Onda de estupros assusta Cruz de Rebouças

O medo é o companheiro mais comum dos moradores de Cruz de Rebouças, em Igarassu, nos últimos dias. Segundo a população, uma onda de estupros contra meninas e adolescentes da localidade está deixando todos assustados e virou motivo de preocupação para as autoridades que ainda não conseguiram dar uma resposta efetiva à sociedade. O primeiro caso foi denunciado à polícia há cerca de um mês. Depois disso, pelo menos outras três pessoas sofreram abusos.

População foi às ruas protestar. Foto: Prefeitura de Igarassu/Divulgação

Na manhã dessa quarta-feira, uma garota de 17 anos quase foi violentada, mas conseguiu fugir. Na terça-feira, uma grupo de aproximadamente 200 pessoas foi às ruas pedir que a polícia tomasse providências. O temor se espalhou de tel forma que a Câmara de Vereadores da cidade exigiu, em audiência pública, o reforço do policiamento.

O modo como os estupros aconteceram leva a crer que se trata de uma quadrilha que age à luz do dia, sem temer a ação da polícia. Adolescentes de 14 a 17 anos, sozinhas, são agarradas e jogadas dentro do carro, cujos modelo e placa ainda não foram identificados. Após serem estupradas, as vítimas são deixadas, seminuas, no meio da rua. As mães não deixam mais suas filhas andarem sozinhas.

Mães esperam as filhas na porta das escolas. Foto: Arthur de Souza/DP/D.A.Press

Uma das garotas, de 14 anos, foi abordada na rua ao lado do colégio onde estuda. “A população deve nos procurar. Toda informação é importante para que a gente possa identificar os criminosos”, pontuou o delegado Roberto Geraldo. Ele afirmou que já está investigando algumas pessoas que podem ter relação com a onda de estupros. A polícia diz que está se mexendo, porém os criminosos estão agindo de maneira muito mais rápida e a população não tem tempo para esperar que novas vítimas sejam feitas. Atenção polícia e gestores públicos, esse problema deve ser resolvido logo e os acusados presos.

Com informações do repórter Raphael Guerra do Diario de Pernambuco

 

One thought on “Onda de estupros assusta Cruz de Rebouças

  1. Pelo amor de Deus! Nos ajudem!!!!

    Estamos todas apavoradas, minhas vizinhas não saem mais de casa, as crianças já não brincam mais, minha vizinha foi abordada por esse tal carro preto. Pelo amor de Deus! Na rua Ouricuri próximo ao Hotel Lamou tem uma onda de tráfico, na rua da FACIG não podemos trafegar porque é cheio de gente estranha, homens escondidos no mato e mal encarados. Ou escondidos no ferro velho. Na rua do cemitério, é cheio de muros e terreno baldio. O que vamos fazer?! Na rua do Hotel Lamour é cheio de encruzilhadas e os traficantes geralmente passam por ela. O que nós vamos fazeeeeer?! Meus familiares estão apavarodos! Nos ajudem por favor!!!