Governo vai contratar profissionais de saúde para os presídios

Depois das constantes comprovações por parte da promotoria de Execuções Penais de que a situação da saúde nas unidades prisionais de Pernambuco é caótica, o governo do estado anunciou um reforço de 88 profissionais de saúde para atuarem nas unidades. Eles serão contratados temporariamente, via seleção simplificada. O anúncio foi feito, nessa terça-feira, durante uma reunião da Câmara de Articulação do Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública.
Detentos Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

Complexo do Curado terá sete equipes. Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

Das novas equipes, 77 serão para áreas de saúde básica: odontólogos; enfermeiros; assistente social; psicólogo; médico; auxiliar de saúde bucal; e técnico de enfermagem. Haverá contratações também para áreas de farmácia (1); nutrição(1); psiquiatria (1); ginecologia (1); fisioterapia (1); terapia ocupacional (1); bioquímica (1); técnico de laboratório (2); e técnico em radiologia (2).De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Pernambuco, Bernardo D’Almeida, o Complexo Prisional do Curado será contemplado com sete equipes, a Barreto Campelo com duas e a Penitenciária Agro Industrial São João com outras duas. O secretário de Administração de Pernambuco, Décio Padilha, informou que o reforço nas equipes terá investimentos na ordem de R$ 2 milhões.

Com informações da assessoria de imprensa