Classificação da Série B 2017 – 25ª rodada

A classificação da 25ª rodada da Série B de 2017. Crédito: Superesporte2

O tricolor empatou no interior paranaense e queimou a gordura em relação à zona de rebaixamento, caindo de dois pontos para nenhum. Ao fim desta rodada, só segue fora, na 16ª colocação, devido ao saldo de gols sobre o Figueira (-5 x -7). Nesta rodada, os principais adversários nesta disputa, o próprio Figueirense e Goiás, venceram em casa e apertaram a classificação, com quatro times empatados em 28 pontos, do 15º ao 18º. Se complicou para o Santa, pior ainda para o Náutico. O alvirrubro perdeu do líder em Caruaru, vendo a diferença aumentar de novo. Ainda na 19ª posição, o time agora está a 8 pontos do primeiro clube fora do Z4, com o sarrafo já no limite.

A próxima rodada da Segundona será quase uma “terça-feira cheia”. A exceção fica por conta do duelo entre os dois primeiros colocados, em Porto Alegre, que ocorrerá somente na noite do dia seguinte.

Resultados da 25ª rodada
América-MG 1 x 0 Vila Nova
Guarani 0 x 4 Paraná
Juventude 0 x 0 Boa
Londrina 1 x 1 Santa Cruz
Luverdense 0 x 0 Oeste
Figueirense 2 x 0 ABC
Goiás 2 x 1 Paysandu
CRB 1 x 2 Criciúma
Náutico 0 x 1 Internacional
Ceará 2 x 1 Brasil 

Balanço da 25ª rodada
4V dos mandantes (9 GP), 3E e 3V dos visitantes (10 GP) 

Agenda da 26ª rodada
26/09 (19h15) – Criciúma x Figueirense (Heriberto Hulse)
26/09 (19h15) – Santa Cruz x Ceará (Arruda)
26/09 (19h15) – Brasil x Luverdense (Bento Freitas)
26/09 (20h30) – Oeste x Londrina (Arena Barueri)
26/09 (20h30) – Paraná x Náutico (Durival Britto)
26/09 (20h30) – Boa x Goiás (Dilzon Melo)
26/09 (20h30) – Vila Nova x CRB (Serra Dourada)
26/09 (21h30) – ABC x Juventude (Arena das Dunas
26/09 (21h30) – Paysandu x Guarani (Curuzu)
27/09 (19h30) – Internacional x América-MG (Beira-Rio)

Santa empata com Londrina mesmo com boa atuação e 1º gol de Wellington Cézar

Série B 2017, 25ª rodada: Londrina 1 x 1 Santa Cruz. Foto: Robson Vilela/Futura Press/Estadão conteúdo

O Santa Cruz fez uma partida com personalidade, com uma proposta de jogo a partir de contragolpes. Não se expôs muito no interior paranaense, deixando a bola mais tempo com o adversário (59%), tentando uma coordenação de jogar com mais velocidade com os pontas, André Luís e Bruno Paulo. Iniciando sempre com Primão, o meia da vez. No primeiro tempo, entre finalizações certas e erradas, a contagem apontou 6 x 5 a favor do Londrina.

No entanto, o scout não considera a cabeçada de Sandro, com a bola cortada pelo braço do zagueiro adversário. Pênalti na cara do árbitro paulista Thiago Duarte, que no começo do ano havia levado uma suspensão de 60 dias após a aplicação de um cartão vermelho no jogador errado, no clássico entre Corinthians e Palmeiras. Escalado na Série B, segue falhando em lances capitais. Na etapa complementar, o tricolor apertou mais a marcação, tratando o empate sem gols como interessante. Foram poucas chances na frente. Reais, três. Uma com Grafite (mal), furando um cruzamento na pequena área. Outra com Anderson Salles, em cobrança de falta defendida pelo goleiro.

Série B 2017, 25ª rodada: Londrina 1 x 1 Santa Cruz. Foto: Goleada Info/twitter

Na terceira e última chance surgiu o personagem improvável da noite, o contestado Wellington Cézar, acionado por causa da lesão de Derley, que nem viajou. O volante de 23 anos marcou aos 18 minutos, aproveitando um desvio mal feito de Quaresma. Com tranquilidade, WC bateu no cantinho e marcou o primeiro gol em sua carreira profissional, desde 2015.

