MPF denuncia policiais civis envolvidos no tiroteio com a PF

Como o blog já havia antecipado, o Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco denunciou à Justiça Federal os policiais civis Fabiano Ponciano da Silva e Leandro Barbosa de Souza pelo envolvimento no tiroteio que resultou na morte do agente da Polícia Federal (PF) Jorge Washington Cavalcanti de Albuquerque, ocorrida em 5 de janeiro de 2011, no Recife. A denúncia foi feita pelo procurador da República Anderson Vagner Gois dos Santos.

Procurador Anderson Vagner mudou indiciamento do delegado Renato Cintra

Na ação, o MPF requer à Justiça que ambos sejam julgados pelo Tribunal do Júri Federal. Fabiano da Silva é acusado de cometer o crime de homicídio culposo (sem intenção de matar) e Leandro de Souza, homicídio tentado. No inquérito investigado pelo delegado Renato Cintra, da PF, o policiail civil que fez o disparo havia sido indiciado por homicídio doloso (com intenção), no entanto, o procurador não aceitou o resultado e pediu que fosse feita uma reprodução simulada, que ele acompanhou de perto.

Reconstituição do tiroteio esclareceu as dúvidas do Ministério Público Federal

De acordo com as investigações, o policial Fabiano foi responsável pelo tiro que causou a morte do policial federal. Durante o episódio, Leandro de Souza disparou um tiro de pistola na direção de um motociclista que passava pelo local, sem, porém, conseguir atingi-lo. Os dois policiais são também acusados de cometer o crime de fraude processual qualificada, por terem retirado a arma do policial federal do local do conflito.

Os comentários estão fechados.