A evolução das redes sociais dos clubes brasileiros de janeiro a dezembro de 2017

A evolução das redes sociais dos clubes brasileiros de janeiro a dezembro de 2017. Crédito: Ibope-Repucom

O Ibope-Repucom divulgou o seu balanço anual sobre as redes sociais de 40 clubes brasileiros, incluindo dez nordestinos – entre eles, Sport, Santa Cruz e Náutico. Como o instituto costuma fazer levantamentos mensais sobre o tema, este quadro compara a evolução de seguidores de janeiro a dezembro de 2017, considerando os perfis oficiais de cada um em quatro plataformas: facebook, twitter, instagram e youtube. No critério do instituto, os vinte times da Série A e os vinte com as maiores bases digitais nas demais divisões.

Na lista combinada, o Flamengo assumiu a liderança nacional ao tirar uma diferença de 1 milhão de usuários em relação ao Corinthians, mesmo com o time paulista sendo alavancado pelos títulos no ano (estadual e nacional). Hoje, a disputa segue bem aperta, com 8.833 de vantagem. Empate técnico.

As maiores evoluções nas redes sociais dos nordestinos em 2017*
1º) Sport +441.417 (+17.6%)
2º) Bahia +346.414 (+14.9%)
3º) Vitória +287.069 (+20.6%)
4º) Fortaleza +155.819 (+19.2%)
5º) Ceará +139.998 (+14.3%)
6º) Santa Cruz +115.758 (+14.5%)
7º) CRB +48.424 (+22.6%)
8º) Náutico +40.177 (+12.1%)
9º) ABC +38.227 (+10.8%)
10º) América-RN +25.953 (+7.0%)
* Soma de usuários em todos os perfis oficiais de janeiro a dezembro

A evolução das redes sociais dos clubes brasileiros de janeiro a dezembro de 2017. Crédito: Ibope-Repucom

Os 87 patrocínios privados e estatais dos clubes do Brasileirão de 2017, via Ibope

Os patrocínios dos clubes brasileiros na Série A de 2017. Crédito: Ibope/Repucom

O Ibope-Repucom fez um levantamento sobre todas os patrocinadores expostos pelos clubes da Série A em 2017. Ao todo, 87 marcas foram estampadas nos uniformes oficiais dos 20 clubes, incluindo os nordestinos Sport, Bahia e Vitória. Em média, cada clube teve 4 patrocinadores. O levantamento considera as fornecedoras de material esportivo, que hoje também funcionam como rentáveis patrocinadoras, além das nove (!) propriedades disponíveis nos padrões: frente (master), frente superior, barra frontal, mangas, costas, barra traseira, numeração, calção e meião.

No caso do rubro-negro pernambucano, que teve na dupla Adidas/Caixa Econômica Federal a maior fonte de receita neste quesito, quatro propriedades passaram a temporada em branco: barra frontal, barra traseira, numeração e meião. Além disso, o tempo de execução de cada marca foi considerado, uma vez que alguns patrocinadores foram pontuais, para jogo de maior apelo ou porque não tiveram os contratos renovados..

Curiosidades sobre as marcas, segundo o estudo do instituto
1) Apenas 10 patrocinadores ocuparam o patrocínio-master em todo o ano
2) 12 patrocinadores encerraram contrato durante a temporada
3) Na temporada, houve 23 contratos de patrocínios pontuais
4) Apenas 2 times (Flu e Vitória) trocaram de fornecedor em 2017
5) A propriedade menos utilizada na temporada foi o meião
6) As propriedades mais utilizadas foram o master e o calção. Todos usaram
7) A marca mais presente no uniforme foi a da Caixa, com 39 propriedades
8) A Ponte foi o time que teve mais patrocinadores em 2017. No total, 15
9) A Umbro forneceu o material esportivo de 7 times, a maior quantidade
10) A Caixa e Banrisul são as únicas empresas públicas entre as marcas
11) Uber, Cabify e Pega Carga, os únicos serviços exclusivos de aplicativos
12) As empresas do segmento financeiro dominaram o master: 18 clubes
13) Pela primeira vez, um youtuber (Felipe Neto) patrocinou um clube
14) Apenas um patrocínio de companhia aérea: Royal Air Morroc, no Santos
15) Em todos os sites dos clubes há divulgação de seus patrocinadores

Maiores contratos com fornecedoras de material esportivo em 2017
1º) R$ 40,0 milhões – Corinthians (Nike)
2º) R$ 35,0 milhões – Flamengo (Adidas)
3º) R$ 27,0 milhões – São Paulo (Under Armour)
4º) R$ 20,0 milhões – Palmeiras (Adidas)
5º) R$ 17,0 milhões – Grêmio (Umbro)

