Pernambuco terá mais 47 câmeras de monitoramento até o final deste mês

Até o final deste mês, o estado de Pernambuco deverá receber mais 47 câmeras de videomonitoramento. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira durante uma coletiva de imprensa realizada pelo secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, na qual ele apresentou os resultados das ocorrências registradas através das câmeras instaladas no Grande Recife.

Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Imagens foram apresentadas à imprensa. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

De acordo com o balanço da SDS, de janeiro até o final de setembro, um total de 6.145 casos foram flagrados pelos equipamentos dos quais, 76 resultaram em prisões em flagrante e 62 em registros de Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs). Atualmente, 535 câmeras são monitoradas pelas SDS. A maior parte delas, 519 estão espalhadas pelo Recife. As outras 16 estão instaladas no Sítio Histórico de Olinda.

Foto:

Damázio disse que equipamentos são importantes. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Das 47 novas câmeras que serão instaladas, 20 serão colocadas no município de Caruaru, no Agreste, 20 em Petrolina, no Sertão, e outras sete na Avenida Presidente Kennedy, na cidade de Olinda. De acordo com a SDS, as principais ocorrências vistas pelas câmeras são crimes de furto, pichações e atos obscenos.

 

Titular da SDS destaca importância do blog

 

O mais novo canal de comunicação do Diario de Pernambuco para discutir o tema Segurança Pública foi visto como uma boa iniciativa pelo secretário de Defesa Social, Wilson Damázio. Depois de chefiar o Departamento de Narcotráfico, ocupar por duas vezes a superintendência da Polícia Federal de Pernambuco e ter cargo de destaque na PF também em Brasília, o delegado federal voltou ao estado para comandar a SDS. Damázio disse que o trabalho da imprensa é de extrema importância para que a população saiba o que a polícia está fazendo para garantir a segurança de todos e parabenizou o grupo pela abertura do blog que nasceu com a proposta de discutir as ações de segurança pública desenvolvidas no estado.

 

O secretário ressaltou ainda que em cinco anos de execução, o programa Pacto pela Vida conseguiu reduzir os índices de mortes no estado em torno de 38%. Ainda segundo ele, na capital, a redução chegou a 44%. “Além de conseguir diminuir o número de assassinatos, estamos combatendo também o crime contra o patrimônio”, afirmou Wilson Damázio. Um dos grandes desafios do governo agora é o problema das drogas, principalmente, o crack. Muitas mortes acontecem em decorrência da disputa ou dívidas de drogas.