PMs reforçam segurança no Centro do Recife neste final de ano

Para tentar diminuir as ocorrências criminosas no Centro do Recife, a Secretaria de Defesa Social (SDS) lançou esta semana a Operação Cerne. A ação proporcionou o reforço do policiamento nos bairros de São José, Santo Antônio, Boa Vista e Soledade. As polícias Militar e Civil reforçarão o combate aos roubos e furtos e intensificarão as investigações. Já o Corpo de Bombeiros fiscalizará cerca de 600 edificações, verificando a habitabilidade e o risco de incêndio e de acidentes para quem circula pela área. De acordo com o secretário da SDS, Antônio de Pádua, a operação não tem data para terminar. “Da mesma forma que fizemos com a Avenida Agamenon Magalhães, estamos fazendo com o Centro do Recife para retomar a sensação de segurança”, disse Pádua.

Foto: Marlon Diego/Esp.DP

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife (CDL), com a aproximação das festividades de final do ano, quando a população flutuante atraída pelo comércio no centro do Recife aumenta, cerca de 1,2 milhão de pessoas circulam pela área diariamente. Os quatro bairros beneficiados pela ação terão reforço no policiamento ostensivo com equipes da PM a pé, em motocicletas, em viaturas e a cavalo. Também haverá o apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da SDS. Já a Polícia Civil terá um plantão na Rua da Aurora, com equipes de investigação focadas em solucionar inquéritos de crimes de roubos e furtos ocorridos no Centro da cidade.

Segurança aprova preferência para policiamento em escolas públicas

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou proposta que obriga órgãos de segurança pública estaduais e distrital e as guardas municipais a darem atenção especial a escolas públicas de ensino infantil, fundamental e médio nas atividades de patrulhamento ostensivo. Pelo texto, as ações deverão prevenir e reprimir a violência e a criminalidade nas dependências e no entorno dos estabelecimentos de ensino.

Em Pernambuco, escolas são alvos constantes de bandidos. Foto: Paulo Paiva/DP

O texto aprovado é um substitutivo do relator, deputado Vinicius Carvalho (PRB-SP), ao Projeto de Lei 2735/11, do deputado Dimas Fabiano (PP-MG). O projeto já havia sido analisado pela Comissão de Segurança Pública em 2013, mas como recebeu um novo despacho para que fosse analisado também pela Comissão de Educação, retornou ao colegiado.

Ao propor o substitutivo, Carvalho concordou com o texto aprovado anteriormente pela comissão, que retira o caráter obrigatório do policiamento previsto no projeto original. “Em respeito ao princípio do pacto federativo, que concede autonomia aos entes federados, não caberia à União, por meio de legislação federal, impor despesas aos demais entes”, disse Carvalho. O relator ainda modificou a proposta para determinar que os órgãos envolvidos no patrulhamento devam, sempre que possível, avaliar a necessidade do local para priorizar o patrulhamento.

Da Agência Câmara

Policiamento reforçado na Avenida Agamenon Magalhães

A Polícia Militar de Pernambuco afirma que triplicou o efetivo responsável pelo policiamento da Avenida Agamenon Magalhães, um dos principais corredores viários do Recife, na área central da cidade. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira. De acordo com o coronel Ricardo Barbosa, diretor integrado metropolitano, policiais fardados e à paisana estão estrategicamente posicionados na via para evitar os casos de assaltos, que vêm sendo registrados com frequência. A quantidade de PMs e a localização, no entanto, não foram informadas, segundo a PM, por questões de estratégia e porque a ação acontece de forma itinerante.

Anúncio foi feito nesta quarta-feira. Foto: Wagner Oliveira/DP

Durante a entrevista coletiva, realizada no Quartel do Comando Geral, no Derby, o coronel adiantou, como resultado incial do reforço policial iniciado ainda ontem, a prisão de dois “falsos pipoqueiros” na manhã desta quarta-feira. Ainda de acordo com a PM, 60 pessoas foram presas em flagrante na Agamenon Magalhães entre os meses de janeiro a julho deste ano. No mesmo período do ano passado, a polícia disse ter prendido 58 pessoas na via. Coronel Ricardo Barbosa afirmou que a avenida já mantinha um esquema especial de segurança desde o mês de abril, mas que precisou ser reforçado.