Maiores contratos de patrocínio-master em 2017
1º) R$ 72,0 milhões – Palmeiras (Crefisa – privado)
2º) R$ 25,0 milhões – Flamengo (Caixa)
3º) R$ 19,0 milhões – Corinthians (Caixa), de maio a dezembro

4º) R$ 16,0 milhões – São Paulo (Intermedium  privado)

5º) R$ 12,9 milhões – Grêmio (Banrisul)

Os patrocínios dos clubes brasileiros na Série A de 2017. Crédito: Ibope/Repucom

As redes sociais dos 40 principais clubes do Brasil até outubro de 2017, via Ibope

As redes sociais dos principais clubes do Brasil em 05/10/2017. Crédito: Ibope-Repucom

O Ibope publicou a atualização das bases digitais dos clubes do país, somando os perfis oficiais nas quatro redes sociais mais utilizadas no futebol. O levantamento de outubro traz os 20 clubes da Série A e mais 20 clubes com os maiores quadros nas Séries B (13), C (3) e D (4). Ao todo, são dez times nordestinos, com o Sport sendo o mais numeroso, em 12º no geral. Há vários meses o blog acompanha o quadro e desta vez chamou a atenção a involução no facebook. Isso mesmo, o Trio de Ferro reduziu o número de adeptos na maior rede. O desempenho se estendeu ao Bahia e aos times de Natal. Quadro saturado, desativação de perfis ou má fase dos clubes no Brasileiro?

Considerando as quatro redes quantificadas, o Sport ampliou a liderança na região, numa disputa com o Bahia, passando de 288 mil para 296 mil. Só não lidera no face, cuja diferença se manteve na casa de 26 mil. Na região, o destaque foi o Fortaleza. No embalo do acesso à Série B, foi o time que mais cresceu em três canais: face, insta e no twitter. A seguir, a evolução dos times da região na lista divulgada por José Colagrossi, diretor do Ibope-Repucom.

Os nordestinos com mais usuários nas redes e a evolução mensal
1º) Sport (2.878.690 seguidores) +24.811 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (2.582.450) +16.850
3º) Vitória (1.639.344) +16.240
4º) Ceará (1.051.211) +7.709
5º) Santa Cruz (904.230) +6.047
6º) Fortaleza (882.541) +24.623
7º) América-RN (394.025) +535
8º) ABC (384.554) +1.041
9º) Náutico (368.840) +1.222
10º) CRB (252.763) +3.374

Ranking do NE no facebook
1º) Bahia (1.112.037 curtidores) -868
2º) Sport (1.085.739) -1.022
3º) Ceará (652.623) +1.462
4º) Fortaleza (592.132) +8.421 (maior evolução no mês)
5º) Santa Cruz (573.143) -1.568
6º) Vitória (429.329) +3.069
7º) América-RN (245.201) -621
8º) ABC (224.129) -278
9º) Náutico (212.231) -1
10º) CRB (138.207) +481

Ranking do NE no twitter
1º) Sport (1.447.654 seguidores) +21.219 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (1.249.525) +13.957
3º) Vitória (1.053.165) +10.381
4º) Ceará (229.367) +1.535
5º) Santa Cruz (186.809) +6.160
6º) Fortaleza (151.874) +2.821
7º) Náutico (109.111) +355
8º) ABC (106.228) +906
9º) América-RN (87.002) +804
10º) CRB (56.049) +1.278

Ranking do NE no instagram
1º) Sport (293.560 seguidores) +3.937
2º) Bahia (182.112) +3.334
3º) Ceará (154.001) +3.839

4º) Vitória (148.049) +2.468
5º) Fortaleza (126.029) +11.887 (maior evolução no mês)
6º) Santa Cruz (118.972) +1.007
7º) América-RN (55.996) +244
8º) CRB (53.724) +1.498
9º) ABC (51.253) +382
10º) Náutico (47.498) +868

Ranking do NE no youtube*
1º) Sport (51.737 inscritos) +677
2º) Bahia (38.776) +427

3º) Santa Cruz (25.306) +448
4º) Ceará (15.220) +873
5º) Fortaleza (12.506) +1.494 (maior evolução no mês)
6º) Vitória (8.801) +322
7º) América-RN (5.826) +108
8º) CRB (4.783) +117
9º) ABC (2.944) +31
* O Náutico não possui perfil oficial

Obs. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E pode seguir perfis rivais, também contabilizados. 

Confira o levantamento anterior, com o viés dos nordestinos, clicando aqui.

Na briga pela liderança, o Flamengo finalmente ultrapassou o Corinthians, no duelo particular (de mercado). Em dez meses, o rubro-negro carioca tirou uma diferença de 1 milhão, tornando-se o clube com a maior base digital no país.

