mas ao menos conseguiu reduzir a diferença em relação ao 16º colocado, de 12 para 10 pontos. Mais: com a 2ª vitória em 18 rodadas, o clube melhorou a condição histórica de permanência. Se na rodada anterior tratava-se de algo inédito, nesta já existem dois casos de clubes que já escaparam, ambos nordestinos, ABC e Ceará. Para isso, precisará de pelo menos 34 pontos nos próximos 20 jogos, ou 56% de aproveitamento.

O lanterna da Série B após 18 rodadas (e a situação após a 38ª)
2006 –  12 pontos, Remo (12º, 46 pts)
2007 –  16 pontos, Ituano (20º, 33 pts)
2008 –  12 pontos, CRB (20º, 24 pts)
2009 –  13 pontos, Campinense (19º, 37 pts)
2010 –  14 pontos, Vila Nova (16º, 46 pts)
2011 –  9 pontos, Duque de Caxias (20º, 17 pts)
2012 –  10 pontos, Barueri (20º, 30 pts)
2013 –  11 pontos, ABC (14º, 46 pts)
2014 –  14 pontos, Portuguesa (20º, 25 pts)
2015 –  11 pontos, Ceará (15º, 45 pts)
2016 –  12 pontos, Sampaio Corrêa (20º, 27 pts)
2017 –  11 pontos, Náutico

Série B 2017, 18ª rodada: Vila Nova 0 x 1 Náutico. Foto: Carlos Costa/Futura Press/Estadão conteúdo

Roberto Fernandes, o 5º treinador do Náutico em 2017, o 5º perfil diferente

Os 5 técnicos do Náutico em 2017. Fotos: Diario de Pernambuco

Pela 4ª vez em uma década Roberto Fernandes assume o comando do Náutico. O técnico já esteve em diferentes momentos do clube, com destaque para a estreia, em 2007, com uma recuperação sensacional no returno do Brasileirão, evitando a queda. Repetiria isso em 2008 e ainda voltaria em outras oportunidades, mas sem o mesmo rendimento. Agora, um encontro em baixa, tanto do técnico, que estava no Confiança de Sergipe, quanto do próprio Náutico, com o rebaixamento à Série C se aproximando.

Com a missão bem indigesta, para não dizer inglória, o treinador de 46 anos deve chegar focado em arrumar a casa para 2018, quando o time deverá ter a volta do estádio dos Aflitos, no segundo semestre, além de uma temporada nacional mais escassa em termos de direitos de transmissão. Sendo o 5º técnico timbu em 2017, Roberto Fernandes terá 20 jogos até o fim do ano, já descontando a partida comandada pelo eterno interino Levi Gomes.

Se essa visão de reorganização já havia sido aplicada ao antecessor, Beto Campos, por qual motivo seria diferente agora? Resta torcer pelo bom senso em Rosa e Silva, cuja pressão vem findando trabalhos de apenas 10 jogos…

Roberto Fernandes (2007, 2008/2009 e 2010/2011; apto. de 53,2%)
104 jogos
47 vitórias
25 empates
32 derrotas

Os técnicos anteriores do alvirrubro em 2017:

Dado Cavcalcanti (7 jogos no PE, NE e Copa do Brasil; apto. de 33,3%)
2 vitórias
1 empate
4 derrotas

Foi a aposta para a montagem do elenco. Apesar das indicações, não conseguiu encaixar o time, sem transição durante a rápida passagem.

Milton Cruz (12 jogos no PE e NE; apto. 52,7%)
5 vitórias
4 empates
3 derrotas 

Taticamente, foi o melhor nome do ano e os resultados deixam isso claro. Mostrou-se competitivo na semifinal estadual, com um time veloz.

Waldemar Lemos (8 jogos no PE e Série B; apto. de 12,5%)
0 vitória
3 empates
5 derrotas 

Trabalha mais o lado psicológico da equipe, servindo quase sempre como bombeiro. Taticamente, pouco apresenta, além das improvisações.

