Nordestão muda de TV aberta em 2018, da Globo ao SBT. Jogos às terças e sábados

A Copa do Nordeste 2018 será transmitida pelo SBT/TV Jornal. Montagem: Cassio Zirpoli/DP

A Copa do Nordeste voltou ao calendário oficial do futebol em 2013, após um milionário acordo judicial entre a Liga do Nordeste e a CBF, que precisou recuar após a pesada indenização devido à retirada forçada do torneio em 2003 – ocorrendo apenas sub judice. Nesta volta, o Esporte Interativo pôde aplicar o seu contrato de dez anos, valendo até 2022. O canal detém todos os direitos de transmissão, sublicenciando para a Rede Globo apenas o sinal aberto. Especificamente para as três principais praças: Recife, Salvador e Fortaleza. No entanto, a Globo não quis renovar o contrato para 2018 pelos termos propostos, saindo da jogada – num cenário que, coincidentemente, resultou na desistência do Sport, que abriu mão de sua vaga.

Apesar disso, o EI, responsável pela tevê por assinatura, internet e parabólicas, garantiu a manutenção da cota de participação acordada para a 15ª edição, de R$ 22,4 milhões, fora o custeio com viagens e hospedagens dos clubes e as taxas de arbitragem. Claro, precisaria de aporte e de um novo parceiro na tevê aberta. Após meses de articulação, acabou fechando com o SBT, há tempos fora do âmbito futebolístico. Contudo, na região as suas afiliadas têm um peso maior, fazendo com que a transmissão seja voltada para o Nordeste, com dois horários definidos: terças à noite e sábados à tarde. De cara, os jogos fogem da concorrência da grade regular da Globo, que terá Estaduais, Copa do Brasil e Libertadores às quartas e domingos.

Ao contrário do modelo anterior, com apenas três estados na tevê aberta, agora serão oito, exceção a Sergipe. Em Pernambuco, a TV Jornal assume o torneio deixado pela Globo Nordeste, que passou 8 das últimas 10 edições (2000, 2001, 2002, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017). Embora tenha raras incursões no futebol, a TV Jornal tem em seu histórico o último jogo do Brasileirão de 1987, entre Sport e Guarani, retransmitido para todo o país. Será curioso ver, depois de tanto tempo, a concorrência interna, com a Globo passando o Campeonato Pernambucano em 15 datas (de 21/01 a 08/04) e a TV Jornal transmitindo a Copa do Nordeste em 12 datas (de 17/01 a 10/07). O ano será um termômetro sobre a força do Nordestão à parte canal. A conferir.

As finais da Lampions 2017 tiveram 4,4 milhões de telespectadores na Globo.

Afiliadas do SBT no Nordeste*
TV Jornal (PE), TV Aratu (BA), TV Jangadeiro (CE), TV Ponta Verde (AL), TV Difusora (MA), TV Tambaú (PB, João Pessoa), TV Borborema (PB, Campina Grande), TV Cidade Verde (PI) e TV Ponta Negra (RN)
* A emissora não tem afiliada em Sergipe desde 2006

A cota absoluta do Nordestão via televisão
2000 – R$ 2 milhões*
2001 – R$ 8 milhões**
2002 – R$ 8,75 milhões
2003 – R$ 1,5 milhão***
2010 – R$ 3,75 milhões****
2013 – R$ 5,6 milhões
2014 – R$ 10 milhões
2015 – R$ 11,14 milhões
2016 – R$ 14,82 milhões
2017 – R$ 18,52 milhões
2018 – R$ 22,40 milhões****
* A primeira edição transmitida em sinal aberto
** A primeira edição organizada pela liga, com os sete maiores clubes
*** Bahia, Sport, Santa Cruz, Náutico e Fortaleza não quiseram participar

**** Sport não quis participar

Conmebol divulga calendário das oitavas da Sula, sem o Sport na televisão aberta

Os confrontos das oitavas de final da Copa Sul-Americana 2017. Crédito: Conmebol/site oficial

Atualizado em 15/08, após o novo comunicado da Conmebol

A direção de competições da Conmebol divulgou a agenda completa das oitavas de final da Copa Sul-Americana de 2017 no dia 11 de agosto. Inicialmente, os jogos entre Sport e Ponte Preta entrariam no horário nobre da televisão brasileira, às 21h45, mas acabaram antecipados para as 19h15.

