Assalto no estacionamento do shopping RioMar

A rotina de denúncias de assaltos na saída do Shopping RioMar, na Zona Sul do Recife, continua assustando os clientes. A Delegacia de Boa Viagem registrou três boletins de ocorrência no último final de semana. E apesar da polícia estar mais atenta, parece que os criminosos estão mais ousados.

Por volta das 23h de domingo, um casal foi assaltado no estacionamento do centro de compras. Um garoto armado exigiu os pertences deles, em seguida pulou o muro e fugiu. No mesmo dia, de madrugada, outro casal foi abordado na saída do shopping. Uma das vítimas afirmou que o criminoso usava uma metralhadora.

Investidas perto do shopping só têm aumentado. Foto: Ricardo Fernandes

Investidas perto do shopping só têm aumentado. Foto: Ricardo Fernandes

Em sua página no Facebook, a vítima do assalto no estacionamento, fez um desabafo sobre a insegurança. Ela contou que havia acabado de sair do cinema com o namorado e iria entrar no carro, quando o garoto anunciou o assalto. “Ele pediu que eu passasse meu celular. Depois gritou que era pra passar a carteira também. Eu fiquei em choque e não consegui encontrar a minha e ele (garoto) acabou indo embora. Ontem (domingo) fomos três vítimas, eu, meu namorado e o menino, e eu tenho certeza que o último foi a maior de todas elas”, descreveu.

Procurada pelo Diario, a assessoria de imprensa do Shopping RioMar enviou nota oficial. “Sobre a ocorrência no estacionamento do shopping, estamos apurando o fato. A exemplo do que vem acontecendo em várias áreas da cidade, o Pina também vem sendo afetado por esse problema. Estamos mantendo permanente contato com a SDS, em busca de soluções rápidas”.

Na madrugada do domingo, o administrador Marcel Albuquerque, 31, e a noiva, Tainá Bergamo, foram assaltados por dois homens. A abordagem aconteceu a 200 metros da saída do shopping, onde havia uma barreira com entulhos, que obrigava o carro a desacelerar.

Investigações

O delegado titular de Boa Viagem, Erivaldo Guerra, confirmou que deu início às investigações de três ocorrências. Isso sem contar os boletins de ocorrência registrados via internet, e que só depois a Secretaria de Defesa Social (SDS) realiza a triagem para encaminhar às delegacias responsáveis. Já a comandante do 19° Batalhão da Polícia Militar, a tenente-coronel Conceição Antero, responsável pela segurança na localidade, preferiu não comentar as críticas sobre a falta de policiamento.

Por Raphael Guerra, do Diario de Pernambuco

Os comentários estão fechados.