Beto Campos (9 jogos na Série B. apto. de 22,2%)
1 vitória
3 empates
5 derrotas

Campeão gaúcho em 2017, ele chegou como indicação para remontar a defesa, o setor mais criticado do time. Até melhorou um pouco, mas mexeu mal no ataque.

Em dia de Corinthians x Fla, audiência de Bahia x Sport supera média nacional na TV

Série A 2017, 17ª rodada: Bahia 1 x 3 Sport. Foto: Premiere/reprodução

A transmissão da vitória do Sport sobre o Bahia na Fonte Nova registrou 26,9 pontos na Globo Nordeste, segundo dados do Kantar Ibope. O jogo ficou em 8º lugar entre as 15 regiões metropolitanas mensuradas pelo instituto, sendo três no Nordeste. Entretanto, a exibição em sinal aberto mostrou força ao ficar acima da média nacional, com todas as outras praças transmitindo o empate entre Corinthians e Flamengo. No país, o índice geral foi de 26,6 pontos, com destaque, claro, para Rio Janeiro e São Paulo, ambos acima de 28 pontos.

Dos mercados acima da capital pernambucana, na lista de 30 de julho, surpreendeu apenas Belém, cuja população tem forte presença de torcedores de Remo e Paysandu. Os demais grandes centros do futebol brasileiro tiveram audiências menores, com Porto Alegre e Salvador registrando menos de 20 pontos, numa resposta sobre a imposição da “maior das disputas entre os gigantes nacionais”, como o jogo foi veiculado nas chamadas da rede.

No Recife, o clássico nordestino teve uma audiência média estimada em 653.401 telespectadores sintonizados em HD. Só não entrou no top ten local desta temporada, que é composto por nove jogos de mata-matas. O único fora deste contexto, num duelo de turno, foi o Clássico das Multidões, já esperado por ser o produto mais popular. O Sport esteve envolvido nas dez partidas.

Pontos no Ibope por Região Metropolitana em 30/07
34,2 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Manaus)
29,3 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Vitória)
29,2 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Campinas)
28,9 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Rio de Janeiro)
28,8 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Goiânia)
28,6 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (São Paulo)
27,6 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Belém)
26,9 – Bahia 1 x 3 Sport (Recife)
26,3 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Florianópolis)
25,7 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Brasília)
24,9 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Fortaleza)
23,0 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Belo Horizonte)
21,2 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Curitiba)
18,6 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Porto Alegre)
17,0 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Salvador)

As 10 maiores audiências do futebol pernambucano em 2017* (até 30/07)
46,5 – Santa Cruz 0 x 2 Sport (Nordestão, 03/05)
41,4 – Bahia 1 x 0 Sport (Nordestão, 24/05)
40,2 – Salgueiro 0 x 1 Sport (Estadual, 28/06)
38,2 – Sport 1 x 1 Bahia (Nordestão, 17/05)
34,8 – Sport 1 x 1 Botafogo (Copa do Brasil, 31/05)
34,3 – Sport 1 x 1 Salgueiro (Estadual, 07/05)
33,4 – Náutico 1 x 1 Sport (Estadual, 23/04)
33,0 – Sport 1 x 1 Santa Cruz (Estadual, 26/03)
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Estadual, 16/04)
32,2 – Botafogo 2 x 1 Sport (Copa do Brasil, 26/04)

* Entre os jogos divulgados pelo Ibope e pela Globo

As redes sociais dos 40 principais clubes do Brasil até agosto de 2017, via Ibope

As redes sociais dos principais clubes do Brasil em 01/08/2017. Crédito: Ibope-Repucom

O Ibope publicou a atualização das bases digitais dos clubes do país, somando os perfis oficiais nas redes sociais mais utilizadas no futebol. O levantamento de agosto traz os 20 clubes da Série A e mais 20 clubes com os maiores quadros nas Séries B (13), C (3) e D (4). Ao todo, são dez times nordestinos, com o Sport sendo o mais popular. Neste mês, o leão foi o representante da região que somou mais torcedores nas quatro redes quantificadas. Hoje, na lista combinada, o rubro-negro tem 269 mil pessoas a mais que o Baêa. Só não lidera no face, mas vem reduzindo a diferença. Neste levantamento, a distância caiu de 28 mil para 25 mil. Se no quadro nacional o Trio de Ferro aparece com o Sport em 12º, Santa em 22º e Náutico em 31º, no ranking regional as colocações são 1º, 5º e 9º, respectivamente.