Diferença entre Corinthians e Flamengo na lista combinada
01/2017 – 1.008.259 pessoas a favor do Timão
02/2017 – 879.730 pessoas a favor do Timão
03/2017 – 775.363 pessoas a favor do Timão
04/2017 – 704.300 pessoas a favor do Timão
05/2017 – 449.539 pessoas a favor do Timão
06/2017 – 352.891 pessoas a favor do Timão
07/2017 – 281.020 pessoas a favor do Timão
08/2017 – 166.028 pessoas a favor do Timão
09/2017 – 81.951 pessoas a favor do Timão
10/2017 – 34.878 pessoas a favor do Fla

As redes sociais dos 40 principais clubes do Brasil até setembro de 2017, via Ibope

As redes sociais dos principais clubes do Brasil em 05/09/2017. Crédito: Ibope-Repucom

O Ibope publicou a atualização das bases digitais dos clubes do país, somando os perfis oficiais nas redes sociais mais utilizadas no futebol. O levantamento de setembro traz os 20 clubes da Série A e mais 20 clubes com os maiores quadros nas Séries B (13), C (3) e D (4). Ao todo, são dez times nordestinos, com o Sport sendo o mais numeroso. Neste mês, o leão foi o representante da região que somou mais torcedores nas quatro redes quantificadas. Hoje, na lista combinada, o rubro-negro tem 288 mil pessoas a mais que o Baêa. Só não lidera no face, cuja diferença, que vinha caindo, subiu no último mês, de 25 mil para 26 mil. Se no quadro nacional o Trio de Ferro aparece com o Sport em 12º, Santa em 22º e Náutico em 31º, no ranking regional as colocações são 1º, 5º e 9º, respectivamente.

Na briga pelo topo, o Corinthians vê a vantagem diminuir mês a mês. Desde janeiro caiu 926 mil. Caso não ocorra uma revolução nas bases digitais do clube paulista, o Flamengo deve passar ainda em 2017.

Diferença entre Corinthians (1º) e Flamengo (2º)
01/2017 – 1.008.259 pessoas
02/2017 – 879.730 pessoas (-12,7%)
03/2017 – 775.363 pessoas (-11,8%)
04/2017 – 704.300 pessoas (-10,0%)
05/2017 – 449.539 pessoas (-36,1%)
06/2017 – 352.891 pessoas (-21,4%)
07/2017 – 281.020 pessoas (-20,3%)
08/2017 – 166.028 pessoas (-40,9%)
09/2017 – 81.951 pessoas (-50,6%)

Voltando ao Recife, o Santa Cruz segue reduzindo o abismo até o Ceará, que fecha o G4 da região. Trata-se de uma meta possível, mas a longo prazo. De janeiro a setembro caiu de 180 mil para 145 mil. Em relação ao Fortaleza, 6º lugar, o tricolor pernambucano só não está à frente no face – exatos 9 mil de diferença. Já o Náutico, o único nordestino presente que não conta com canal no youtube, segue no pelotão dos times de Natal, com um crescimento muito abaixo dos rivais locais. A seguir, a evolução dos times da região a partir da lista divulgada por José Colagrossi, diretor do Ibope-Repucom.

Os nordestinos com mais usuários nas redes e a evolução mensal
1º) Sport (2.853.879 seguidores) +47.900 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (2.565.600) +28.853
3º) Vitória (1.623.104) +23.262
4º) Ceará (1.043.502) +6.800
5º) Santa Cruz (898.183) +11.678
6º) Fortaleza (857.918) +5.620
7º) América-RN (393.490) +2.425
8º) ABC (383.513) +1.264
9º) Náutico (367.618) +4.472
10º) CRB (249.389) +3.466

Ranking do NE no facebook
1º) Bahia (1.112.905 curtidores) +1.261
2º) Sport (1.086.761) +866
3º) Ceará (651.161) +1.063
4º) Fortaleza (583.711) +508
5º) Santa Cruz (574.711) -809
6º) Vitória (426.260) +4.676 (maior evolução no mês)
7º) América-RN (245.822) -215
8º) ABC (224.407) +105
9º) Náutico (212.232) +254
10º) CRB (137.726) +264

Ranking do NE no twitter
1º) Sport (1.426.435 seguidores) +39.285 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (1.235.568) +21.888
3º) Vitória (1.042.784) +15.272
4º) Ceará (227.832) +2.599
5º) Santa Cruz (180.649) +11.297
6º) Fortaleza (149.053) +2.963
7º) Náutico (108.756) +2.875
8º) ABC (105.322) +459
9º) América-RN (86.198) +1.774
10º) CRB (54.771) +2.099

Ranking do NE no instagram
1º) Sport (289.623 seguidores) +5.864 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (178.778) +4.964
3º) Ceará (150.162) +2.678

