Caneta salva estudante da morte

Duas canetas que estavam por dentro da blusa de uma estudante a salvaram da morte. Acompanhada da filha de sete anos, a dona de casa de 25 anos chegava à Escola Estadual Gabriela Mistral, no Alto do Pascoal, na Zona Norte do Recife, quando ambas foram atingidas por disparos de arma de fogo, por volta das 19h de ontem. A dona de casa que não quis revelar a identidade costuma levar a filha para assistir aula com ela todos os dias. Dois homens, que estariam usando farda da rede estadual, tentaram roubar a arma do vigilante da unidade de ensino, que reagiu.

Estudante de 25 anos foi baleada junto com a filha de apenas sete anos. Foto: Reprodução/TV Clube

Estudante de 25 anos foi baleada junto com a filha de apenas sete anos. Foto: Reprodução/TV Clube

Mãe e filha passam bem, mas a criança permanece internada no Hospital Otávio de Freitas (HOF), no Sancho, na Zona Oesta, após ter passado por cirurgia. Ela sofreu perfurações à bala nas duas mãos e um tiro de raspão na bochecha e ombro direitos.

Segundo a dona de casa, que estuda na unidade, ela estava entrando na escola quando ouviu os disparos. “Todo mundo tentou correr e depois vi que minha filha tinha sido baleada na mão. Ainda cheguei perto do vigilante e disse que o tiro atingiu minha filha. Somente quando cheguei na UPA eu vi que também estava baleada. O médico disse que tive sorte porque estava com as canetas presas na roupa e isso impediu que a bala entrasse no meu corpo”, contou a mulher em entrevista à TV Clube/Record.

De acordo com uma tia da criança, a menina está em observação e terá sua mão avaliada por uma equipe médica. “Ela fez a cirurgia, mas ainda não sabemos qual foi o resultado. Só vamos saber após a avaliação médica”, ressaltou.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Educação lamentou o fato e confirmou que a investida dos assaltantes teve como alvo o roubo da arma do vigilante da escola. A secretaria informou que está prestando assistência à estudante da unidade de ensino e à filha dela. A nota diz ainda que a “gestão da escola e a empresa de vigilância contratada para fazer a segurança da unidade de ensino estão colaborando com a polícia nas investigações. A Secretaria de Educação esclarece que a escola não possui histórico de violência, sendo essa a primeira vez que ocorre esse tipo de investida.”

O marido da estudante acredita que faltou preparo ao vigilante. “Ele deveria ser melhor treinado para agir em situações como essas. Por pouco eu não perdi minha família”, declarou. A Prosegur confirmou a tentativa de assalto a um vigilante ontem. Ainda segundo a nota, “durante a ação criminosa, houve troca de tiros entre os suspeitos e o vigilante e, na ação, uma senhora e uma criança ficaram feridas. A Prosegur informa que está dando apoio às vítimas e às autoridades.

Após reclamações, delegado é trocado de local de trabalho

O delegado Flávio Tau, que durante mais de quatro anos esteve à frente da Delegacia do Alto do Pascoal, foi notificado pela chefia de que terá que deixar o cargo nos próximos dias. Depois de expor através de Comunicação Interna e até mesmo em texto publicado aqui no blog que o efetivo e a estrutura da sua delegacia não eram suficientes para o desempenho de um bom trabalho, o delegado perdeu a titularidade da delegacia.

Flávio Tau dará plantão na DP de Paulista. Foto: Raphael Guerra/DP/D.A Press

Flávio Tau dará plantão na DP de Paulista. Foto: Raphael Guerra/DP/D.A Press

Entre as cobranças feitas por Flávio Tau estavam o reaparelhamento da delegacia e de pessoal. “A delegacia tinha 18 policiais, contando comigo, para atender a uma demanda de 121.575 habitantes, o que dá um total de um policial civil para cada 6.754 habitantes. Um total de nove bairros são cobertos pela Delegacia do Alto do Pascoal. “Não tínhamos viaturas nem policiais para trabalhar nas investigações”, completou o delegado.

A partir de agora, Flávio vai assumir a chefia da 3ª equipe de plantão da Delegacia de Paulista. Ele acredita que a troca determinada neste mês foi uma retaliação às suas reclamações. “Meu primeiro plantão já será neste sábado e pelo que eu soube, por enquanto a delegacia vai ficar sem titular. O delegado seccional irá responder cumulativamente pelo Alto do Pascoal”, contou Tau.

Dois PMs presos acusados de matar jovem de 20 anos com tiros na nuca

Uma vítima inocente e que perdeu a vida por motivo banal. No dia 11 de maio de 2012, o jovem Diogo Lourenço da Silva, 20 anos, estava conversando com alguns amigos em frente à Delegacia do Alto do Pascoal, quando por volta das 23h, dois homens em um Celta pararam o carro, revistaram os rapazes, disseram que eram policiais da Delegacia de Narcotráfico e levaram Diogo no veículo. Num ato covarde, tiraram a vida do jovem que estava prestes a ser pai. O corpo de Diogo foi encontrado na manhã do dia seguinte, com dois tiros na nuca, por trás do cube Bariloche, em Paulista. Dois policiais militares foram presos nesta terça-feira apontados como os autores do assassinato.

Diogo foi encontrado ajoelhado com dois tiros na nuca. Foto: Reprodução/Internet

Segundo a polícia, não restam dúvidas de que Diogo Lourenço foi vítima de uma execução. Ele foi encontrado morto e ajoelhado no chão. Morreu sem qualquer chance de defesa e sem dever nada à Justiça. Ainda de acordo com a polícia, Diogo não tinha envolvimento com drogas, nem com outros crimes. E nunca havia sido preso ou apreendido quando menor de 18 anos. Para a família e os amigos, restou o alívio de saber que dois acusados pelo crime foram identificados e presos. São dois policiais militares e que já estão recolhidos no Centro de Reeducação da Polícia Militar (Creed), em Paratibe.

Um dos acusados é o PM Paulo Roberto Firmino de Paula, conhecido como Paulo Bomba, de 36 anos, e que era lotado no 13º BPM. O outro é Anderson Loiola Marques, 27 anos, que fazia parte da equipe do 16º BPM. O terceiro suspeito de participar do crime ainda não foi identificado.

…Continue lendo…