Segurança reforçada no Recife Antigo nos dias de domingo

Por Max Felipe
Especial para o Diario

O Marco Zero, no Bairro do Recife, ganha reforço no monitoramento com 14 câmeras térmicas de longo alcance e abrangência de 360 graus que irão ajudar em ocorrências noturnas. Em funcionamento desde o início do mês, a unidade móvel da Plataforma de Observação Elevada – POE da Polícia Militar fica estacionada na Avenida Alfredo Lisboa, todos os domingos a partir das 12h e sai nas manhãs das segundas-feiras. Nos domingos em que não houver jogos de futebol, a Cavalaria e o Batalhão do Choque também estarão presentes.

A medida atende a uma reinvindicação dos comerciantes dos Armazéns do Porto para combater a insegurança na região, sobretudo tentativas de assaltos e boatos de arrastões na localidade, o que tem assustado clientes.

O veículo fica parado na Avenida Alfredo Lisboa a partir das 12h todos os domingos. Foto: Armazem do Porto/Divulgação

O veículo fica parado na Avenida Alfredo Lisboa a partir das 12h todos os domingos. Foto: Armazem do Porto/Divulgação

Segundo o empresário Tito Lívio Saraiva, os Armazéns do Porto reúnem cerca de cinco mil pessoas aos domingos. Segundo ele, geralmente no final da tarde, os vândalos se inflitram no meio dos clientes e turistas para fazer baderna. “Estou muito animado e tenho esperança na melhoria da segurança. Mas espero que não fique como um paliativo, seja realmente uma ação permanente”, pontuou.

O secretário-executivo da Secretaria de Defesa Social, Alexandre Lucena, confirmou que a unidade móvel será redirecionada do viaduto Capitão Temudo, na Joana Bezerra, para o Marco Zero todos os domingos. “Temos um problema sério no Recife Antigo e isso não pode continuar. Muitas vezes, os arrastões e assaltos são boatos e o medo de frequentar esse ponto turístico acaba acontecendo. Queremos propor aos cidadãos um lazer com mais tranquilidade. A partir das câmeras, vamos ter facilidade para ver de perto se há essas ocorrências e inibir os vândalos”, contou.

O comerciante Epitácio Henrique da Silva não avalia que essas medidas serão suficientes para inibir a violência na região. “A segurança precisa ser diariamente. Ainda ficamos assustados ao anoitecer”, contestou. Segundo o comandante do 16º Batalhão da PM, tenente-coronel Alexandre Cruz, responsável pelo policiamento do local, o Bairro do Recife tem um núcleo ostensivo de policiamento. Ele também acrescentou a utilização de veículos tripulados elétricos, além do aumento do efetivo nos finais de semana.

Os comentários estão fechados.