Laudo da reconstituição da morte do promotor Thiago Soares só sai em março

Primeira semana de março. Esse é o novo prazo estipulado pelo Instituto de Criminalística (IC) para a liberação do resultado do laudo da reprodução simulada feita em dezembro passado sobre a morte do promotor de Justiça Thiago Faria Soares.

Segundo a perita criminal Vanja Coelho, uma das responsáveis pela elaboração do laudo, ainda faltam alguns ajustes para finalizar o documento. Ontem se completaram quatro meses da morte do promotor, assassinado a caminho do trabalho ao lado da noiva Mysheva Martins, em Águas Belas, no Agreste.

Reconstituição feita em dezembro levantou questionamentos sobre versão de noiva (PAULO PAIVA/DP/D.A.PRESS)

No mesmo dia, a Associação do Ministério Público de Pernambuco (AMPPE) divulgou nota criticando o trabalho da polícia. Atualmente, dois delegados do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estão à frente das investigações, que estão sendo acompanhadas em tempo integral por três promotores.

Confira matéria completa no Diario de Pernambuco deste sábado

Leia mais sobre o assunto em:

AMPPE critica polícia pela demora na solução do caso promotor Thiago Faria

Os comentários estão fechados.