As partidas foram marcadas em duas quartas-feiras, com a ida no Recife, na Ilha do Retiro, e a volta em Campinas, no Moisés Lucarelli. Com o novo horário, divulgado quatro dias após o cronograma original, a exibição ficará por conta da tevê por assinatura, com Fox ou SporTV. Entre os brasileiros, apenas o Corinthians deve ir para a grade da Globo nesta fase.

A agenda do Leão durante a 3ª fase da Sula
10/09 (16h00) – Sport x Avaí (Série A)
13/09 (19h15) – Sport x Ponte Preta (Sul-Americana)
17/09 (16h00) – Flamengo x Sport (Série A)
20/09 (19h15) – Ponte Preta x Sport (Sul-Americana)
25/09 (20h00) – Sport x Vasco (Série A)

As datas das oitavas de final da Copa Sul-Americana 2017. crédito: Conmebol/site oficial

Em dia de Corinthians x Fla, audiência de Bahia x Sport supera média nacional na TV

Série A 2017, 17ª rodada: Bahia 1 x 3 Sport. Foto: Premiere/reprodução

A transmissão da vitória do Sport sobre o Bahia na Fonte Nova registrou 26,9 pontos na Globo Nordeste, segundo dados do Kantar Ibope. O jogo ficou em 8º lugar entre as 15 regiões metropolitanas mensuradas pelo instituto, sendo três no Nordeste. Entretanto, a exibição em sinal aberto mostrou força ao ficar acima da média nacional, com todas as outras praças transmitindo o empate entre Corinthians e Flamengo. No país, o índice geral foi de 26,6 pontos, com destaque, claro, para Rio Janeiro e São Paulo, ambos acima de 28 pontos.

Dos mercados acima da capital pernambucana, na lista de 30 de julho, surpreendeu apenas Belém, cuja população tem forte presença de torcedores de Remo e Paysandu. Os demais grandes centros do futebol brasileiro tiveram audiências menores, com Porto Alegre e Salvador registrando menos de 20 pontos, numa resposta sobre a imposição da “maior das disputas entre os gigantes nacionais”, como o jogo foi veiculado nas chamadas da rede.

No Recife, o clássico nordestino teve uma audiência média estimada em 653.401 telespectadores sintonizados em HD. Só não entrou no top ten local desta temporada, que é composto por nove jogos de mata-matas. O único fora deste contexto, num duelo de turno, foi o Clássico das Multidões, já esperado por ser o produto mais popular. O Sport esteve envolvido nas dez partidas.

Pontos no Ibope por Região Metropolitana em 30/07
34,2 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Manaus)
29,3 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Vitória)
29,2 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Campinas)
28,9 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Rio de Janeiro)
28,8 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Goiânia)
28,6 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (São Paulo)
27,6 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Belém)
26,9 – Bahia 1 x 3 Sport (Recife)
26,3 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Florianópolis)
25,7 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Brasília)
24,9 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Fortaleza)
23,0 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Belo Horizonte)
21,2 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Curitiba)
18,6 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Porto Alegre)
17,0 – Corinthians 1 x 1 Flamengo (Salvador)

As 10 maiores audiências do futebol pernambucano em 2017* (até 30/07)
46,5 – Santa Cruz 0 x 2 Sport (Nordestão, 03/05)
41,4 – Bahia 1 x 0 Sport (Nordestão, 24/05)
40,2 – Salgueiro 0 x 1 Sport (Estadual, 28/06)
38,2 – Sport 1 x 1 Bahia (Nordestão, 17/05)
34,8 – Sport 1 x 1 Botafogo (Copa do Brasil, 31/05)
34,3 – Sport 1 x 1 Salgueiro (Estadual, 07/05)
33,4 – Náutico 1 x 1 Sport (Estadual, 23/04)
33,0 – Sport 1 x 1 Santa Cruz (Estadual, 26/03)
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Estadual, 16/04)
32,2 – Botafogo 2 x 1 Sport (Copa do Brasil, 26/04)

* Entre os jogos divulgados pelo Ibope e pela Globo

Flamengo x Corinthians, o Clássico da TV, sai da grade de Pernambuco pela 2ª vez

Corinthians x Flamengo ao vivo para todo o Brasil, menos Pernambuco. Arte: Cassio Zirpoli/DP

A partida entre Corinthians e Flamengo, pela 17ª rodada do Brasileirão 2017, entrou na grade da tevê aberta de 26 estados. O confronto entre os clubes mais populares do país é o pico de audiência da Rede Globo na competição. Não por acaso, a emissora paga R$ 170 milhões a cada um por temporada, segundo o acordo do triênio 2016-2018. Como consequência do robusto contrato, o canal trabalha a divulgação do jogo como o “Clássico Nacional”. Basta ver a chamada da partida exibida para 26 estados da rede.