O jogo parecia seguro, com o time Martelotte evitando troca de passes em seu campo, mas num lance completamente isolado do mandante, que não jogou bem, saiu o empate. Aos 29, em cobrança de escanteio, Ricardinho nem precisou pular para desviar a bola, dentro da pequena área. Faltou decisão ao goleiro Júlio César. Com o empate, que de fato mantém o Santa pontuando pela terceira rodada seguida, o treinador coral promoveu a reestreia de Natan. Porém, sacou Primão, até o ali o melhor jogador do time. O meia revelado no próprio clube teve pouca participação, com o 1 x 1 definitivo no Estádio do Café. Pelo futebol, o alento foi superior ao ponto conquistado.

Santa sob o comando de Martelotte (1v-2e-0d)
09/09 – Santa Cruz 0 x 0 ABC (Arena das Dunas, Natal)
15/09 – Santa Cruz 3 x 0 Goiás (Arruda)
22/09 – Santa Cruz 1 x 1 Londrina (Estádio do Café, Londrina)

Série B 2017, 25ª rodada: Londrina 1 x 1 Santa Cruz. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

Podcast – A análise da vitória do Santa Cruz e das derrota do Náutico e Sport

Brasileiro, 24ª rodada: Santa Cruz 3 x 0 Goiás (Roberto Ramos/DP), Oeste 1 x 0 Náutico (Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão conteúdo) e Flamengo 2 x 0 Sport (Gilvan de Souza/Flamengo)

Jogos do Trio de Ferro na sexta-feira, no sábado e no domingo. Começou com a goleada coral, no primeiro resultado positivo do clube do Arruda após quase dois meses. Bastou para sair do Z4. Seguiu com o terceiro revés seguido do alvirrubro como visitante, potencializado após uma expulsão infantil. Por fim, o duelo rubro-negro na elite, com o pernambucano jogando mal e perdendo pela 4ª vez seguida. Também passou a brigar contra o Z4. O 45 minutos comentou os três jogos em gravações exclusivas, nas questões técnica e tática, além de análises individuais. Ao todo, 105 minutos de podcast. Ouça!

15/09 – Santa Cruz 3 x 0 Goiás (41 min) 

16/09 – Oeste 1 x 0 Náutico (29 min)

17/09 – Flamengo 2 x 0 Sport (35 min)

Classificação da Série B 2017 – 24ª rodada

A classificação da 24ª rodada da Série B de 2017. Crédito: Superesporte2

Se a rodada anterior foi excepcional para o Náutico, desta vez foi para o Santa Cruz. Após quase dois meses, o time voltou a vencer (e convencer). O tricolor goleou o Goiás e ganhou três posições, saindo da zona de rebaixamento. Do 18º para o 15º lugar. Todos os concorrentes mais próximos saíram derrotados nesta rodada. Inclusive o rival local. No sábado, em Barueri, diante de um time de Itápolis, o alvirrubro perdeu o terceiro jogo seguido como visitante. Mantendo a 19ª posição, o Náutico viu a diferença em relação ao 15º colocado, o primeiro fora do Z4, aumentar de 5 para 7 pontos.

Na próxima rodada, o timbu inicia a série de quatro jogos em Caruaru, no estádio do Central, devido à impossibilidade de utilizar a Arena Pernambuco, alugada para dois eventos religiosos. Começa já diante do líder, o Inter.

Resultados da 24ª rodada
Boa 2 x 2 Guarani
Criciúma 1 x 2 Juventude
Santa Cruz 3 x 0 Goiás
Ceará 1 x 1 América
Paysandu 2 x 0 ABC
Brasil 2 x 0 CRB
Internacional 3 x 0 Figueirense
Oeste 1 x 0 Náutico
Vila Nova 2 x 1 Luverdense
Paraná 2 x 1 Londrina 

Balanço da 24ª rodada
7V dos mandantes (19 GP), 2E e 1V dos visitantes (7 GP)

Agenda da 25ª rodada
19/09 (19h15) – América x Vila Nova (Independência)
19/09 (21h30) – Guarani x Paraná (Brinco de Ouro)
22/09 (19h15) – Juventude x Boa (Alfredo Jaconi)
22/09 (21h30) – Luverdense x Oeste (Passo das Emas)
22/09 (21h30) – Londrina x Santa Cruz (Estádio do Café)
23/09 (16h30) – Figueirense x ABC (Orlando Scarpelli)
23/09 (16h30) – Goiás x Paysandu (Serra Dourada)
23/09 (16h30) – CRB x Criciúma (Rei Pelé)
23/09 (16h30) – Náutico x Internacional (Lacerdão)
23/09 (19h00) – Ceará x Brasil (Castelão)

