Polícia já identificou autores do tiro no Birosca da Ilha do Leite

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já tem os nomes dos dois suspeitos que atiraram no músico da banda John Geração, em frente ao bar Birosca, no bairro da Ilha do Leite, na madrugada dessa sexta-feira. A vítima foi o tecladista Jonattas Henrique Alves Fragoso, 25 anos. Ele foi atingido no abdômen e foi socorrido e levado para o Hospital da Restauração (HR), onde passou por cirurgia e pernamece internado na enfermaria sem previsão de alta.

Polícia começa a tomar depoimentos na segunda-feira. Foto: Joao Velozo/ Esp. DP/ D. A Press

Polícia começa a tomar depoimentos na segunda-feira. Foto: Joao Velozo/ Esp. DP/ D. A Press

Segundo o delegado Alfredo Jorge, responsável pelas investigações, as imagens das câmeras de monitoramento da Secretaria de Defesa Social (SDS) e de estabelecimentos das proximidades irão auxiliar nas investigações que foram iniciadas pela delegada Josineide Confessor.

Na manhã da sexta-feira, empresários da banda e do bar estiveram na sede do DHPP, no bairro do Cordeiro, mas não quiseram comentar o caso com a imprensa. “Os dois rapazes que já foram identificados chegaram ao bar durante a madrugada e acabaram sendo expulsos da casa pelos seguranças porque estavam arrumando confusão no local. Depois disso, eles ficaram na frente do bar e, quando as pessoas começaram a sair do estabelecimento, um deles atirou em direção ao grupo. O músico acabou atingido”, afirmou o delegado.

Jonattas Henrique passou por cirurgia no Hospital da Restauração. Foto: Divulgação

Jonattas Henrique passou por cirurgia no Hospital da Restauração. Foto: Divulgação

Depois que entraram e deram partida na Land Rover em que estavam, os jovens teriam disparado outros dois tiros. A arma usada teria sido uma pistola. Um cliente da casa disse ao Diario que viu a confusão e ouviu um dos suspeitos dizer “vou pegar o berro (arma) no carro”. Ele acrescenta que o músico não percebeu que tinha sido atingido. “Mas outras pessoas o alertaram de que ele fora baleado”, disse.

“No Birosca não há câmeras, mas já solicitamos imagens de outros pontos nas proximidades. Marquei para a segunda-feira os depoimentos dos seguranças do bar e dos integrantes da banda. Os suspeitos irão responder por tentativa de homicídio”,
completou o delegado Alfredo Jorge.

No Instagram, a John Geração disse que lamenta o ocorrido e conta com o trabalho da polícia. O bar se pronunciou por meio de uma nota enviada pela assessoria de imprensa. O informe diz que “o Birosca Itinerante Recife preza pelo bem-estar e segurança de todos os clientes. Infelizmente, na madrugada desta sexta-feira, houve um incidente rapidamente solucionado pelos seguranças da casa, que colocaram o indivíduo causador do tumulto para fora do estabelecimento.”