“A gente entende que é uma via que precisa de um maior policiamento, devido ao número grande de ambulantes e, entre essas pessoas, algumas que se aproveitam para efetuar pequenos furtos. Em um segundo momento, faremos parcerias com a prefeitura, o governo, a guarda municipal por mais efetivo e por uma duração maior. Toda ajuda será bem-vinda”, adiantou o coronel, garantindo que o efetivo utilizado foi remanejado de áreas com a segurança sob controle e que em dezembro policiais motorizados poderão reforçar a operação.

SDS determina policiamento em escolas estaduais das 14h às 22h

Portaria conjunta da Secretaria de Defesa Social (SDS) e de Educação (Seduc) disciplina o policiamento nas escolas da rede estadual de ensino realizado pela Patrulha Escolar da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). O documento publicado no último dia 26 determina que o policiamento escolar será feito pela Patrulha Escolar por meio do Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES), visando, além de garantir a segurança das unidades de ensino, incentivar o espírito cívico, promover a cultura de paz e prevenir a violência escolar, o consumo e o tráfico de drogas.

Portaria determina segurança em 333 escolas estaduais. Foto: Paulo Paiva/DP

A portaria determina que o policiamento será realizado por uma viatura composta por dois policiais militares nas áreas internas e nos entornos de 333 escolas estaduais de Pernambuco. O acionamento das viaturas escolares só deverá ser feito para atendimento de ocorrências ligadas à rede estadual de ensino. Os secretários decidiram ainda que a viatura escolar ficará em uma escola-sede e poderá sair de lá para atender chamados nas outras escolas inseridas no perímetro de segurança.

Outra determinação da portaria diz respeito ao horário de funcionamento da patrulha, que deverá ser realizado das 6h a 0h, de segunda a sexta-feira. No entanto, a portaria ressalta que o policiamento deve estar nas escolas, preferencialmente, no horário das 1h4 às 22h, sendo a carga horária remanescente do PJES destinada à instrução do efetivo policial, deslocamento e ao armamento e desarmamento dos materiais de serviço. O documento diz ainda que, havendo a desativação da viatura destina ao Patrulhamento Escolar, os policiais poderão ser, excepcionalmente, lançados a pé nas escolas que seriam cobertas.

Assaltos e medo perto do Túnel da Abolição, no bairro da Madalena

Por Thamires Oliveira
Especial para o Diario

Após o feriadão do São João, os comerciantes Genivaldo Lima, 49 anos, e José Marcionila Santos, 56, encontraram a grade de sua loja amassada e muito danificada. Uma tentativa de arrombamento que, por sorte, não deu certo. O sentimento de medo dos comerciantes e moradores aumenta, juntamente com a frequência dos assaltos no entorno do Túnel da Abolição, no bairro da Madalena, ao lado da Avenida Caxangá.

Fotos: Malu Cavalcanti/ Esp. DP

Assaltos perto do túnel estão assustando quem passa pelo local. Fotos: Malu Cavalcanti/ Esp. DP

“É muito preocupante. Depois da construção do túnel o movimento diminuiu, ficou esquisito andar por aqui e tem assaltos quase todos os dias, de manhã, à tarde e à noite. Não importa a hora”, relata Genivaldo.

Moradores, estudantes e motoristas que transitam naquela área denunciam que a quantidade de assaltos vem aumentando e o policiamento é insuficiente. A situação fica ainda mais grave no turno da noite, quando o comércio fecha e diminui a circulação de carros e pedestres. Josias Costa passa todos os dias por cima do túnel, mas não recomenda a ninguém fazer esse trajeto.

“A gente corre o risco de ser assaltado a qualquer momento. Depois das 18h eu até prefiro mudar de rota. E o pior é que quase não vemos policiamento”, afirma o professor de judô.

