MPF dará parecer sobre tiroteio nesta semana

 

O procurador da República Anderson Vagner Goes do Ministério Público Federal (MPF) vai se pronunciar até esta sexta-feira sobre o inquérito que apura o tiroteio ocorrido entre policiais civis e federais. A Polícia Federal encaminhou o resultado da reconstituição junto com o inquérito para o MPF, na última quinta-feira. Fontes do blog revelaram que o procurador deve denunciar por homicídio culposo (sem intenção) o policial civil que atirou e acabou matando o agente federal Jorge Washington Cavalcanti, 57 anos, no ano passado. As investigações da PF concluíram que o crime foi por homícidio doloso.  Para ter certeza de que a morte foi um acidente, o procurador recomendou que fosse feita uma reprodução simulada.

Procurador Anderson Vagner vai falar sobre o caso até esta sexta-feira

O outro policial civil que participou da operação também foi indiciado por fraude processual e tentativa de homicídio. Os agentes civis não participaram da reprodução simulada que durou mais de quatro horas na BR-232, no bairro do Curado, mesmo lugar onde houve o tiroteio no dia 5 de janeiro de 2011. Participaram da recosntituição cerca de 40 homens, entre policiais e peritos. O suspeito que foi preso com 17 quilos de cocaína, Wagner do Nascimento, o taxista que o transportava, um motoqueiro que passava pelo local, além do policial federal Silvio Romero Moury Fernandes foram os responsáveis por narrar a sequência de fatos que foram fotografados e filmados.

Os comentários estão fechados.