Supostos PMs exibem vídeos de apologia à violência

 

Do Correio Braziliense

 

 (YouTube/Reprodução de vídeo)

Ao se valer do anonimato da internet, supostos policiais militares alimentam e postam vídeos no YouTube fazendo apologia à violência e enaltecendo os excessos cometidos em operações realizadas pela corporação. O vídeo mais recente, inserido no fim de junho, manda um recado para quem “desafiar” o batalhão de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam). “Se tentar fugir da Rotam, vai se dar mal. Se tentar trocar tiro com a Rotam, é assim que vamos responder”, dizem as legendas enquanto aparecem cenas de carros destruídos e baleados. Na sequência, surge um homem ensanguentado e aparentemente morto após levar um tiro na cabeça.

Descritas no site como o “Dia a dia da Rotam DF”, as imagens continuam com fotos e trechos de exercícios do batalhão. Nos segundos finais do vídeo, há mais um alerta. São exibidas fotos de nove homens, com olhos cobertos por uma tarja preta, que teriam sido presos pela tropa de elite. Eles seriam os exemplos daqueles que “tentaram a sorte com a Rotam e se deram mal”. A Corregedoria abriu sindicância para apurar o caso.

A reportagem completa você lê na edição impressa do Correio Braziliense desta quinta-feira.

 

Assista ao vídeo

http://www.youtube.com/watch?v=1O2k9z6Tdv4
 

Os comentários estão fechados.