Pedestres são vítimas de assaltantes armados com facões

Pedestres são vítimas de assaltantes armados com facões

Há apenas três meses, Ana Morreira, 26, trabalha em uma banca do jogo do bicho na Rua João Ivo da Silva, próximo à Avenida Caxangá. Em pouco tempo que trabalha lá, Ana já presenciou vários assaltos e teme que aconteça o mesmo com ela. “Daqui a gente sempre vê os assaltos, à luz do dia mesmo. Essa semana uma moça foi assaltada por dois homens com uma faca. Outro dia levaram o celular e dinheiro de uma senhora de Carpina. Dá medo ficar aqui, mas a gente tem que trabalhar”, confessa a cambista. Segundo ela, na maioria dos casos, os assaltantes estão com facas nas mãos.

De acordo com o 13º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança da área, o policiamento é realizado diariamente por duas viaturas, quatro motos e dois policiais militares a pé. “Não temos muitos registros”, diz o sargento Daniel Oliveira. “É necessário que as vítimas registrem o Boletim de Ocorrência, para que possamos identificar esses assaltos”, ressalta o sargento do 13º BPM.

Cinco ônibus assaltados por dia

Cinco assaltos a ônibus, em média, acontecem por dia na Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo o Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco, 671 foram registrados do início do ano até ontem. Apenas neste mês, de acordo com o sindicato da categoria, 117 coletivos foram assaltados na RMR. Uma realidade que tem deixado assustados os dois milhões de passageiros que se deslocam por dia nos coletivos.

Já os números divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) até o mês de abril indicam um registro de 498 crimes, nos quatro primeiros meses do ano. A diferença de 173 assaltos pode ser explicada tanto pela diferença de período como a possibilidade da falta de registro dos crimes nas delegacias.

Avenida Sul é um dos pontos mais críticos do Recife. Foto: Brenda Alcantara/Esp.DP

Avenida Sul é um dos pontos mais críticos do Recife. Foto: Brenda Alcantara/Esp.DP

Na lista dos lugares mais perigosos estão corredores viários e avenidas bastante movimentadas. Quem usa o transporte público relata o medo a cada viagem. Já a Polícia Militar garante que as fiscalizações e abordagens em coletivos continuam acontecendo. “Quando eu vou pegar um ônibus, procuro levar apenas as coisas necessárias e evito atender o telefone celular durante a viagem. Os assaltos estão acontecendo a qualquer hora e em todos os lugares”, destacou a dona de casa Ivonete Salustino, 45 anos. Pelas contas do sindicato, 2.200 assaltos foram notificados nos coletivos da RMR no ano passado. Para a SDS, o total foi de 798 crimes em 2015.

Segundo o assessor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários, Genildo Pereira, o aumento no número de roubos em coletivos é fruto da falta de policiamento nos terminais integrados e de fiscalização dentro dos ônibus. “Andar no transporte público na RMR é sinônimo de medo. Não há policiamento nos terminais, onde acontecem muitos arrastões, e também não são mais vistas as blitze da Operação Transporte Seguro”, apontou Pereira. Ainda segundo ele, nos três primeiros meses deste ano ocorreram 398 assaltos contra 285 casos notificados no mesmo período do ano passado.

Apesar dos pontos mais frequentes de assaltos já serem conhecidos pelos usuários e pela polícia, os casos não deixam de acontecer sempre nos mesmos trechos. “Os dois locais mais críticos são a BR-101 Sul e a Avenida Sul. Todas as linhas que passam por esses dois locais já foram assaltadas. Além disso, sofrem assaltos os ônibus que passam pelas rodovias PE-60, PE-15, 2ª Perimetral, pela Agamenon Magalhães e em Rio Doce, entre a 3ª e 5ª etapas”, destacou o assessor do sindicato.

