Pais de Beatriz Mota pedem ajuda para divulgar imagem de suspeito

Os pais, amigos e familiares da menina Beatriz Angélica Mota, 7 anos, assassinada com 42 facadas em dezembro de 2015, em Petrolina, no Sertão, e o Movimento #SomostodosBeatriz estão precisando de ajuda para continuar lutando por justiça. Com o surgimento de novas imagens do assassino, a família e o amigos de Beatriz estão intensificando a procura. Mas para isso, precisam de ajuda financeira para uma nova campanha com cards, cartazes, outdoors e outras mídias.

Beatriz Mota tinha sete anos quando foi morta. Foto: Facebook/Reprodução

Beatriz Mota tinha sete anos quando foi morta. Foto: Facebook/Reprodução

Quem puder ajudar o movimento pode fazer depósitos na Caixa Econômica Federal, agência: 0080, conta poupança: 013.7520-3 em nome de Sandro Romilton Ferreira da Silva, pai de Beatriz. No mês passado, a Polícia Civil conseguiu imagens que revelam a face do autor do crime. Para os investigadores, não há dúvidas de que o homem que aparece nas filmagens de câmeras de segurança de estabelecimentos próximos ao Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde ela estudava, é o assassino. O Disque-Denúncia está oferecendo R$ 10 mil de recompensa para quem tiver informações sobre a localização do homem.

Policia diz que este homem é o assassino. Foto: Shilton Araújo/Esp/DP

Policia diz que este homem é o assassino. Foto: Shilton Araújo/Esp/DP

DENUNCIE
Quem tiver informações que possam auxiliar a polícia na identificação do suspeito que aparece nas imagens pode entrar em contato com os investigadores através dos números abaixo:

Ouvidoria SDS – 181
WhatsApp – (87) 9 9911-8104
Disque-Denúncia
(81) 3421-9595
(81) 3719-4545
Recompensa R$ 10 mil