“É mais que um jogo, é mais que um clássico, é mais que a rivalidade Rio-SP. É o desafio entre dois campeões do mundo, dois hexas (?) no Brasileirão e as duas maiores torcidas do país. Isso é Corinthians e Flamengo, a maior das disputas entre os gigantes nacionais. Domingo, 4 da tarde, o Brasil inteiro vai escolher um lado. Futebol na Globo, aqui é emoção.”

Considerando esta década, este será o 13º jogo na Série A. Ao todo, 12 passaram ao vivo em sinal aberto, tendo apenas uma exceção na tevê paga. Mas apenas por uma questão de ajuste forçado no calendário, pois a partida no returno de 2011 ocorreu numa quinta-feira. Ainda assim, entrou na programação do Sportv em horário nobre. Por isso, chama a atenção, mais uma vez, a ilha de audiência (e resistência) no futebol que é o Recife.

Em 2016, o estado foi o único em que a emissora não transmitiu o jogo do primeiro turno. Em vez disso, Botafogo 2 x 1 Santa na Globo Nordeste – fato ocorrido somente após dez edições do “Clássico Nacional”. No primeiro turno de 2017, o mesmo cenário, com a afiliada local agendando Bahia x Sport no lugar do duelo de domingo na Arena Corinthians. Claro, a escolha também é baseada em audiência, com partidas decisivas do Trio de Ferro registrando 40 pontos – bem acima de outras praças -, como foi o caso do Sport, presente nas cinco maiores audiências de clubes no Recife, no ano, até o momento

As 5 maiores audiências na tevê aberta no Recife em 2017*
1.184.400 – Bahia 1 x 0 Sport (24/05, Nordestão)
1.129.485 – Santa Cruz 0 x 2 Sport (03/05, Nordestão)
1.107.600 – Sport 1 x 1 Bahia (17/05, Nordestão)
976.458 – Salgueiro 0 x 1 Sport (28/06, Estadual)
833.147 – Sport 1 x 1 Salgueiro (07/05, Estadual)
* A média de telespectadores

Em termos de torcida, tomando como base a última pesquisa nacional do Ibope, de 2014, Fla e Timão teriam a preferência de 29,8% da população, ou 59,9 milhões de aficionados. É gente demais, mas, nesta mesma pesquisa, ambos teriam apenas 9,6% em Pernambuco. O Ibope deve lançar uma nova pesquisa em setembro, que se transformará na próxima base de comparação.

Número de estados que assistiram ao Clássico Nacional na tevê aberta
05/06/2011 – Flamengo 1 x 1 Corinthians (Engenhão) – 18 estados (com PE)
08/09/2011 – Corinthians 2 x 1 Flamengo (Pacaembu) – Sportv
18/07/2012 – Flamengo 0 x 3 Corinthians (Engenhão) – 18 estados (com PE)
10/10/2012 – Corinthians 3 x 2 Flamengo (Pacaembu) – 25 estados (com PE)
01/09/2013 – Corinthians 4 x 0 Flamengo (Pacaembu) – 26 estados (com PE)
24/11/2013 – Flamengo 1 x 0 Corinthians (Maracanã) – 26 estados (com PE)
27/04/2014 – Corinthians 2 x 0 Flamengo (Pacaembu) – 25 estados (com PE)
14/09/2014 – Flamengo 1 x 0 Corinthians (Maracanã) – 23 estados (com PE)
12/07/2015 – Flamengo 0 x 3 Corinthians (Maracanã) – 26 estados (com PE)
25/10/2015 – Corinthians 1 x 0 Flamengo (Itaquerão) – 25 estados (com PE)
03/07/2016 – Corinthians 4 x 0 Flamengo (Itaquerão) – 26 estados (sem PE)
23/10/2016 – Flamengo 2 x 2 Corinthians (Maracanã) – 26 estados (com PE)
30/07/2017 – Corinthians x Flamengo (Itaquerão) – 26 estados (sem PE)

Pesquisas de torcida do Ibope em 2014: Brasil e Pernambuco.

