Mulher rouba bebê da casa dos pais e está sendo caçada pela polícia

Infelizmente, existem pessoas no mundo que são especialistas em enganar outras. Um caso revoltante e repleto de covardia está nas mãos da polícia desde a manhã desse sábado. Enganando uma família inteira, uma mulher conseguiu fugir levando uma criança com apenas 15 dias de nascida de dentro da casa dos pais do bebê. A criminosa começou a rondar a família desde quando a mãe estava na maternidade, no Recife, e acompanhou a criança até o município de Chã de Alegria. O que ainda não se sabe é o que a mulher que se identificou como Carla pretende fazer com a criança. Imagens dela devem ser espalhadas pelo estado e quem tiver informações sobre o paradeiro dela pode telefonar para o Disque-Denúncia 3421-9595 ou (81) 3719-4545, no Agreste.

Veja matéria abaixo publicada no jornal desta segunda-feira

A polícia já tem imagens da mulher que sequestrou um bebê de 18 dias, no município de Chã de Alegria,  e a verdadeira identidade dela está próxima de ser descoberta. As câmeras de monitoramento de um mercadinho localizado nas proximidades da residência da vítima flagraram a passagem da suspeita um dia antes do sumiço da criança.

Câmeras de um mercadinho mostram Carla (D) (TV CLUBE/REPRODUÇÃO)

Câmera mostra Carla (de vestido). Foto: Reprodução/TV Clube

Segundo a delegada de plantão de Vitória de Santo Antão, Danúbia Andrade, apesar das imagens não serem de alta qualidade, elas revelam as características físicas da possível sequestradora, que se identificava como Carla: aproximadamente 45 anos, morena clara de cabelos pretos e lisos. Dados cadastrais e imagens das câmeras de segurança do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), onde a suspeita encontrou-se com a família da recém-nascida, foram solicitadas e também podem ajudar a desvendar o caso.

Jeovana Milena nasceu no Imip no dia 1º de fevereiro. A mãe, Ericreide Araújo da Silva, 24, tem problemas mentais e estava acompanhada de Maria Creuza Araújo (avó de Jeovana), além do pai da criança, Giovani da Silva, e da tia. Lá encontraram a mulher, que se apresentou como Carla e se dizia amiga da avó da criança, que não a via há seis anos. Ela teria dado entrada no hospital como “acompanhante” da irmã. Depois de conquistar a confiança da família, a avó do bebê a convidou para voltar na mesma ambulância que as levaria para Chã de Alegria.

Jeovana Milena foi levada de dentro da casa dos pais

Pais do bebê estão desesperados sem notícias da filha. Foto: Divulgação

Em seguida, teria ficado hospedada na casa da família de Jeovana até o dia 11, voltando no último sábado para fazer uma “visita”, quando esperou a mãe da menina ir ao banheiro para desaparecer com a criança. No fim de semana, as testemunhas foram ouvidas, e as solicitações dos dados ao Imip feitas. O está sendo investigado, a partir de agora, pelo delegado titular de Chã de Alegria, Sérgio Moreira.

“Não sabemos se Carla é realmente o nome dela, o que complica a investigação. Mas as imagens do mercadinho já revelam a fisionomia dela. Uma das informações que chegou até nós é de que ela moraria na cidade de Carpina”, comentou a delegada Danúbia Andrade. “Ela já chegou a dizer que morava em São Lourenço, Carpina, Paudalho e Vitória. Por isso estamos com medo”, disse o conselheiro tutelar Sérgio Gomes.

Do Diario de Pernambuco

 

Os comentários estão fechados.