Por meio de nota, a Polícia Militar de Pernambuco afirmou que a Operação Transporte Seguro permanece em andamento e os pontos são definidos a partir das estatísticas. “A operação acontece em alguns pontos da RMR que são selecionados, de acordo com a incidência criminal, a partir de dados divulgados pela Gerência de Análise Criminal e Estatística, para a realização de blitz policial com foco na abordagem em coletivos. Na operação, patrulhas especializadas realizam as abordagens”, disse a nota.

Assaltos a ônibus

Dados do Sindicato

671 assaltos a ônibus de janeiro até 22 de maio
117 assaltos apenas no mês de maio
398 assaltos de janeiro a março de 2016
285 assaltos de janeiro a março de 2105
2.200 assaltos no ano de 2015

Dados da SDS

498 assaltos a ônibus de janeiro a abril
798 assaltos a ônibus no ano de 2015
8.271 abordagens a ônibus de janeiro a abril de 2016
6 armas de fogos foram apreendidas nas abordagens
24 pessoas foram encaminhas à delegacia

Pontos mais críticos

BR-101 Sul
Avenida Sul
PE-60 (Cabo)
PE-15 (Paulista)
2ª Perimetral
Av. Agamenon Magalhães
3ª a 5ª Etapa de Rio Doce

Fontes: Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco e Secretaria de Defesa Social (SDS)

Moradores do bairro da Iputinga estão reféns do medo

Moradores do barro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, já não sabem mais a quem pedir ajuda diante dos inúmeros casos de assaltos ocorridos na localidade. As investidas criminosas acontecem a qualquer hora do dia ou da noite. E sem exagero. Os ladrões estão acordando cedo para tomar bolsas e celulares de trabalhadores e estudantes que saem de casa por volta das 6h. “Já ouvi os gritos de uma mulher bem cedinho dizendo que tinha roubado a bolsa dela aqui na rua”, disse uma moradora da Rua Doutor Gastão da Silveira.

Moradores estão assustados em andar nas ruas do bairro. Fotos: Divulgação

Moradores estão assustados em andar nas ruas do bairro. Fotos: Divulgação

Segundo moradores e comerciantes do local, os criminosos costumam agir de bicicletas ou de motocicletas. Viatura da Polícia Militar, dizem os denunciantes, é artigo raro no bairro. Grupos inteiros de estudantes já foram vítimas de assaltos. “Na semana passada dois rapazes em duas bicicletas assaltaram quatro meninas que voltavam da escola. Um deles mostrou um revólver para elas e levou os telefones celular. Isso aconteceu perto das 13h”, detalhou uma comerciante.

Crimes acontecem em várias ruas e a qualquer hora do dia ou da noite

Crimes acontecem em várias ruas e a qualquer hora do dia ou da noite

Diante do medo de sair de casa e de tanta orações que já fizeram pedindo proteção, os moradores da Iputinga pedem que polícia faça agora sua parte providenciando o reforço no policiamento na área. Um dos pontos onde também acontecem muitos assaltos é a Rua São Mateus, onde estão diversos estabelecimentos comerciais. A denúncia está feita, falta agora a ação da Polícia Militar de Pernambuco.

SDS diz que números de policiais no carnaval será maior que em 2015

O policiamento durante o período carnavalesco terá reforço este ano. A Secretaria de Defesa Social informou que serão feitas 1,9 mil patrulhas a mais que em 2015, totalizando 35,4 mil rondas da sexta-feira à terça-feira. Apenas para o desfile do Galo da Madrugada, serão mobilizados 5,5 mil profissionais. Durante a folia, serão utilizadas 643 câmeras de videomonitoramento.

Policiamento está nos principais focos de folia. Fotos: Edmar Melo/Especial para o DP

Policiamento está nos principais focos de folia. Fotos: Edmar Melo/Especial para o DP

No dia do desfile do Galo, quem for vítima de algum ato ilícito pode procurar pelo Juizado do Folião no Fórum Thomaz de Aquino e na Estação Central do Metrô do Recife. Haverá atendimento jurídico também no Aeroporto Internacional do Recife – Guararapes Gilberto Freyre, onde poderão ser resolvidas questões como problemas com bagagem, overbooking e falta de assistência por companhias aéreas.

