Arcebispo de Olinda e Recife barra venda de jazigos

O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, tomou nova decisão para frear as irregularidades na venda e aluguel de túmulos e jazigos no Cemitério de Santo Amaro e nas igrejas e paróquias. Foi decretada a proibição de qualquer tipo de comercialização ou construção de novas vagas para sepultamento em espaços pertencentes às irmandades católicas, confrarias, associações ligadas à Arquidiocese. O caso está sendo denunciado com exclusividade pelo Diario desde outubro de 2013.

“Apenas os ossos que já estão em jazigos das igrejas, a exemplo da Madre de Deus, podem permanecer. Mas não vamos mais permitir o aluguel ou venda”, pontuou padre Miguel Batista, presidente da comissão arquidiocesana criada para investigar as irmandades católicas. Quem não cumprir com o decreto está sujeito a penas canônicas. Entre elas, a cassação do mandato religioso.

Do Diario de Pernambuco

Os comentários estão fechados.