Santa Cruz goleia o Goiás e quebra jejum de quase dois meses. Fôlego contra o Z4

Série B 2017, 24ª rodada: Santa Cruz 3 x 0 Goiás. Foto: Roberto Ramos/DP

Em dois meses, o Santa Cruz entrou em colapso, com a irregularidade em campo resultando na zona de rebaixamento, com direito a seis derrotas seguidas. O jejum era ainda maior, de oito partidas. No período, a mudança de técnico, algum tempo para treinar e a necessidade de voltar a “disputar” a Série B. O empate sem gols com o lanterna pode ter estancado a série de derrotas, mas havia deixado um gosto amargo pelo péssimo futebol mostrado, admitido pelo próprio comandante, Marcelo Martelotte.

Em uma semana cheia, era preciso assimilar isso visando o Goiás, o segundo clube de maior receita segundona, mas que, de forma injustificável, encontra-se na mesma corrida contra o descenso. Um novo tropeço deixaria o tricolor num buraco profundo. E a vitória, claro, traria um alívio potencializado pela tabela, pois o outro concorrente de peso, o Figueira, pega o Inter como visitante. Matemática à parte, era preciso jogar bola. Ou seja, alinhando organização e um jogo mais rápido em relação àquele visto em Natal. Neste caso, não se trata de um sinônimo de pressa, mas de objetividade.

Série B 2017, 24ª rodada: Santa Cruz 3 x 0 Goiás. Foto: Roberto Ramos/DP

Como visto no primeiro gol no Arruda, bem cedinho, com 2min50s. Tiago Costa lançou do meio-campo, André Luís matou no peito, olhou para a área e cruzou rápido, na medida para João Paulo. De surpresa, o meia de 1,67m cabeceou livre, certeiro. Era a mesma vantagem obtida nas três partidas anteriores no Recife, contra Paysandu, Criciúma e CRB. Com Nininho e Tiago Costa mais atentos na recomposição e com João Ananias e Derley num ritmo melhor de marcação (a dupla não vinha bem), o sistema defensivo melhorou, embora o alviverde tenha criado algumas chances, mas sem ‘a’ chance.

Para não correr risco, cabia ao Santa matar logo o confronto. Demorou, mas conseguiu. Aos 39 e 42 minutos, Bruno Paulo – acionado no decorrer – apareceu bem demais. Finalizou colocado no primeiro lance e fez boa jogada individual no segundo, 3 x 0. Foi a primeira vitória de Martelotte nesta sua terceira passagem. Agora, terá mais uma semana cheia para colocar a casa em dia. O mesmo tempo para a direção também fazer a sua parte…

Santa Cruz sob o comando de Martelotte
09/09 – Santa Cruz 0 x 0 ABC (Arena das Dunas, Natal)
15/09 – Santa Cruz 3 x 0 Goiás (Arruda)

Série B 2017, 24ª rodada: Santa Cruz 3 x 0 Goiás. Foto: Roberto Ramos/DP

Podcast – A análise da vitória do Náutico, do empate do Santa e da derrota do Sport

23ª rodada do Brasileiro (Séries A e B): Náutico 1 x 0 Brasil de Pelotas (Ricardo Fernandes/DP), ABC 0 x 0 Santa (Nuno Guimarães/Framephoto/Estadão conteúdo) e Sport 0 x 1 Avaí (Roberto Ramos/DP)

Na 23ª rodada do Brasileiro, apenas uma vitória no Trio de Ferro. O alvirrubro foi o primeiro a entrar em campo, na quarta, somando três pontos e reduzindo para a cinco a saída do Z4 da segundona. Embora esteja a apenas um ponto do 16º, o tricolor saiu frustrado no tropeço diante do lanterna. Pela elite, no domingo, outro revés leonino, há seis rodadas sem vitória. O 45 minutos  comentou os três jogos em gravações exclusivas, nas questões técnica e tática, além de análises individuais. Ao todo, 95 minutos de podcast. Ouça!

06/09 – Náutico 1 x 0 Brasil de Pelotas (32 min)

09/09 – ABC 0 x 0 Santa Cruz (21 min)

10/09 – Sport 0 x 1 Avaí (42 min)

Classificação da Série B 2017 – 23ª rodada

A classificação da 23ª rodada da Série B de 2017. Crédito: Superesporte2

Dos sete clubes abaixo dos 30 pontos, e potencialmente na briga contra o descenso, apenas um conseguiu vencer na 23ª rodada da segundona. Em jogo suado na arena, o Náutico venceu o Brasil de Pelotas e chegou a quatro vitórias em seis rodadas. Ainda em 19º lugar, o timbu reduziu a diferença em relação ao 16º lugar, o primeiro fora do Z4, de 8 para 5 pontos. Haja luta.