As maiores audiências na televisão do Campeonato Pernambucano de 2017

As maiores audiências do Campeonato Pernambucano de 2017. Arte: Cassio Zirpoli/DP

A grade de transmissão do Campeonato Pernambucano de 2017 apontou 32 jogos na televisão, totalizando 2.880 minutos de futebol ao vivo. É o maior dado desde que a competição passou a ter a concorrência da Copa do Nordeste, em 2013. Um ano antes, quando reinava sozinho no primeiro semestre local, o Estadual teve 38 partidas exibidas no Grande Recife

Na tevê aberta, a transmissão ocorreu novamente na Globo Nordeste, canal oficial desde 2000. As maiores audiências, sem surpresa, ocorreram no mata-mata, quando a competição ganha destaque, a despeito de um hexagonal sem boa presença na arquibancada. Mesmo com 52 dias de intervalo, a decisão reuniu a atenção de quase um milhão de telespectadores. Campeão, o Sport aparece com as seis maiores audiências na região metropolitana, considerando dados divulgados pelo Ibope e pela própria Rede Globo.

Lembrando que a competição passou em outras duas plataformas, no pay-per-view e para o exterior, com a Globo Internacional replicando o Premiere para 56 países, incluindo EUA e Japão. Assim como nas decisões de 2014 e 2017, os dois jogos finais entraram na grade em sinal aberto e fechado.

Balanço das transmissões do Campeonato Pernambucano de 2017. Arte: Cassio Zirpoli/DP

Os três grandes clubes do Recife tiveram todos os seus jogos, 14 cada, exibidos na televisão, com o Sport levando vantagem na transmissão aberta, com 9 jogos na Globo – pesou o mata-mata, com quatro. Abaixo, um gráfico com o número de transmissões do Trio de Ferro (Globo, Premiere e geral). De 2012 a 2017, o número de jogos por plataforma foi o seguinte:

Total: Sport 83, Santa 77, Náutico 69
Globo: Sport 53, Santa 42, Náutico 36
Premiere: Sport 41, Santa 41, Náutico 36

Audiência do Nordestão à frente das ligas alemã, italiana e francesa na TV paga

Copa do Nordeste 2017 semifinal: Sport 1x2 Santa Cruz. Imagem: Esporte Interativo/reprodução

O jogo de ida da semifinal nordestina entre Sport e Santa Cruz, na Ilha do Retiro, aconteceu no início da noite de 29 de abril, um sábado. Na ocasião, o jogo foi exibido apenas no Esporte Interativo, que pela primeira vez estava disponível em todas as operadoras do país. Contexto suficiente para que o clássico pernambucano registrasse a maior audiência da história do torneio na tevê paga. A audiência média foi de 276 mil telespectadores por minuto, segundo o Ibope. Curiosamente, quebrou o recorde estabelecido dois dias antes, na outra semifinal, com o primeiro Ba-Vi, com 223 mil. Na volta, nos dois casos, a audiência seguiu maciça, mas foi compartilhada com a Globo, que também transmitiu ao vivo. Ou seja, números divididos entre os canais.

Ampliando a análise na tevê paga, a Copa do Nordeste de 2017 vem apresentando uma média de 116 mil telespectadores. Numa comparação com as principais ligas nacionais da Europa exibidas no país, o torneio regional ocupa a terceira colocação, numa compilação de dados de 1º de agosto de 2016 a 8 de maio de 2017, através das quinze regiões metropolitanas mensuradas pelo instituto – incluindo Recife, Salvador e Fortaleza.

Maiores médias de audiência na Copa do Nordeste 2017*

276.000 – Sport 1 x 2 Santa Cruz (29/04)
223.000 – Vitória 2 x 1 Bahia (27/04)

Audiência média das ligas europeias x Nordestão*

199.119 – Campeonato Espanhol/ ESPN Brasil (63 jogos)
141.583 – Campeonato Inglês/ESPN Brasil (128 jogos)
116.200 – Copa do Nordeste/EI Maxx (42 jogos)
94.201 – Campeonato Alemão/ESPN Brasil (32 jogos)
89.688 – Campeonato Francês/Sportv (70 jogos)
72.766 – Campeonato Italiano/ESPN Brasil (47 jogos)
53.587 – Campeonato Francês/ESPN Brasil (11 jogos)

Nesta conta não entra, naturalmente, a Liga dos Campeões, cuja goleada do PSG sobre o Barcelona, na ida das quartas de final, registrou a maior audiência da competição na tevê paga: 1,1 milhão de telespectadores*. O cenário foi semelhante ao Clássico das Multidões, com o jogo exclusivo em um canal – com a demanda reprimida pela ausência no sinal aberto.

