Humorista Ni do Badoque é ameaçado de morte pelo Facebook

Da equipe do Viver, do Diario

O humorista e repórter do programa Agora é hora Ni do Badoque, conhecido também por vídeos no YouTube, prestou queixa nesta sexta-feira (03) contra um grupo de Facebook denominado Turma do Fundão. Ni recebe ataques e ameaças de morte em sua página pessoal desde a noite de terça-feira (31).

Ni prestou queixa e o caso está sendo investigado. Foto: Paulo Paiva/DP

Ni prestou queixa e o caso está sendo investigado. Foto: Paulo Paiva/DP

“Até agora, já conseguimos identificar 18 pessoas, as outras desativaram o Facebook. Recebi de tudo, homofobia, racismo, disseram que se eu saísse de casa iam me matar, que eu seria estuprado pelos 33 homens do RJ”, relata o humorista.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Repressão ao Crime Cibernético do Recife. Na tarde desta sexta, a maioria dos comentários e a página do grupo #TDF já havia sido deletada. Ni disse que agora espera a identificação e punição dos agressores.

Caso Bella Schneider
Quem também sofreu com comentários agressivos nas redes sociais foi a cantora Bella Schneider, participante da edição 2015 do The voice Brasil. Ela recebeu ameaças de morte, comentários maldosos e também aguarda a resolução do caso na justiça.