4º) Vitória (145.581) +3.130
5º) Santa Cruz (117.965) +874
6º) Fortaleza (114.142) +1.547
7º) América-RN (55.752) +673
8º) CRB (52.226) +917
9º) ABC (50.871) +641
10º) Náutico (46.630) +1.343

Ranking do NE no youtube*
1º) Sport (51.060 inscritos) +1.885 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (38.349) +740

3º) Santa Cruz (24.858) +316
4º) Ceará (14.347) +460
5º) Fortaleza (11.012) +602
6º) Vitória (8.479) +184
7º) América-RN (5.718) +193
8º) CRB (4.666) +186
9º) ABC (2.913) +59
* O Náutico não possui perfil oficial

Obs. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E pode seguir perfis rivais, também contabilizados. 

Confira o levantamento anterior clicando aqui.

Recalculando as pesquisas de torcida a partir da estimativa do IBGE em 2017

Torcidas de Sport, Santa Cruz e Náutico

Anualmente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulga a estimativa populacional do Brasil, com dados nacionais, estaduais e municipais. O quadro demográfico é sempre fechado em julho e publicado no Diário Oficial da União no fim de agosto. O levantamento do IBGE em 2017 indica que somos 207 milhões. A cada atualização, o blog tem o hábito de cruzar os dados com os mais recentes percentuais de torcidas dos clubes locais, mensurados por institutos privados, como Ibope e Datafolha.

Neste post, trago cinco cenários de interesse para o nosso futebol: Recife, Grande Recife, Pernambuco, Nordeste e Brasil. Caruaru, Goiana e Salgueiro, mapeados pelo Plural Pesquisa, entraram como complemento. As diferenças nos índices podem ser explicadas tanto pela margem de erro de cada estudo quanto pelas amostragens (quanto mais gente ouvida, teoricamente melhor). Em relação à época da publicação original, o percentual mais defasado, hoje, é justamente o de Pernambuco, com entrevistas ainda no fim de 2013. Porém, o Ibope agendou uma nova pesquisa – a maior do instituto – para setembro. Ou seja, já deve ser publicada com as novas estimativas populacionais.

Lembrando que o IBGE jamais mensurou o tamanho das torcidas dos clubes brasileiros. E provavelmente seguirá assim no próximo censo oficial, em 2020.

Abaixo, as maiores torcidas nos cenários e os pernambucanos presentes.

Brasil (207.660.929 habitantes)
Paraná Pesquisas 2016
Período: março e dezembro de 2016
Público: 10.500 entrevistados (288 municípios)
Margem de erro: 1,0%

1º) Flamengo – 16,2% (33.641.070)
2º) Corinthians – 13,7% (28.449.547)
3º) São Paulo – 7,4% (15.366.908)
4º) Palmeiras – 5,8% (12.044.333)
5º) Vasco – 4,6% (9.552.402)
6º) Cruzeiro – 4,0% (8.306.437)
7º) Grêmio – 3,5% (7.268.132)
8º) Santos – 3,1% (6.437.488)
9º) Atlético-MG – 2,8% (5.814.506)
10º) Internacional – 2,7% (5.606.845)
11º) Bahia – 2,0% (4.153.218)
12º) Botafogo – 1,7% (3.530.235)
13º) Fluminense – 1,6% (3.322.574)
14º) Sport – 1,3% (2.699.592)
15º) Ceará – 1,1% (2.284.270)
16º) Atlético-PR – 0,8% (1.661.287)
16º) Fortaleza – 0,8% (1.661.287)
16º) Vitória – 0,8% (1.661.287)
19º) Coritiba – 0,7% (1.453.626)

19º) Santa Cruz – 0,7% (1.453.626)
21º) Remo – 0,6% (1.245.865)

22º) Náutico – 0,4% (830.643)

Nordeste (57.254.159 habitantes)
Paraná Pesquisas 2016
Período: março a dezembro de 2016
Público: não divulgado
Margem de erro: 1,0%

1º) Flamengo – 21,5% (12.309.644)
2º) Corinthians – 9,8% (5.610.907)
3º) Bahia – 7,0% (4.007.791)
4º) São Paulo – 5,2% (2.977.216)
4º) Vasco – 5,2% (2.977.216)
6º) Palmeiras – 4,3% (2.461.928)
7º) Ceará – 4,0% (2.290.166)

8º) Sport – 3,9% (2.232.912)
9º) Fortaleza – 2,8% (1.603.116)
9º) Vitória – 2,8% (1.603.116)

11º) Santa Cruz – 2,1% (1.202.337)
12º) Botafogo – 1,6% (916.066)

13º) Náutico – 1,5% (858.812)