Será que a Lampions já vem alcançando o público fora do Nordeste…?

* Número de telespectadores por minuto. Os dados do Kantar Ibope Media consideram apenas a tevê por assinatura no Brasil

Copa do Nordeste 2017, semifinal: Vitória 2x1 Bahia. Imagem: Esporte Interativo/reprodução

Com Fla-Flu na TV aberta em vez do Trio de Ferro, Ibope no Recife cai do 1º ao 12º

Carioca 2017, final: Fluminense 0 x 1 Flamengo. Crédito: Rede Globo/reprodução

Em um revezamento entre Estadual, Nordestão e Copa do Brasil, o futebol pernambucano vinha sendo quase onipresente na Globo Nordeste. Saiu da grade apenas em casos excepcionais, como na tarde de 30 de abril. Com os direitos de exibição só do jogo de volta da semifinal entre Santa e Sport, pela Lampions, a emissora acabou transmitindo o Fla-Flu no domingo. E o primeiro jogo da final carioca registrou 17,8 pontos na tevê aberta no Grande Recife, segundo o Kantar Ibope Media.

Com esse dado, a capital pernambucana ficou apenas na 12ª colocação entre as 14 regiões metropolitanas mensuradas pelo instituto entre as que exibiram competições estaduais. E ainda vale a ressalva que Remo x Paysandu, em Belém, passou na TV Cultura, concorrência que não existiu no Recife, com apenas um jogo ao vivo em sinal aberto. Pois é. O modesto cenário se torna pior numa comparação com o desempenho recifense nos dois domingos anteriores, quando as semifinais do Campeonato Pernambucano lideraram no país em termos de audiência média por minuto, com dois clássicos entre Sport e Náutico (32,4 e 33,4 pontos).

Em números absolutos, a quantidade de telespectadores na capital caiu de 811 mil para 432 mil pessoas sintonizadas, ou 46,7% a menos em uma semana, considerando jogos no mesmo horário – aliás, entre os dados revelados, foi o pior índice na cidade em 2017. Ah, quatro dias antes do clássico carioca, Botafogo 2 x 1 Sport, direto do Engenhão, teve 32,2 pontos. Nota-se que o interesse local é uma “ilha de resistência” no país…

As audiências (TV aberta) do futebol nas regiões metropolitanas em 30/04
36,2 – Ponte Preta 0 x 3 Corinthians (Campinas)
33,6 – Fluminense 0 x 1 Flamengo (Rio de Janeiro)
30,7 – Cruzeiro 0 x 0 Atlético-MG (Belo Horizonte)
29,0 – Internacional 2 x 2 Novo Hamburgo (Porto Alegre)
29,0 – Fluminense 0 x 1 Flamengo (Manaus)
26,7 – Ponte Preta 0 x 3 Corinthians (São Paulo)
23,8 – Vila Nova 0 x 3 Goiás (Goiânia)
23,6 – Avaí 0 x 1 Chapecoense (Florianópolis)
23,6 – Ferroviário 0 x 1 Ceará (Fortaleza)
22,1 – Fluminense 0 x 1 Flamengo (Vitória)
18,9 – Ponte Preta 0 x 3 Corinthians (Curitiba)
17,8 – Fluminense 0 x 1 Flamengo (Recife)
15,6 – Fluminense 0 x 1 Flamengo (Brasília)
13,6 – Fluminense 0 x 1 Flamengo (Belém)

As maiores audiências do Recife nos fins de semana em 2017* (até 30/04)
33,4 – Náutico 1 x 1 Sport (Estadual, 23/04)
33,0 – Sport 1 x 1 Santa Cruz (Estadual, 26/03)
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Estadual, 16/04)
31,0 – Santa Cruz 1 x 1 Sport (Estadual, 18/02)**
26,2 – Náutico 1 x 0 Santa Cruz (Nordestão, 12/03)
23,6 – Salgueiro 0 x 1 Santa Cruz (Estadual, 05/03)
23,5 – Central 1 x 3 Sport (Estadual, 09/04)
17,8 – Fluminense 0 x 1 Flamengo (Carioca, 30/04)