Funcionarão em esquema especial o Departamento de Polícia da Mulher, na Rua Alfredo Lisboa, 539, no Recife; e a Secretaria de Turismo, na Avenida Liberdade, 68, em Olinda. O secretário Alessandro Carvalho e a juíza do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Maria Tereza Machado, lembraram que o folião poderá registrar ocorrências de delitos como roubos, perda ou extravio de documentos também pela internet, nos sites da Polícia Civil (www.policiacivil.pe.gov.br) e da SDS (www.sds.pe.gov.br).

Para o carnaval, vai funcionar, no esquema integral, o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICR), também chamado de Centro de Operações do Carnaval. Suas atividades terão início às 19h do dia 5 de fevereiro e encerram às 19h do dia 10.

De acordo com Carvalho, os resultados das ocorrências registradas durante o desfile do Galo da Madrugada serão divulgados no mesmo dia, às 20h no site da secretaria. Na segunda, na terça e na quarta-feira, sempre às 10h, serão divulgados no site da SDS os resultados das ocorrências do carnaval. No interior do estado será implantado em Bezerros, nos dias 6 e 10 de fevereiro, uma unidade da Polícia Científica, que dará cobertura aos municípios de Caruaru e Salgueiro. Segurança também na Zona da Mata.

Saiba mais

A segurança  no carnaval

35.466 lançamentos (turnos de trabalho) no período do carnaval no estado, entre policiais militares, civis e bombeiros
11.362 lançamentos da Polícia Militar somente na Região Metropolitana do Recife
8.012  lançamentos da PM no interior de Pernambuco
643 câmeras de videomonitoramento
20 câmeras no Recife Antigo
33 no percurso do Galo
25 no Sítio Histórico de Olinda

No Sítio Histórico de Olinda

2.736 lançamentos da Polícia Militar
42 patrulhas da PM
6 plataformas da PM
735 lançamentos da Polícia Civil
233 lançamentos dos Bombeiros

A segurança do Galo

4.025 lançamentos da Polícia Militar
365 profissionais da Polícia Civil
1.071 profissionais do Corpo de Bombeiros
117profissionais da Polícia Científica
8 postos de detenção e triagem da PM
14 pontos de controle de acesso
35 patrulhas em plataformas
75 patrulhas periféricas
82 viaturas

6 delegacias de plantão
Estação Central do Metrô, Fórum Thomaz de Aquino, Central de Plantões da Capital, 2ª Central de Plantões, Delegacia da Mulher e Delegacia de Afogados

3 delegacias móveis
Travessa do Gusmão, Rua da Aurora e Praça Sérgio Loreto)

Linhas de ônibus que circulam no Detran suspensas após incêndios

Diante dos episódios recentes de dois coletivos incendiados na comunidade do Detran, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, o Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco decidiu que os ônibus que fazem a linha Monsenhor Fabrício e Barbalho/Detran não irão circular nestas terça e quarta-feiras. Os dois coletivos queimados na Estrada do Barbalho são da empresa CRT, que opera na localidade. O primeiro incêndio aconteceu na noite dessa segunda-feira. O segundo caso foi registrado nesta terça por volta das 10h30.

Bombeiros apagaram as chamas nos coletivos; Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Bombeiros apagaram as chamas nos coletivos. Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

De acordo com o assessor de imprensa do sindicato, Genildo Pereira, os motoristas e cobradores estão temerosos em voltar a trabalhar nessas linhas. “Queremos que sejam tomadas as providências necessárias e que a Polícia Civil investigue esses casos. Os profissionais estão assustados em trabalhar nessas linhas. Nos dois casos de ônibus queimados, as pessoas entraram armadas nos coletivos, mandaram todos descerem e cometeram os crimes”, comentou Pereira.

