ASPOL/PE denuncia falta de água mineral para policiais civis

Em meio à crise que bate à porta da Polícia Civil, a Associação dos Policiais Civis de Pernambuco (ASPOL/PE) denuncia que os servidores que trabalham na Diretoria de Recursos Humanos da Polícia Civil, situada na Rua Tabira, no Recife, estão enfrentando falta de material de expediente e até água potável.

Na tentativa de ajudar os servidores do local, a ASPOL/PE enviou um ofício para a Diretoria de Recursos Humanos solicitando a disponibilização de água potável para os servidores policiais lotados na Diretoria, sobretudo para quem trabalha no setor de protocolo, que é responsável pelo atendimento de toda a categoria.

Para Diego Soares, presidente da ASPOL/PE: “É inadmissível que, na ânsia por economizar dinheiro, o governo corte suprimentos básicos para o servidor exercer suas funções, como material de expediente e água potável. Os policiais civis já vivem um dos piores momentos da história da instituição, com o sucateamento da sua estrutura, baixo efetivo e vencimentos irrisórios comparados aos demais estados da federação”.

Os comentários estão fechados.