Na briga pelo topo, o Corinthians vê a vantagem diminuir mês a mês. Desde janeiro caiu 842 mil. Caso não ocorra uma revolução nas bases digitais do clube paulista, o Flamengo deve passar ainda em 2017.

Diferença entre Corinthians (1º) e Flamengo (2º)
01/2017 – 1.008.259 pessoas
02/2017 – 879.730 pessoas (-12,7%)
03/2017 – 775.363 pessoas (-11,8%)
04/2017 – 704.300 pessoas (-10,0%)
05/2017 – 449.539 pessoas (-36,1%)
06/2017 – 352.891 pessoas (-21,4%)
07/2017 – 281.020 pessoas (-20,3%)
08/2017 – 166.028 pessoas (-40,9%)

Voltando ao Nordeste, o Santa Cruz já está consolidado em 5º lugar, abrindo 34 mil pessoas sobre o Fortaleza na soma das plataformas. Agora, mirando o G4, precisa tirar uma diferença de 150 mil em relação a outro clube alencarino, o Vozão. Já o Náutico, o único nordestino que não conta com canal no youtube, segue no pelotão dos times de Natal, com um crescimento muito abaixo dos rivais do Recife. A seguir, a evolução dos times da região a partir da lista divulgada por José Colagrossi, diretor do Ibope-Repucom.

Os nordestinos com mais usuários nas redes e a evolução mensal
1º) Sport (2.805.979 seguidores) +59.792 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (2.536.747) +31.928
3º) Vitória (1.599.842) +17.235
4º) Ceará (1.036.702) +5.621
5º) Santa Cruz (886.505) +13.039
6º) Fortaleza (852.298) +7.825
7º) América-RN (391.065) +3.742
8º) ABC (382.249) +3.433
9º) Náutico (363.146) +2.783
10º) CRB (245.923) +6.528

Ranking do NE no facebook
1º) Bahia (1.111.644 curtidores) +1.508
2º) Sport (1.085.895) +4.263 (maior evolução no mês)
3º) Ceará (650.098) +698
4º) Fortaleza (583.203) +116
5º) Santa Cruz (575.520) +47
6º) Vitória (421.584) +1.936
7º) América-RN (246.037) +483
8º) ABC (224.302) +235
9º) Náutico (211.978) +405
10º) CRB (137.462) +1.118

Ranking do NE no twitter
1º) Sport (1.387.150 seguidores) +41.283 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (1.213.680) +22.802
3º) Vitória (1.027.512) +13.088
4º) Ceará (225.233) +2.360
5º) Santa Cruz (169.352) +10.739
6º) Fortaleza (146.090) +5.992
7º) Náutico (105.881) +1.437
8º) ABC (104.863) +2.573
9º) América-RN (84.424) +1.768
10º) CRB (52.672) +3.364

Ranking do NE no instagram
1º) Sport (283.759 seguidores) +9.843 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (173.814) +6.657
3º) Ceará (147.484) +2.045

4º) Vitória (142.451) +1.994
5º) Santa Cruz (117.091) +1.525
6º) Fortaleza (112.595) +1.223
7º) América-RN (55.079) +988
8º) ABC (50.230) +559
9º) CRB (51.309) +1.444
10º) Náutico (45.287) +941

Ranking do NE no youtube*
1º) Sport (49.175 inscritos) +4.403 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (37.609) +961

3º) Santa Cruz (24.542) +728
4º) Ceará (13.887) +518
5º) Fortaleza (10.410) +494
6º) Vitória (8.295) +217
7º) América-RN (5.525) +503
8º) CRB (4.480) +602
9º) ABC (2.854) +66
* O Náutico não possui perfil oficial

Obs. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E pode seguir perfis rivais, também contabilizados.