Policial Militar do BPTran assassinado na Zona Norte do Recife

O soldado da Polícia Militar de Pernambuco Whallyston Dias Tavares, lotado no Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) foi assassinado na noite dessa sexta-feira, no bairro de Dois Unidos, Zona Norte do Recife. As primeiras informações dão conta de que a vítima foi atingida por quatro tiros na cabeça. Socorrido e levado para a UPA de Nova Descoberta às 21h45, o policial não resistiu aos ferimentos e morreu.

Soldado Tavares foi baleado na cabeça. Foto: Divulgação

Soldado Tavares foi baleado na cabeça. Foto: Divulgação

Segundo informações de companheiros de farda, o militar foi baleado dentro do próprio carro, de modelo não informado, quando estaria indo buscar o mesmo em um lava-jato. O soldado chegou à unidade de saúde levado por policiais militares e familiares. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil foi acionado para investigar o crime.

Segundo o sargento Lopes, do 11º BPM, a vítima já chegou sem vida à UPA de Nova Descoberta. Ainda segundo o sargento, o suspeito de efetuar os disparos estaria em uma moto. Até momento ninguém foi preso, mas viaturas da PM foram deslocadas para diligências na região.

Após denúncia no blog, PMs estão protegidos do sol

 

Depois da denúncia feita aqui no blog na última sexta-feira de que os policiais do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) estavam trabalhando expostos ao sol no Viaduto Capitão Temudo, a Polícia Militar foi até o local e resolveu o problema. Segundo a Associação de Cabos e Soldados (ACS), na manhã dessa segunda-feira, uma equipe da PM realizou a montagem de um ponto de observação no viaduto no sentido Boa Viagem/Derby, pois o lado oposto já tinha uma plataforma para os policiais. O coordenador da ACS, Renilson Bezerra, e os diretores José Carlos dos Santos e Romero Galindo acompanharam a montagem da estrutura.

Estrutura foi montada na manha da segunda-feira. Foto: ACS/Divulgação

 

Policiais do BPTran agora estão livres do sol quente. Foto: ACS/Divulgação

“Ainda não é o ideal, pois falta sanitário. Mas, pelo menos os PMs estão mais protegidos”, disse Renilson Bezerra. No momento da montagem da estrutura, a ACS fez a entrega de protetor solar aos PMS. “Além de terem de ficar parados expostos ao sol, eles não têm sanitário e nem água à disposição. A não ser que eles tragam suas garrafas com água”, contou Renilson. Realmente foi de impressionar a rapidez da Secretaria de Defesa Social (SDS) para resolver o problema. Bom seria que essa mesma agilidade ocorresse quando a população pede ajuda à polícia pelo serviço do 190 ou quando alguma comunidade implora por mais policiamento no seu bairro.

 

Confira no link abaixo com eram as condições de trabalho dos PMs no Capitão Temudo:

PMs do BPTran passam por bronzeamento forçado

 

 

PMs do BPTran passam por bronzeamento forçado

 

Quem costuma passar pelo Viaduto Capitão Temudo já deve ter observado que nos dois lados sempre estão a postos policiais militares para evitar que assaltos aconteçam na localidade. Boa iniciativa da Polícia Militar e da Secretaria de Defesa Social (SDS) devido ao histórico de violência nas proximidades do viaduto. No entanto, uma situação desconfortável tem deixado os policiais do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) irritados. Escalados para ficar no sentido Boa Viagem/Derby, os PMs não têm sequer um abrigo para se proteger do sol. Da chuva eu já nem falo, porque caso ocorra, eles podem entrar na viatura. Mas no caso do sol, a coisa muda de figura. Os policiais que são escalados para plantões de 12 horas naquele posto, segundo a Associação de Cabos e Soldados (ACS), não aguentam mais tanta exposição ao sol.

Policiais do BPTran são obrigados a passar o dia no sol quente. Foto: ACS/Divulgação

De acordo com um dos diretores da ACS José Carlos dos Santos, os PMs do BPTran têm tratamento diferente do oferecido aos policiais militares de outros batalhões que trabalham no sentido contrário do viaduto, ou seja, Derby/Boa Viagem. “Pelos menos do outro lado os PMs têm um lugar para se proteger do sol. Ficam em uma plataforma. Já os do BTRan passam o dia todo debaixo do sol. E outra coisa grave é que em nunhum dos dois lados existe banheiro para eles usarem”, alertou José Carlos. O que a ACS espera é que a SDS, o comando da PM ou o BPTran providenciem um toldo ou outro tipo de estrutura para oferecer melhores condições de trabalho aos policiais. “Dois pesos e duas medidas? Como pode haver diferença de tratamento entre profissionais de uma mesma categoria, separados apenas por um via? Será que se trata de outra polícia?, questiona o presidente da associação, Renílson Bezerra.

Do outro lado do viaduto, PMs estão protegidos. Foto: ACS/Divulgação

Por enquanto, resta aos policiais gastar dinheiro com protetor solar, usar aquelas mangas protetoras que são utilizadas pelos motoqueiros ou se submeterem a um bronzeamento forçado. Enquanto isso, as novas viaturas da Patrulha do Bairro e os carros dos oficiais da PM são todos climatizados. Vamos ver se o apelo dos policiais bronzeados e da ACS vai ser atendido pelos chefões, né?