Policiais civis insatisfeitos com o governo

 

Não é de hoje que grande parte da categoria da Polícia Civil de Pernambuco vem demonstrando sua insatisfação com o governo do estado. Agentes, escrivãos, comissários e delegados reclamam da baixa remuneração, da falta de equipamentos de trabalho, inclusive de proteção pessoal, cobram melhores instalações físicas e lamentam também a falta de efetivo. A lista de reivindicações não para por aí. Nos corredores das delegacias e nas salas do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), outro tema tem ganho bastante destaque. O baixo valor pago aos policiais que fazem a jornada extra (plantão). Alguns policiais dizem, inclusive, que o valor pago é menor do que o previsto pela legislação.

“Apesar de todas essas dificuldades que nós da polícia estamos enfrentado, o estado está batendo recordes de redução nas taxas de assassinatos e, além disso, Pernambuco tem se destacado como um dos mais prósperos estados do Nordeste. Está na hora de nossa categoria receber um tratamento digno por parte do governo do estado”, desabafou um policial que preferiu não ter o nome revelado. Para mostrar que não estão brincando quanto às cobranças por melhorias, os policiais civis prometem paralizar as atividades às 14h desta quarta-feira e realizar uma passeata em direção ao Palácio do Campo das Princesas para tentar um encontro com o governador Eduardo Campos, que tem se mostrado bastante satisfeito com o resultado de redução de crimes em todo o estado. Resta saber se realmente todos os policiais terão coragem de dar a cara para bater e seguir até a sede do governo para cobrar o que lhe é de direito.

One thought on “Policiais civis insatisfeitos com o governo

  1. Grande Wagner, meus parabéns pelo blog. É uma iniciativa que, sem sombra de dúvidas, terá o apoio de muitos leitores do Diario. Desejo muito sucesso, ideias de pautas, posts polêmicos e interessantes. E conte comigo como uma colaboradora a mais. Um abração, Silvia Bessa