* Entre os jogos divulgados pelo Ibope e pela Globo
** Único jogo disputado no sábado, por causa do carnaval

Clássico dos Clássicos na Arena registra a maior audiência do ano no Recife e a maior do país em 23/04: 33,4 pontos

Pernambucano 2017, semifinal: Náutico 1x1 Sport. Crédito: Rede Globo/reprodução

Três dos últimos quatro jogos do Campeonato Pernambucano exibidos na televisão no domingo registraram as maiores audiências médias do futebol no Brasil. Foram três clássicos, Sport 1 x 1 Santa (26/03), Sport 3 x 2 Náutico (16/04) e agora Náutico 1 x 1 Sport (23/04). O horário das 16h no último domingo foi reservado às fases decisivas dos estaduais, em todos os casos através da Rede Globo e suas afiliadas. Segundo dados do Kantar Ibope, que mensura a audiência televisiva nas 15 principais regiões metropolitanas, incluindo Recife, Salvador e Fortaleza, o quarto Clássico dos Clássicos da temporada teve 33,4 pontos. Isso corresponde a 811.286 telespectadores.

Os jogos locais que lideraram a audiência, segundo o Ibope
23/04: 33,4 pontos, 811.286 telespectadores e 19.541 torcedores na Arena

26/03: 33,0 pontos, 801.570 telespectadores e 10.221 torcedores na Ilha
16/04: 32,4 pontos, 786.996 telespectadores e 15.082 torcedores na Ilha

Total: 2.399.852 telespectadores e 44.844 torcedores nos estádios

O empate que garantiu o leão na final foi a maior audiência na tevê aberta na capital pernambucana em 2017, considerando jogos entre clubes. Em termos absolutos, a audiência da semifinal paulista foi superior, naturalmente, uma vez que a Grande São Paulo tem uma população cinco vezes maior que a do Grande Recife (20 mi x 4 mi). Porém, a medição clássica na televisão aponta o duelo pernambucano à frente entre os oito exibidos nos mercados estudados pelo instituto. E já está ficando comum…

Pontos no Ibope por Região Metropolitana em 23/04
33,4 – Náutico 1 x 1 Sport (Recife)
32,7 – Caxias (3) 1 x 1 (5) Internacional (Porto Alegre)
32,2 – Flamengo 2 x 1 Botafogo (Rio de Janeiro)
28,5 – Corinthians 1 x 1 São Paulo (São Paulo)
26,7 – Corinthians 1 x 1 São Paulo (Campinas)
25,5 – Flamengo 2 x 1 Botafogo (Manaus)
24,8 – Atlético-MG 3 x 0 URT (Belo Horizonte)
23,9 – Flamengo 2 x 1 Botafogo (Brasília)
21,6 – Goiás 0 x 0 Atlético-GO (Goiânia)
21,1 – Corinthians 1 x 1 São Paulo (Fortaleza)
18,5 – Inter de Lages 2 x 0 Avaí (Florianópolis)
18,0 – Vitória 5 x 0 Vitória da Conquista (Salvador)
17,5 – Corinthians 1 x 1 São Paulo (Curitiba)
15,8 – Flamengo 2 x 1 Botafogo (Vitória)
14,8 – Flamengo 2 x 1 Botafogo (Belém)

As 10 maiores audiências do futebol pernambucano em 2017* (até 23/04)
33,4 – Náutico 1 x 1 Sport (Estadual, 23/04)
33,0 – Sport 1 x 1 Santa Cruz (Estadual, 26/03)
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Estadual, 16/04)
31,0 – Santa Cruz 1 x 1 Sport (Estadual, 18/02)
30,1 – Sport 2 x 1 Joinville (Copa do Brasil, 12/04)
28,5 – Joinville (3) 1 x 2 (4) Sport (Copa do Brasil, 19/04)
27,6 – Boavista 0 x 3 Sport (Copa do Brasil, 08/03)
26,4 – Sport 1 x 0 Boavista (Copa do Brasil, 15/03)
26,2 – Náutico 1 x 0 Santa Cruz (Nordestão, 12/03)
23,6 – Salgueiro 0 x 1 Santa Cruz (Estadual, 05/03)
* Entre os jogos divulgados pelo Ibope e pela Globo