Pernambuco (9.473.266 habitantes)
Ibope 2014
Período: 05/12/2013 a 14/02/2014
Público: 300 entrevistados (nº de municípios não divulgado)
Margem de erro: 1,0%

1º) Sport – 26,3% (2.491.468)
2º) Santa Cruz – 24,0% (2.273.583)
3º) Corinthians – 7,3% (691.548)
4º) Náutico – 5,3% (502.083)
5º) São Paulo – 4,0% (378.930)
6º) Palmeiras – 3,3% (312.617)
7º) Flamengo – 2,3% (217.885)

Grande Recife (3.965.699 habitantes)
Exatta 2014
Período: janeiro de 2014
Público: 600 entrevistados
Margem de erro: não divulgada

1º) Sport – 42% (1.665.593)
2º) Santa Cruz – 27% (1.070.738)
3º) Náutico – 10% (396.569)

Recife (1.633.697 habitantes)
Maurício de Nassau 2016
Período: 3 e 4 de maio de 2016
Público: 624 entrevistados
Margem de erro: 4,0%

1º) Sport – 36,1% (589.764)
2º) Santa Cruz – 28,4% (463.969)
3º) Náutico – 12,8% (209.113)

Confira a projeção de torcida a partir da estimativa de 2016 clicando aqui.

As redes sociais dos 40 principais clubes do Brasil até agosto de 2017, via Ibope

As redes sociais dos principais clubes do Brasil em 01/08/2017. Crédito: Ibope-Repucom

O Ibope publicou a atualização das bases digitais dos clubes do país, somando os perfis oficiais nas redes sociais mais utilizadas no futebol. O levantamento de agosto traz os 20 clubes da Série A e mais 20 clubes com os maiores quadros nas Séries B (13), C (3) e D (4). Ao todo, são dez times nordestinos, com o Sport sendo o mais popular. Neste mês, o leão foi o representante da região que somou mais torcedores nas quatro redes quantificadas. Hoje, na lista combinada, o rubro-negro tem 269 mil pessoas a mais que o Baêa. Só não lidera no face, mas vem reduzindo a diferença. Neste levantamento, a distância caiu de 28 mil para 25 mil. Se no quadro nacional o Trio de Ferro aparece com o Sport em 12º, Santa em 22º e Náutico em 31º, no ranking regional as colocações são 1º, 5º e 9º, respectivamente.

Na briga pelo topo, o Corinthians vê a vantagem diminuir mês a mês. Desde janeiro caiu 842 mil. Caso não ocorra uma revolução nas bases digitais do clube paulista, o Flamengo deve passar ainda em 2017.

Diferença entre Corinthians (1º) e Flamengo (2º)
01/2017 – 1.008.259 pessoas
02/2017 – 879.730 pessoas (-12,7%)
03/2017 – 775.363 pessoas (-11,8%)
04/2017 – 704.300 pessoas (-10,0%)
05/2017 – 449.539 pessoas (-36,1%)
06/2017 – 352.891 pessoas (-21,4%)
07/2017 – 281.020 pessoas (-20,3%)
08/2017 – 166.028 pessoas (-40,9%)

Voltando ao Nordeste, o Santa Cruz já está consolidado em 5º lugar, abrindo 34 mil pessoas sobre o Fortaleza na soma das plataformas. Agora, mirando o G4, precisa tirar uma diferença de 150 mil em relação a outro clube alencarino, o Vozão. Já o Náutico, o único nordestino que não conta com canal no youtube, segue no pelotão dos times de Natal, com um crescimento muito abaixo dos rivais do Recife. A seguir, a evolução dos times da região a partir da lista divulgada por José Colagrossi, diretor do Ibope-Repucom.

Os nordestinos com mais usuários nas redes e a evolução mensal
1º) Sport (2.805.979 seguidores) +59.792 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (2.536.747) +31.928
3º) Vitória (1.599.842) +17.235
4º) Ceará (1.036.702) +5.621
5º) Santa Cruz (886.505) +13.039
6º) Fortaleza (852.298) +7.825
7º) América-RN (391.065) +3.742
8º) ABC (382.249) +3.433
9º) Náutico (363.146) +2.783
10º) CRB (245.923) +6.528

Ranking do NE no facebook
1º) Bahia (1.111.644 curtidores) +1.508
2º) Sport (1.085.895) +4.263 (maior evolução no mês)
3º) Ceará (650.098) +698
4º) Fortaleza (583.203) +116
5º) Santa Cruz (575.520) +47
6º) Vitória (421.584) +1.936
7º) América-RN (246.037) +483
8º) ABC (224.302) +235
9º) Náutico (211.978) +405
10º) CRB (137.462) +1.118