No encerramento da rodada, na noite de sábado, na Arena das Dunas, o Santa empatou com o lanterna e desperdiçou uma ótima chance para deixar a zona de rebaixamento. Como Goiás e Figueirense haviam tropeçado, uma vitória simples tiraria o tricolor da zona, onde já figura há três rodadas.

Em relação à liderança, o Inter deixou o posto apenas uma rodada após assumi-la, no rescaldo da derrota do duelo gaúcho, em Caxias do Sul.

Resultados da 23ª rodada
Guarani 0 x 0 Vila Nova
Goiás 0 x 1 Paraná
Náutico 1 x 0 Brasil
Boa 1 x 1 Figueirense
Paysandu 0 x 1 América
Criciúma 2 x 1 Luverdense
Londrina 3 x 2 Ceará
Juventude 2 x 1 Internacional
ABC 0 x 0 Santa Cruz
CRB 0 x 1 Oeste 

Balanço da 23ª rodada
4V dos mandantes (9 GP), 3E e 3V dos visitantes (8 GP)

Agenda da 24ª rodada
12/09 (19h15) – Boa x Guarani (Dilzon Melo)
12/09 (21h30) – Criciúma x Juventude (Heriberto Hulse)
15/09 (19h00) – Santa Cruz x Goiás (Arruda)
15/09 (21h30) – Ceará x América (Castelão)
16/09 (16h30) – Vila Nova x Luverdense (Serra Dourada)
16/09 (16h30) – Oeste x Náutico (Arena Barueri)
16/09 (16h30) – Internacional x Figueirense (Beira-Rio)
16/09 (16h30) – Paysandu x ABC (Mangueirão)
16/09 (16h30) – Brasil x CRB (Bento Freitas)
16/09 (19h00) – Paraná x Londrina (Durival Britto)

Santa Cruz empata com o lanterna ABC, chega a 8 jogos sem vitória e segue no Z4

Série B 2017, 23ª rodada: ABC 0 x 0 Santa Cruz. Foto: Andrei Torres/ABC FC

“Martelotte teve duas semanas de trabalho e destacou que, para este primeiro jogo, as mudanças não seriam drásticas. E assim foi feito.”

Nos pré-jogo, o perfil oficial do Santa focou o trabalho feito para o confronto contra o lanterna, em Natal. Era uma excelente oportunidade para deixar a zona de rebaixamento, numa briga cada vez mais preocupante. Na semana, a derrota do Goiás e o empate do Figueira possibilitaram ao Santa a saída do Z4. Bastava uma vitória simples sobre o ABC, com quatro derrotas seguidas. Entretanto, o tricolor vinha numa sequência pior, de seis jogos, e mudar essa postura não seria tão simples. Pois não é sinônimo de troca de comando.

Em sua reestreia, o técnico Martelotte armou um 4-4-2, com Grafite e André Luís na frente. No meio, João Paulo com mais responsabilidade criativa, mas com a ajuda de Primão. Apesar do maior volume de jogo, o que se viu foi uma partida fraca, com excesso de passes errados e pouca criatividade.

Série B 2017, 23ª rodada: ABC 0 x 0 Santa Cruz. Foto: Andrei Torres/ABC FC

No lado potiguar, “a” chance saiu de um vacilo coral, com Júlio César evitando o gol no comecinho. No lado pernambucano, Grafite mostrou presença de área, atraindo a marcação – tanto que o zagueiro Fortunato seria expulso aos 33/2T numa falta nele -, mas sem conseguir encaixar uma boa trama.

Na primeira etapa foram três chances para o Santa, duas desperdiçadas pela má pontaria. Após o intervalo, com o mandante desesperado na Arena das Dunas – está a 8 pontos do 16º -, o tricolor tentou explorar os contragolpes, de forma insatisfatória. Na reta final, com um a mais, Martelotte ainda tirou um volante para colocar o atacante Augusto, que fez levar o amarelo. Um empate em 0 x 0 digno de vaias, das duas torcidas. Há oito rodadas sem vencer, o Santa terá um confronto direto a seguir, contra o Goiás. Pressão no Arruda.

