Filho assiste à morte da mãe e à prisão do pai

ma criança de apenas cinco anos, que há menos de um ano viu a sua mãe ser assassinada pelo próprio pai, assistiu, na noite dessa quarta-feira, à prisão do acusado que estava com a prisão decretada pela Justiça. O caso do assassinato da professora Izaelma Cavalcante, ocorrido em dezembro ano passado, teve bastante repercussão no estado. Ela foi baleada oito vez pelo ex-companheiro, o ex-comissário da Polícia Civil Eduardo Moura Mendes, que não aceitava o fim do relacionamento dos dois e morreu dias depois no Hospital da Restauração.

Casal já estava separado na época do crime. Foto: Arquivo Pessoal

Logo após ter atirado em Izaelma, Eduardo fugiu levando o filho do casal. A criança passou vários dias com o pai e somente foi encontrada pela polícia no final do mês de março, na casa dos avós paternos, no bairro de Rio Doce, em Olinda. Resgatado pela polícia, o menino passou a viver com a avó materna, na Cidade Tabajara, onde viu o pai ser detido pelos policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE).

Essa seria a primeira vez que o pai tentava ver o menino desde que ele foi morar com a avó materna. “Meu neto ficou muito nervoso com as cenas que viu. Ele já presenciou a morte da mãe e agora viu o pai ser preso. Ele ficou muito abalado. É apenas uma criança”, disse a mãe de Izaelma, a dona de casa Antônia Cavalcanti. O que será que está passando na cabeça dessa criança agora? Ele vai precisar receber muito amor e atenção dos familiares para superar os traumas vividos até agora.

Ex-comissário já foi levado para o Cotel. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A/Press

Veja abaixo matéria publicada no portal do Diariodepernambuco.com.br

O ex-comissário da Polícia Civil Eduardo Moura Mendes foi preso na noite desta quarta-feira (17) ao visitar o filho Heitor, de apenas cinco anos, na casa em que a criança mora com a avó, em Cidade Tabajara, Olinda. O homem era procurado pela morte da professora Izaelma Cavalcante Tavares, de 36 anos, assassinada com oito tiros em dezembro do ano passado. A criança teria presenciado o crime. A captura do suspeito foi articulada pelo delegado Cláudio Castro, do Grupo de Operações Especiais (GOE).

Eduardo Moura foi preso por volta das 19h30. Contra ele, já há mandado de prisão preventivo expedido. Nesta noite, ele presta depoimento na sede do GOE, no Cordeiro. Após ser ouvido, será encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.

Izaelma Cavalcante Tavares, de 36 anos, teria sido assassinada pelo ex-marido no ano passado, em Bairro Novo, Olinda. O namorado da professora, que não quis se identificar, denunciou o ex-companheiro como principal suspeito do crime. No momento da agressão, Izaelma havia levado Heitor para ver o pai, que não aceitava o fim do relacionamento. Pouco antes, ela telefonou para o namorado, que escutou uma discussão entre o casal e gravou pelo celular.

Pela escuta, é possível perceber a voz da criança. O menino ouviu os pais brigando e, logo depois, o som no telefone indica que alguém teria tentado fazer uma ligação. Em seguida, escuta-se o desespero da professora, gritando e pedindo por socorro. Izaelma foi atingida por oito disparos de revólver. Passou seis dias internada no Hospital da Restauração (HR) antes de morrer. Eduardo e a criança não foram mais encontrados. Heitor só reapareceu em março deste ano, estava na casa da avó paterna, na Rua Maria Ramos, no bairro de Rio Doce.

Durante o socorro à Izaelma, a ambulância que transportava a professora para o Hospital da Restauração ainda capotou após colidir com uma Nissan Frontier no cruzamento das avenidas Agamenon Magalhães e Rui Barbosa.

One thought on “Filho assiste à morte da mãe e à prisão do pai

  1. Só falta a policia civil de Pernambuco colocar tambem como ponto de honra a prisão do assassino de Maistela Just.Aí realmente a justiça será feita, Dr. Damazio coloque esse caso como prioridade, a sociedade clama por essa injustiça.