Ranking do NE no twitter
1º) Sport (1.387.150 seguidores) +41.283 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (1.213.680) +22.802
3º) Vitória (1.027.512) +13.088
4º) Ceará (225.233) +2.360
5º) Santa Cruz (169.352) +10.739
6º) Fortaleza (146.090) +5.992
7º) Náutico (105.881) +1.437
8º) ABC (104.863) +2.573
9º) América-RN (84.424) +1.768
10º) CRB (52.672) +3.364

Ranking do NE no instagram
1º) Sport (283.759 seguidores) +9.843 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (173.814) +6.657
3º) Ceará (147.484) +2.045

4º) Vitória (142.451) +1.994
5º) Santa Cruz (117.091) +1.525
6º) Fortaleza (112.595) +1.223
7º) América-RN (55.079) +988
8º) CRB (51.309) +1.444
9º) ABC (50.230) +559
10º) Náutico (45.287) +941

Ranking do NE no youtube*
1º) Sport (49.175 inscritos) +4.403 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (37.609) +961

3º) Santa Cruz (24.542) +728
4º) Ceará (13.887) +518
5º) Fortaleza (10.410) +494
6º) Vitória (8.295) +217
7º) América-RN (5.525) +503
8º) CRB (4.480) +602
9º) ABC (2.854) +66
* O Náutico não possui perfil oficial

Obs. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E pode seguir perfis rivais, também contabilizados. 

As redes sociais dos 40 principais clubes do Brasil até junho de 2017, via Ibope

As redes sociais dos principais clubes do Brasil em 16/06/2017. Crédito: Ibope-Repucom

O Ibope publicou a atualização das bases digitais dos clubes do país, somando os perfis oficiais nas redes sociais mais utilizadas no futebol. O levantamento de junho traz os 20 clubes da Série A e mais 20 clubes com os maiores quadros nas Séries B (13), C (4) e D (3). Além do quadro em cada plataforma, o percentual de avanço no semestre, No Nordeste, o Sport foi quem mais cresceu em volume, com 220 mil novos inscritos. Em termos percentuais, o Vitória teve o maior dado,com 12,8%, ou 179 mil inscritos.

Ao todo são dez nordestinos, com o rubro-negro à frente na soma geral. Das quatro redes quantificadas, o leão lidera em três, com o Baêa à frente no facebook, com 29 mil de diferença, a mesma margem de maio. Se no quadro nacional o Trio de Ferro aparece com o Sport em 12º, Santa em 22º e Náutico em 31º, no ranking regional as colocações são 1º, 5º e 9º, respectivamente.

Na briga pelo topo, o Corinthians vê a sua vantagem sobre o Fla cair mês a mês. Ambos já orbitam o patamar de 18 milhões de seguidores.

Diferença entre Corinthians (1º) e Flamengo (2º)
01/2017 – 1.008.259 pessoas
02/2017 – 879.730 pessoas (-12,7%)
03/2017 – 775.363 pessoas (-11,8%)
04/2017 – 704.300 pessoas (-10,0%)
05/2017 – 449.539 pessoas (-36,1%)
06/2017 – 352.891 pessoas (-21,4%)

Voltando ao cenário local, o Santa já começa a mirar o G4. Consolidado em 5º, o tricolor reduziu a diferença para o Vozão, de 164 mil para 129 mil. Já o Náutico, o único nordestino sem canal no youtube, segue atrás da dupla de Natal, com um crescimento muito abaixo dos rivais do Recife. A seguir, a evolução dos times da região a partir da lista levantada pelo Ibope-Repucom.

Os nordestinos com mais usuários nas redes e a evolução mensal
1º) Sport (2.723.157 seguidores) +54.426 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (2.488.369) +51.123
3º) Vitória (1.572.406) +21.836
4º) Ceará (1.028.409) +6.923
5º) Santa Cruz (898.981) +41.739
6º) Fortaleza (841.884) +3.808
7º) América-RN (385.591) +2.752
8º) ABC (377.249) +3.048
9º) Náutico (359.110) +2.191
10º) CRB (237.426) +3.519

As redes sociais dos 40 principais clubes do Brasil até maio de 2017, via Ibope

As redes sociais dos principais clubes do Brasil em 15/05/2017. Crédito: Ibope-Repucom

O Ibope publicou a atualização das bases digitais dos clubes do país, somando os perfis oficiais nas redes sociais mais utilizadas no futebol. O levantamento de maio traz os 20 clubes da Série A e mais 20 clubes com os maiores quadros nas Séries B (13), C (4) e D (3). Ao todo, são dez nordestinos, com o Sport sendo o mais popular – o Sampaio Corrêa foi a baixa neste mês, saindo do Top 40. Das quatro redes quantificadas, entre os times da região, o leão foi quem somou mais torcedores em duas, com o rival da decisão da Lampions 2017, o Bahia, avançando em outras duas. Hoje, na lista combinada, o rubro-negro tem 231 mil pessoas a mais que o Baêa. Só não lidera no face, mas reduziu a diferença de 39 mil para 29 mil. Se no quadro nacional o Trio de Ferro aparece com o Sport em 13º, Santa em 22º e Náutico em 31º, no ranking regional as colocações são 1º, 5º e 9º, respectivamente.

