PMs de Bom Conselho serão intimados por delegado federal

Os cinco policiais militares que participaram da perseguição aos dois homens que assaltaram a agência dos Correios, no município de Bom Conselho, no Agreste do estado, e que resultou na morte da professora Alexandra Machado, 33 anos, serão intimados a depor nos próximos dias. No primeiro depoimento, os militares já afirmaram que não sabiam que havia reféns no carro além do assaltante.

Foto: Blog do Tiago Padilha/Reproducao da Internet

Carro da professora ficou crivado. Foto: Blog do Tiago Padilha/Reproducao da Internet

Segundo o capitão Gilson Cerqueira, que comanda as buscas aos criminosos, o delegado da Polícia Federal (PF) que investiga o caso entrou em contato com ele para dizer que iria intimar o cabo e os quatro soldados que trocaram tiros com o ladrão que dirigia o Fiat Uno onde estavam a professora e uma criança de apenas um ano. O delegado quer saber se o tiro que matou Alexandra foi disparado por um dos PMs ou pelo suspeito e ainda se a bala teve entrada pelas costas ou pelo peito da vítima.

PMs fizeram e ainda seguem fazendo buscas na cidade. Foto: TV Globo/Reprodução

PMs fizeram e ainda seguem fazendo buscas na cidade. Foto: TV Globo/Reprodução

“O delegado entrou em contato comigo para dizer que eles iriam ser intimados para um segundo depoimento. No entanto, não falou em datas. E quanto às buscas aos suspeitos do assalto, nossas equipes continuam em diligências”, afirmou Cerqueira. A PF deve liberar até o final desta semana o retrato falado dos dois suspeitos.

Enquanto isso, o delegado aguarda o resultado do laudo tanatoscópico e do exame de balística. Alexandra foi encontrada morta dentro do próprio carro, sentada no banco do passageiro. Um bebê que também estava no veículo não foi ferido. Um dos ladrões entrou no carro da professora quando ela chegava à escola da filha para levá-la para casa. O crime chocou os moradores da cidade de pouco mais de 45 mil habitantes.

Os comentários estão fechados.