Segurança reforçada no Recife Antigo nos dias de domingo

Por Max Felipe
Especial para o Diario

O Marco Zero, no Bairro do Recife, ganha reforço no monitoramento com 14 câmeras térmicas de longo alcance e abrangência de 360 graus que irão ajudar em ocorrências noturnas. Em funcionamento desde o início do mês, a unidade móvel da Plataforma de Observação Elevada – POE da Polícia Militar fica estacionada na Avenida Alfredo Lisboa, todos os domingos a partir das 12h e sai nas manhãs das segundas-feiras. Nos domingos em que não houver jogos de futebol, a Cavalaria e o Batalhão do Choque também estarão presentes.

A medida atende a uma reinvindicação dos comerciantes dos Armazéns do Porto para combater a insegurança na região, sobretudo tentativas de assaltos e boatos de arrastões na localidade, o que tem assustado clientes.

O veículo fica parado na Avenida Alfredo Lisboa a partir das 12h todos os domingos. Foto: Armazem do Porto/Divulgação

O veículo fica parado na Avenida Alfredo Lisboa a partir das 12h todos os domingos. Foto: Armazem do Porto/Divulgação

Segundo o empresário Tito Lívio Saraiva, os Armazéns do Porto reúnem cerca de cinco mil pessoas aos domingos. Segundo ele, geralmente no final da tarde, os vândalos se inflitram no meio dos clientes e turistas para fazer baderna. “Estou muito animado e tenho esperança na melhoria da segurança. Mas espero que não fique como um paliativo, seja realmente uma ação permanente”, pontuou.

O secretário-executivo da Secretaria de Defesa Social, Alexandre Lucena, confirmou que a unidade móvel será redirecionada do viaduto Capitão Temudo, na Joana Bezerra, para o Marco Zero todos os domingos. “Temos um problema sério no Recife Antigo e isso não pode continuar. Muitas vezes, os arrastões e assaltos são boatos e o medo de frequentar esse ponto turístico acaba acontecendo. Queremos propor aos cidadãos um lazer com mais tranquilidade. A partir das câmeras, vamos ter facilidade para ver de perto se há essas ocorrências e inibir os vândalos”, contou.

O comerciante Epitácio Henrique da Silva não avalia que essas medidas serão suficientes para inibir a violência na região. “A segurança precisa ser diariamente. Ainda ficamos assustados ao anoitecer”, contestou. Segundo o comandante do 16º Batalhão da PM, tenente-coronel Alexandre Cruz, responsável pelo policiamento do local, o Bairro do Recife tem um núcleo ostensivo de policiamento. Ele também acrescentou a utilização de veículos tripulados elétricos, além do aumento do efetivo nos finais de semana.

Plataforma de Observação Elevada vai ajudar a combater crimes no Recife

Uma das áreas mais movimentadas do Recife ganhou uma ajuda de peso no combate à insegurança. Está em operação, desde o início desta semana, no Viaduto Capitão Temudo, a Plataforma de Observação Elevada – POE da Secretaria de Defesa Social – SDS. A plataforma foi adquirida para ajudar na fiscalização da Copa do Mundo em 2014 e, devido à eficiência dos seus serviços, foi integrada as ações da Policia Militar.

Equipamento está no Viaduto Capitão Temudo. Foto: SDS/Divulgação

Equipamento está no Viaduto Capitão Temudo. Foto: SDS/Divulgação

A POE conta com 14 câmeras de longo alcance e abrangência de 360º e vai ajudar a PMPE no combate a crimes na região que fica em torno do viaduto, como a Avenida Agamenon Magalhães, o Fórum Joana Bezerra, a Ponte do Pina, a comunidade do Coque e até trechos da Rua Imperial. Além das câmeras tradicionais, a plataforma conta também com câmeras térmicas, que ajudam em ocorrências noturnas. O equipamento tem chamado a atenção de quem passa pelo viaduto.

O serviço está ligado ao Centro Integrado de Operações de Defesa Social – CIODS e conta com o apoio do 16º Batalhão de Policia Militar – BPM, 24 horas por dia, que administra o uso das câmeras e com a Companhia Independente de Policiamento com Motocicleta – CIPMoto, que realiza rondas nas ruas próximas à Plataforma durante o dia.

A presença do poder policial nesta área era um pedido antigo da população local, já que a região possui estatísticas recorrentes de assaltos. Segundo o secretário executivo da SDS, Alexandre Lucena, o novo serviço vai reforçar a fiscalização ostensiva na área, por onde passam todos os dias boa parte da população do Recife e Região Metropolitana, e ampliar a sensação de segurança dessas pessoas.