Na briga pelo topo, o Corinthians segue na ponta, mas com a vantagem diminuindo mês a mês. Em maio, o Fla também chegou a 18 milhões.

Diferença entre Corinthians (1º) e Flamengo (2º)
01/2017 – 1.008.259 pessoas
02/2017 – 879.730 pessoas (-12,7%)
03/2017 – 775.363 pessoas (-11,8%)
04/2017 – 704.300 pessoas (-10,0%)
05/2017 – 449.539 pessoas (-36,1%)

Voltando ao Nordeste, o Santa Cruz já se consolidou em 5º lugar, abrindo 19 mil pessoas sobre o Fortaleza na soma das plataformas. Agora, mirando o G4, precisa tirar uma diferença de 164 mil em relação a outro time alencarino, o Vozão. Já o Náutico, o único nordestino que não conta com canal no youtube, segue no pelotão dos times de Natal, com um crescimento muito abaixo dos rivais do Recife. A seguir, a evolução dos times da região a partir da lista divulgada por José Colagrossi, diretor do Ibope-Repucom.

Os nordestinos com mais usuários nas redes e a evolução mensal
1º) Sport (2.668.731 seguidores) +47.337 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (2.437.246) +35.258
3º) Vitória (1.550.570) +18.436
4º) Ceará (1.021.486) +11.297
5º) Santa Cruz (857.242) +13.389
6º) Fortaleza (838.076) +3.723
7º) América-RN (382.839) +1.598
8º) ABC (374.201) +4.362
9º) Náutico (356.919) +2.290
10º) CRB (233.907) +6.644

Ranking do NE no facebook
1º) Bahia (1.100.495 curtidores) +5.986
2º) Sport (1.070.652) +15.324 (maior evolução no mês)
3º) Ceará (647.577) +3.352
4º) Fortaleza (582.649) +419
5º) Santa Cruz (574.161) +3.318
6º) Vitória (414.958) +4.791
7º) América-RN (245.177) -135
8º) ABC (223.127) +1.023
9º) Náutico (210.972) +468
10º) CRB (135.529) +1.922

Ranking do NE no twitter
1º) Sport (1.311.636 seguidores) +11.979
2º) Bahia (1.158.993) +14.627 (maior evolução no mês)
3º) Vitória (992.262) +6.589
4º) Ceará (220.054) +2.963
5º) Santa Cruz (148.801) +4.188
6º) Fortaleza (137.658) +1.605
7º) Náutico (102.701) +1.113
8º) ABC (100.150) +2.131
9º) América-RN (81.444) +951
10º) CRB (46.722) +1.910

Ranking do NE no instagram
1º) Sport (258.814 seguidores) +18.346 (maior evolução no mês)
2º) Bahia (150.841) +9.493
3º) Ceará (141.143) +4.429

4º) Vitória (135.672) +6.938
5º) Santa Cruz (112.009) +3.903
6º) Fortaleza (108.681) +1.615
7º) América-RN (53.139) +376
8º) ABC (48.253) +1.133
9º) CRB (48.049) +3.237
10º) Náutico (43.246) +709

Ranking do NE no youtube*
1º) Sport (27.629 inscritos) +1.688
2º) Bahia (26.917) +5.152 (maior evolução no mês)

3º) Santa Cruz (22.271) +1.980
4º) Ceará (12.712) +553
5º) Fortaleza (9.088) +84
6º) Vitória (7.678) +218
7º) CRB (3.607) +120
8º) América-RN (3.079) +406
9º) ABC (2.671) +75
* O Náutico não possui perfil oficial

Obs. Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. E pode seguir perfis rivais, também contabilizados. 

Confira o levantamento anterior clicando aqui.

Clássico das Multidões pelo Nordestão passa de 1 milhão de telespectadores

Copa do Nordeste 2017, semifinal: Santa Cruz 0 x 2 Sport. Crédito: Rede Globo/reprodução

Durante duas horas, o jogo de volta da semifinal nordestina entre tricolores e rubro-negros praticamente monopolizou a atenção na capital pernambucana. A cada 100 televisões ligadas no horário, 72 sintonizaram na partida vencida pelo Sport. Ou seja, procede aquela percepção de que todos os seus vizinhos estavam assistindo ao Clássico das Multidões, através de gritos e fogos.