Segundo o sub-comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, major Daniel Dias, o efetivo de policiamento na localidade será reforçado a partir da tarde desta terça-feira. “O que sabemos é que dois homens armados entraram no coletivo, mandaram todas as pessoas descerem e tocaram fogo no veículo”, declarou o oficial. Antes disso, segundo informações da polícia, a dupla teria ido à Escola Casarão do Barbalho e ordenado que os estudantes fosse liberados.

Os moradores da comunidade do Detran, segundo a polícia, estão protestando contra a prisão de um casal que foi detido com crack na última segunda-feira e reclamam das abordagens realizadas por policiais militares aos moradores da localidade. “As pessoas reclamam que a polícia estaria agindo de forma truculenta contra os moradores, mas não existem denúncias sobre isso nem no batalhão, nem na Corregedoria da SDS. O que sabemos é que essa área é conhecido pelo tráfico de drogas”, ponderou o major Daniel Dias.

Reforço

Além das duas viaturas da Patrulha do Bairro, das três motos e da equipe do Gati que faz o policiamento ostensivo no bairro da Iputinga, o 13º BPM adiantou que passará a contar com mais dez viaturas para reforçar a segurança. “Teremos uma média de mais 20 policiais militares na segurança da área. Vamos manter esse esquema até que o clima volte à normalidade. Fizemos algumas rondas, mas ainda não conseguimos identificar os responsáveis por esses incêndios, embora eles sejam conhecidos de todos os moradores do local”, declarou o oficial.

SDS divulga esquema de segurança para o São João

A Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgou ontem o esquema de segurança para todo o estado durante as festividades juninas. Neste ano, a Operação São João começou no dia 30 de maio e segue até 29 de junho. Um total de 26 mil lançamentos de profissionais de segurança será feito nos dias de festa. O trabalho terá o reforço de dois helicópteros equipados para resgates e operações especiais. Já a Central de Videomonitoramento vai observar as festas através de 18 câmeras instaladas no Recife Antigo, quatro no Sítio da Trindade, 40 em Caruaru, no Agreste, e outras 40 em Petrolina, no Sertão. Atualmente, 985 câmeras estão instaladas no estado, sendo 535 na Região Metropolitana.

O governo do estado não informou quantos servidores trabalharão no período, no entanto, foi assegurado que serão respeitadas as folgas regulamentares. Serão 20.938 lançamentos da Polícia Militar, 3.026 da Polícia Civil, 2.015 do Corpo de Bombeiros e 25 da Polícia Científica. A SDS explicou o número de lançamentos não corresponde ao número de policiais nas ruas, pois o mesmo servidor vai trabalhar mais de uma vez durante a festa.

Segundo o secretário executivo de Defesa Social, Rodrigo Bastos, o esquema de policiamento foi montado com o objetivo de promover um São João tranquilo. “Estaremos com reforços em todos os polos de folia para garantir uma comemoração segura para o público pernambucano e para os turistas”, apontou. O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, delegado Antônio Barros, informou todas as delegacias de plantão também serão reforçadas. “Vamos ampliar o trabalho sem prejudicar as rotinas das delegacias”, ressaltou.

No Recife, a PM atuará no Sítio da Trindade, Pátio de São Pedro, Arsenal da Marinha, Rua da Moeda, Roda de Fogo, Bongi, Areias, San Martin, Várzea, Mustardinha, Jardim São Paulo, Barro, Avenida do Forte, Mercado da Encruzilhada, Chão de Estrelas, Ponte do Jacaré, Campo Grande, Alto do Pascoal, Torre e Arruda. Na Região Metropolitana, além do Recife, haverá ações específicas em Abreu e Lima, Olinda, Igarassu, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Itamaracá, Ipojuca, Moreno, Itapissuma e Paulista. Somente em Caruaru, serão 12.645 lançamentos, com uso de segways (diciclo também utilizado em shoppings).

A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social estará atuando com uma viatura por dia com quatro policiais em Vitória de Santo Antão, Gravatá e Caruaru, das 19h às 7h. Em casos de roubo, perda ou extravio de documentos, a vítima pode fazer o registro da ocorrência na delegacia pela internet, através do site www.sds.pe.gov.br.