Mais três pessoas serão ouvidas nesta quinta-feira sobre acidente na Avenida Recife

Três pessoas que já haviam sido ouvidas pela polícia sobre o acidente que vitimou o metalúrgico Rafael José Alves Borborema, 22 anos, serão ouvidas novamente nesta quinta-feira pelo delegado Carlos Couto, da Delegacia do Ipsep.

Rafael estava indo trabalhar quando foi atingido. Foto: Reprodução/TV Clube

Nessa quarta-feira, um nova testemunha também prestou depoimento ao delegado e ajudou a esclarecer algumas dúvidas da investigação. Segundo o delegado, essa nova pessoa trabalhava na mesma empresa da vítima e chegou ao local minutos depois do acidente.

Câmeras da CTTU filmaram o acidente. Foto: Reprodução/TV Clube

Também já foram interrogados os amigos do soldado da PM Walbert Antônio de Oliveira, 28, que estaria dirigindo o Palio que atropelou Rafael. O PM acabou preso em flagrante e negou que estivesse dirigindo o carro. A defesa do militar pediu o relaxamento de prisão do PM, mas segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o juiz responsável pelo caso vai aguardar o parecer do Ministério Público (MPPE) para dar ou não a ordem.

Carro e moto se chocaram na Avenida Recife. Foto: Reprodução/TV Clube

O soldado continua preso no Centro de Reeducação da PM, em Paulista. Walbert afirma que não estava dirigindo o carro. Segundo ele, quem estaria conduzindo a direção seria Ednaldo Roberto de Melo Júnior, 28, que assumiu a culpa em depoimento à polícia.

 

 

 

One thought on “Mais três pessoas serão ouvidas nesta quinta-feira sobre acidente na Avenida Recife

  1. Precisa destacar um fato grave, a primeira equipe da CTTU que chegou ao local não pode fazer exame de alcolomia no condutor suposto causador do acidente porque não há etilômetro na viatura. Situação confirmada por um Agente da CTTU que estava envolvido na ocorrência e prefere não relatar o nome por conta de repressálias. Isso é fato, o dscasso da prefeitura com a CTTU e cidadão.