Polícia Federal de Pernambuco tem novo superintendente

O delegado federal Marcello Diniz Cordeiro é o novo superintendente da Polícia Federal de Pernambuco. O policial tomou posse no último dia 4 e está ocupando o cargo deixado pelo delegado Marlon Jefferson de Almeida. Marcello Diniz nasceu em 28 de novembro de 1966, em Londrina/PR. É formado em direito pela Universidade Estadual de Londrina/Paraná, especialista em Gestão de Segurança Pública pela Academia Nacional de Polícia (2006) e Mestre em Direito Internacional Econômico pela Universidade Católica de Brasília (2009).

Delegado está à frente da PF no estado. Foto: Polícia Federal/Divulgação

Delegado está à frente da PF no estado. Foto: Polícia Federal/Divulgação

Atuou como advogado até 1996, quando ingressou no Departamento de Polícia Federal no cargo de Delegado de Polícia Federal. Recentemente ocupava a função de Superintendente Regional da Polícia Federal no Estado da Paraíba. Na PF, já ocupou cargos de Chefe do Serviço de Ordem Política da Divisão de Ordem Política e Social (2000); Coordenador Nacional de Armas (2001);Chefe da Divisão de Repressão ao Trabalho Escravo e de Segurança de Dignitários (2002-2003);Chefe do Serviço Antiterrorismo (2004-2006);Chefe da Divisão de Doutrina de Inteligência Policial e Treinamento (2006-2007);Chefe da Divisão de Operações de Repressão a Entorpecentes (2007-2009);Delegado Regional de Combate ao Crime Organizado em Pernambuco (2009-2010);Comandante do Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal em Pernambuco (2009-2011);Delegado Regional Executivo em Pernambuco.

Superintendente da Polícia Federal do estado é exonerado

Depois de um ano e seis meses à frente da Polícia Federal (PF) de Pernambuco, o superintendente regional Marlon Jefferson de Almeida foi exonerado do cargo. O ato da exoneração foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira. Marlon, que não gostava muito de proximidade com a imprensa para falar sobre as operações da PF deverá retornar para o Ceará, seu estado de origem. O delegado tomou posse na PF-PE em julho de 2011.

Marlon Jefferson não gostava de dar entrevistas. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A.Press

Fontes do blog revelam que a saída do cargo foi um pedido do próprio Marlon. A cadeira deixada por ele, pelo menos por enquanto, será ocupada pelo chefe da Delegacia Regional Executiva, o delegado Renato Casarini Muzi. A substituição será essa até que seja feita a indicação, nomeação e posse de um novo superintendente. A data para a nova escolha ainda não está definida.

Veja a publicação do Diário Oficial: