Polícia pediu prisão dos suspeitos de assassinar carroceiro

A polícia solicitou as prisões preventivas dos três homens suspeitos de terem participado do assassinato do carroceiro Lindivan Batista da Silva, 29 anos. O homem foi morto na comunidade do Papelão, no bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife, no dia 4 deste mês. Segundo o delegado Alfredo Jorge, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), as prisões foram solicitadas no último dia 8.

Delegado Alfredo Jorge concluiu as investigações. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A

Delegado Alfredo Jorge concluiu as investigações. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A

Lindivan foi morto com um disparo de espingarda calibre 12. O tiro acertou o peito da vítima, que estava com o filho de 12 anos na garupa. Durante as investigações, a polícia descobriu que o crime aconteceu não somente por causa de uma discussão por restos de comida. “Temos informações sobre tráfico de drogas. Algumas testemunhas contaram que Lindivan queria obrigar um dos suspeitos a vender drogas na comunidade”, revelou o delegado Alfredo Jorge. Ainda de acordo com o delegado, Lindivan tinha um revólver, o que inclusive foi dito em depoimento pelo filho dele.

 

Os comentários estão fechados.