Clássico dos Clássicos na Ilha tem maior audiência do Ibope em 16/04: 32 pontos

Pernambucano 2017, semifinal: Sport 3 x 2 Náutico. Crédito: Rede Globo/reprodução

A vitória do Sport sobre o Náutico por 3 x 2, na Ilha do Retiro, registrou a maior audiência média do Brasil em 16 de abril. O horário das 16h no domingo foi reservado às fases decisivas dos campeonatos estaduais, em todos os casos através da Rede Globo e suas afiliadas. Segundo dados do Kantar Ibope, que mensura a audiência televisiva nas 15 principais regiões metropolitanas, incluindo Recife, Salvador e Fortaleza, o Clássico dos Clássicos teve 32 pontos. Isso corresponde a 786.996 telespectadores.

Foi a segunda maior audiência do Campeonato Pernambucano de 2017, superada apenas pelo segundo clássico entre Sport e Santa, também na Ilha, com 33 pontos e 801 mil pessoas sintonizadas na partida. Em termos absolutos, naturalmente a audiência da semifinal paulista foi superior. Afinal, a Grande São Paulo tem uma população cinco vezes maior que a do Grande Recife (20 mi x 4 mi). Ou seja, foram quase 4 milhões de telespectadores.

Porém, a medição clássica na televisão aponta o duelo pernambucano à frente entre os oito exibidos nos mercados estudados pelo instituto.

E foi apenas o primeiro jogo do mata-mata local, finalmente valendo algo…

Pontos no Ibope por Região Metropolitana em 16/04
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Recife)
29,2 – Grêmio 1 x 1 Novo Hamburgo (Porto Alegre)
25,7 – Ponte Preta 3 x 0 Palmeiras (Campinas)
25,5 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Manaus)
23,8 – Ceará 2 x 0 Guarani (Fortaleza)
23,5 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Belém)
23,2 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Rio de Janeiro)
21,9 – América 1 x 1 Cruzeiro (Belo Horizonte)
21,7 – Ponte Preta 3 x 0 Palmeiras (São Paulo)
19,6 – Atlético-GO 1 x 2 Goiás (Goiânia)
17,6 – Vitória da Conquista 1 x 1 Vitória (Salvador)
17,2 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Florianópolis)
15,5 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Vitória)
14,6 – Vasco 2 x 0 Botafogo (Brasília)
13,5 – Ponte Preta 3 x 0 Palmeiras (Curitiba)

As 10 maiores audiências do futebol pernambucano em 2017* (até 16/04)
33,0 – Sport 1 x 1 Santa Cruz (Estadual, 26/03)
32,4 – Sport 3 x 2 Náutico (Estadual, 16/04)
31,0 – Santa Cruz 1 x 1 Sport (Estadual, 18/02)
30,1 – Sport 2 x 1 Joinville (Copa do Brasil, 12/04)

27,6 – Boavista 0 x 3 Sport (Copa do Brasil, 08/03)
26,4 – Sport 1 x 0 Boavista (Copa do Brasil, 15/03)
26,2 – Náutico 1 x 0 Santa Cruz (Nordestão, 12/03)
23,6 – Salgueiro 0 x 1 Santa Cruz (Estadual, 05/03)
23,5 – Central 1 x 3 Sport (Estadual, 09/04)

21,4 – Sport 1 x 1 Náutico (Estadual, 01/03)
* Entre os jogos divulgados pelo Ibope e pela Globo

Cruzamento de bicicleta e gol de voleio de Diego Souza no Top 10 da ESPN dos EUA

O cruzamento de bicicleta, resultando no gol de cabeça de Rithely, e o golaço de voleio, na sequência de duas bicicletas dos companheiros de ataque, renderam a Diego Souza uma dupla presença nos lances esportivos do dia no programa SportsCenter, da ESPN norte-americana. Superou modalidades populares no país, como basquete, basebol e hóquei sobre o gelo. Assista o top ten, com duas jogadas de Sport 3 x 0 Danubio, pela Sul-Americana.

A noite em que o malabarismo de DS deixou a NBA, MLB e NHL para trás…