O jejum de vitórias do tricolor na Série B
21/07 – Santa Cruz 1 x 1 Boa
29/07 – Paraná 4 x 0 Santa Cruz
01/08 – Santa Cruz 1 x 2 Paysandu
05/08 – Juventude 2 x 1 Santa Cruz
08/08 – Santa Cruz 1 x 2 Criciúma
19/08 – Guarani 2 x 0 Santa Cruz
26/08 – Santa Cruz 1 x 2 CRB
09/09 – ABC 0 x 0 Santa Cruz

Série B 2017, 23ª rodada: ABC 0 x 0 Santa Cruz. Foto: Andrei Torres/ABC FC

Santa Cruz acerta com o técnico Marcelo Martelotte pela 3ª vez em 5 anos

Marcelo Martelotte comando o Santa Cruz na Série B de 2015. Foto: Ricardo Fernandes/DP

O técnico Marcelo Martelotte volta ao Santa Cruz mais uma vez. Nesta década, a sua presença tem sido recorrente, alternando bons e maus momentos. Na primeira vez, em 2013, assumiu o comando logo no início da temporada, conquistando o tricampeonato pernambucano com duas vitórias sobre o Sport na decisão. Por sinal, doze dias depois, o treinador acabou trocando o Arruda pela Ilha do Retiro, numa rusga só aparada em 2015.

Foi quando pegou o tricolor na zona de descenso da Série B. Rapidamente, armou o Santa de forma agressiva, com Grafite e João Paulo em grande fase. Terminou como vice-campeão, com o retorno à elite após uma década. Só seria demitido após as fracas atuações no Estadual e no Nordestão de 2016, com Milton Mendes tocando o barco e ganhando as duas competições. Agora em 2017, passados 17 meses desde a sua última saída e já com 73 partidas em seu histórico no Santa Cruz, o ex-goleiro assume novamente com o time no Z4, na mesma 18ª colocação. Entretanto, num estágio bem mais avançado. Em vez da 8ª rodada, assume na 23ª! Tanto que o acesso beira a utopia, sobretudo quando atrelado ao momento financeiro. Evitar o rebaixamento já seria grande passo para Martelotte, técnico coral pela 3ª vez em cinco anos.

2013 (27 jogos)
16 vitórias
5 empates
6 derrotas
65% de aproveitamento
1 título pernambucano

2015-2016 (46 jogos)
25 vitórias
9 empates
12 derrotas
60% de aproveitamento
1 acesso à Série A

Total (73 jogos)
41 vitórias
14 empates
18 derrotas
62% de aproveitamento

Confira o post sobre a demissão de Givanildo Oliveira clicando aqui.

Martelotte deixa o Santa com 48% de aproveitamento em 15 jogos em 2016

Marcelo Martelotte em sua última entrevista como técnico do Santa. Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz

O técnico Marcelo Martelotte foi um dos principais responsáveis pelo acesso do Santa Cruz à Série A. A sua chegada, no lugar de Ricardinho, deu uma nova cara ao time, reposicionando João Paulo como segundo volante, abrindo as pontas, com Luisinho e Lelê, e contando com o faro de gol de Grafite e Bruno Moraes, se revezando no ataque até o fim. Apesar da manutenção de quase todo o time para esta temporada – numa decisão em conjunto com a diretoria -, o futebol sumiu. Mesmo antes do Brasileirão, cujo nível técnico seria bem maior.

Na noite anterior à demissão, o meia João Paulo foi categórico ao comentar o desempenho do time, após a derrota em Salvador, na última rodada do grupo no Nordestão: “Não está nem correndo nem marcando”. Uma verdade dura. Pela manhã, Martelotte concederia a sua última entrevista como técnico tricolor, em declaração ao próprio site, ainda em Salvador: “Precisamos trabalhar, não tem muito o que fazer além disso. Tentar retomar nossas virtudes”.

Não daria tempo para a retomada. No Recife, a diretoria comunicou o desligamento do Martelotte, campeão estadual em 1993, como goleiro, e em 2013, como treinador. Se em 2015 o seu rendimento foi excelente (61,7%), agora ele deixa o Arruda com 48% nos 15 jogos oficiais em 2016…

Estadual (8 jogos)
2 vitórias
3 empates
3 derrotas
Aproveitamento: 37,5%

Nordestão (6 jogos)
3 vitórias
1 empate
2 derrotas
Aproveitamento: 55,5%

Copa do Brasil (1 jogo)
1 vitória
Aproveitamento: 100%

Total (15 jogos)
6 vitórias
4 empates
5 derrotas
Aproveitamento: 48,8%