A audiência média na tevê aberta foi de 46,5 pontos, disparada a maior do ano entre os clubes pernambucanos – superou os 33,4 de Náutico 1 x 1 Sport, na definição da semifinal estadual. A transmissão da Globo Nordeste, comandada por Rembrandt Júnior, registrou um pico de 54,5 pontos. Em termos absolutos no Recife, a audiência média foi de 1,129 milhão de telespectadores, flutuando até 1,323 milhão. É gente demais, num nível de Copa do Mundo. E olhe que esse número desconsidera os torcedores que viram pela Globo através da tevê por assinatura (Sky e NET, por exemplo), além do Esporte Interativo.

No cenário local, entre os jogos com dados divulgados pela emissora, pelo Ibope ou pelo Kim Telereport, responsáveis pela medição, uma partida de futebol não alcançava o patamar de um milhão há três anos, desde a semifinal estadual entre Sport e Santa Cruz, na Ilha. Na ocasião, a disputa de pênaltis alavancou ainda mais o dado. Já o recorde absoluto segue com a estreia rubro-negra na Taça Libertadores da América de 2009, lá no Chile. O jogo teve 57 pontos de média. Considerando a medição atual, aquela noite teria correspondido a 1,384 milhão de pessoas diante da telinha.

Jogos com o Trio de Ferro acima de 1 milhão de telespectadores no Recife.

Os jogos do futebol pernambucano com mais de 1 milhão de telespectadores no Recife. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Clássico dos Clássicos na Ilha tem maior audiência do Ibope em 16/04: 32 pontos

Pernambucano 2017, semifinal: Sport 3 x 2 Náutico. Crédito: Rede Globo/reprodução

A vitória do Sport sobre o Náutico por 3 x 2, na Ilha do Retiro, registrou a maior audiência média do Brasil em 16 de abril. O horário das 16h no domingo foi reservado às fases decisivas dos campeonatos estaduais, em todos os casos através da Rede Globo e suas afiliadas. Segundo dados do Kantar Ibope, que mensura a audiência televisiva nas 15 principais regiões metropolitanas, incluindo Recife, Salvador e Fortaleza, o Clássico dos Clássicos teve 32 pontos. Isso corresponde a 786.996 telespectadores.

Foi a segunda maior audiência do Campeonato Pernambucano de 2017, superada apenas pelo segundo clássico entre Sport e Santa, também na Ilha, com 33 pontos e 801 mil pessoas sintonizadas na partida. Em termos absolutos, naturalmente a audiência da semifinal paulista foi superior. Afinal, a Grande São Paulo tem uma população cinco vezes maior que a do Grande Recife (20 mi x 4 mi). Ou seja, foram quase 4 milhões de telespectadores.

Porém, a medição clássica na televisão aponta o duelo pernambucano à frente entre os oito exibidos nos mercados estudados pelo instituto.

E foi apenas o primeiro jogo do mata-mata local, finalmente valendo algo…

Pontos no Ibope por Região Metropolitana em 16/04
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Recife)
29,2 – Grêmio 1 x 1 Novo Hamburgo (Porto Alegre)
25,7 – Ponte Preta 3 x 0 Palmeiras (Campinas)
25,5 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Manaus)
23,8 – Ceará 2 x 0 Guarani (Fortaleza)
23,5 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Belém)
23,2 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Rio de Janeiro)
21,9 – América 1 x 1 Cruzeiro (Belo Horizonte)
21,7 – Ponte Preta 3 x 0 Palmeiras (São Paulo)
19,6 – Atlético-GO 1 x 2 Goiás (Goiânia)
17,6 – Vitória da Conquista 1 x 1 Vitória (Salvador)
17,2 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Florianópolis)
15,5 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Vitória)
14,6 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Brasília)
13,5 – Ponte Preta 3 x 0 Palmeiras (Curitiba)

As 10 maiores audiências do futebol pernambucano em 2017* (até 16/04)
33,0 – Sport 1 x 1 Santa Cruz (Estadual, 26/03)
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Estadual, 16/04)
31,0 – Santa Cruz 1 x 1 Sport (Estadual, 18/02)
30,1 – Sport 2 x 1 Joinville (Copa do Brasil, 12/04)

27,6 – Boavista 0 x 3 Sport (Copa do Brasil, 08/03)
26,4 – Sport 1 x 0 Boavista (Copa do Brasil, 15/03)
26,2 – Náutico 1 x 0 Santa Cruz (Nordestão, 12/03)
23,6 – Salgueiro 0 x 1 Santa Cruz (Estadual, 05/03)
23,5 – Central 1 x 3 Sport (Estadual, 09/04)

21,4 – Sport 1 x 1 Náutico (Estadual, 01/03)
* Entre os jogos divulgados pelo Ibope e pela Globo