BR-232, a rodovia do medo

Nos últimos dias, a BR-232, principal via de acesso ao Agreste e ao Sertão do estado, transformou-se na rodovia do medo. Ontem, em pouco mais de três horas, dois assaltos foram registrados, com um resultado trágico. Na cidade de Pombos, o motorista de uma van que levava um grupo de advogados morreu após ser baleado pelos bandidos. Em Bezerros, sulanqueiros tiveram celulares e dinheiro roubados.

A via é uma importantíssima rota comercial entre a capital e polos do interior (JULIO JACOBINA/DP/D.A PRESS)

Na última sexta-feira, um grupo de 10 pessoas foi assaltado na subida da Serra das Russas, em Gravatá. Não houve mortos nem feridos. Nos três casos, ninguém foi preso. Segundo o chefe da Polícia Civil, delegado Osvaldo Morais, os assaltos estão sendo investigados. A polícia acredita que o alvo dos bandidos é quase sempre os sulanqueiros, vítimas constantes de investidas na rodovia.

O mais chocante dos três crimes ocorreu ontem, por volta das 3h, quando bandidos se aproximaram de carro e atiraram na van que levava os advogados caruaruenses, que teria sido confundida com transporte de sulanqueiros. Os advogados voltavam para Caruaru (vindos do Aeroporto Internacional do Recife – Guararapes/Gilberto Freyre) após um congresso em Belo Horizonte. “As vítimas prestaram depoimento e relataram que se tratava de uma tentativa de assalto. As investigações já foram iniciadas”, disse a delegada Danúbia Andrade, que responde pela Delegacia de Pombos.

Veículo que transportava advogados ficou crivado de tiros (CIRO GUIMARAES/TV CLUBE)

O motorista Gilberto Costa de Morais, 50 anos, mesmo baleado, conseguiu dirigir até um posto de combustíveis, onde morreu. As marcas das balas encontradas no veículos seriam de pistola 380 milímetros. Os assaltantes fugiram num Palio preto. Em nota, a OAB-PE lamentou o ocorrido.

Por volta das 6h, comerciantes da Paraíba também foram interceptados na BR-232. Depois de atingir o veículo com dois disparos, homens encapuzados e armados com espingardas calibre 12 e pistolas forçaram o motorista a seguir até uma estrada de barro. Lá, as vítimas foram obrigadas a entregar celulares e R$ 15 mil em espécie. Uma das comerciantes foi agredida com pancada nas costas com o cabo da espingarda.

Os assaltos a sulanqueiros na BR-232 são velhos conhecidos da polícia. Nos últimos anos, esse tipo de crime cinha ocorrendo com tanta frequência que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) chegou a oferecer escoltas para vans e ônibus de comerciantes, que costumam seguir para o interior com grandes quantias em dinheiro. Os principais destinos são Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama, todos no Agreste.

“Não trabalhamos com repressão nas rodovias federais. Nossa parte é investigar e prender os criminosos que praticaram os crimes. Estamos dando apoio às delegacias, e o setor de inteligência está trabalhando na elucidação dos últimos assaltos”, disse Oswaldo Morais. O Diario tentou contato com a assessoria da PRF, mas os telefonemas não foram atendidos.

Os comentários estão fechados.