Estado confirma concursos das polícias, mas não divulga datas

De olho na estabilidade da carreira e nos salários atrativos, principais argumentos para ingressar no funcionalismo público, milhares de concurseiros pernambucanos estão aguardando com ansiedade o anúncio oficial de dois certames: das polícias Civil e Militar. A Secretaria de Administração (SAD) garantiu que os dois concursos públicos serão realizados ainda este ano, mas não informou a previsão de lançamento dos editais.

Anúncio da expulsão foi feito durante formatura de novos PMs. Foto: Wagner Oliveira/DP/D. A Press

Último concurso da PM aconteceu em 2009. Foto: Wagner Oliveira/DP/D. A Press

As seleções podem até sair do papel e serem realizadas, mas os futuros e possíveis aprovados terão, antes mesmo das inscrições serem abertas, que torcer para que a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) do estado permita as nomeações. De acordo com a SAD, o governo do estado pretende realizar dois concursos na área de defesa social, sendo 100 vagas para delegados, 500 para agentes, 50 para escrivães e 316 cargos destinados à Polícia Científica, todos vinculados à Polícia Civil, e 1,5 mil oportunidades para soldados da Polícia Militar do Estado de Pernambuco (PMPE). Já existe um outro edital  publicado na área de educação, com a oferta de 3 mil vagas para professores.

Em maio de 2015, em comemoração aos oito anos do Programa Pacto Pela Vida, o governador Paulo Câmara declarou que faria um concurso com 2.366 vagas para as polícias Civil e Militar. No mesmo mês, Câmara autorizou a abertura de um concurso com 3 mil vagas para professores da rede estadual, certame já em andamento e organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Saiba mais

Vagas para os dois concursos

  • 100 vagas para delegados
  • 500 para agentes
  • 50 para escrivães
  • 316 cargos destinados à Polícia Científica
  • 1,5 mil vagas para soldados da Polícia Militar

Fonte: Secretaria de Administração

Concurso para policiais e médicos será aberto em agosto

 

Diante da carência de delegados na Polícia Civil do estado e da necessidade de contratar mais servidores para atuarem como médicos legistas no Recife e em Caruaru, a Secretaria de Defesa Social (SDS) já anunciou que fará concurso para os dois cargos. A novidade agora é que os editais que irão detalhar os processos de seleção devem ser lançados até o próximo mês. Fontes do blog informaram que a expectativa da SDS era a de que os editais ficassem prontos ainda neste mês, o que não deve ser possível. Em entrevista coletiva no início de julho, o secretário Wilson Damázio anunciou que faria os concursos para delegados (que deverá oferecer 100 vagas) e para médicos legistas (50 oportunidades). Para concorrer às vagas, quem quiser ser delegado precisa ter curso superior de direito e para ser legista tem que ser formado em medicina.

Além disso, o governo do estado anunciou que ira ainda abrir concurso para 100 oficiais da Polícia Militar e 20 para o Corpo de Bombeiros. Os editais saem junto com os demais. Outra coisa que terá solução é a espera dos aprovados da PM e da Civil. A SDS disse que os 1.612 aprovados no concurso de 2009 serão nomeados em breve e anunciou também que chamará os agentes e escrivães aprovados no concurso de 2006. Todas essas medidas e outras que você encontra listada logo abaixo foram determinações da SDS e do governo do estado para alcançar a meta do Pacto pela Vida. Veja a seguir o que mudará ainda na segurança:

 

 

Pacote de medidas do Pacto pela Vida

1.612 aprovados no último concurso da PM, realizado em 2009, serão convocados

Abertura de concurso público para 100 oficiais da PM e 20 do Corpo de Bombeiros

50 médicos legistas serão nomeados para atuar no Recife e em Caruaru

1 mil vagas para cabos serão criadas

Abertura de concurso para delegados da Polícia Civil

Convocação de agentes e escrivães da Polícia Civil
aprovados no concurso de 2006

Reestruturação do Prêmio de Defesa Social, criando intervalo de premiação anual de R$ 900 a R$ 4 mil para praças que atingirem a meta de redução em 12% dos crimes violentos letais intencionais

Criação de 320 gratificações operacionais para os integrantes do Grupo de Apoio Tático Itinerante da capital e da Região Metropolitana do Recife

Criação de 132 gratificações operacionais para as equipes de Crimes Violentos Letais Intencionais de todo o estado

Desmembramento da Diretoria Geral de Operações da Polícia Militar e Civil em quatro novas diretorias para otimizar a operacionalidade por região

Criação do 24º batalhão da PM, em Santa Cruz do Capibaribe

Criação de duas companhias da PM na RMR e quatro no interior (Toritama, Santa Cruz do Capibaribe, Brejo da Madre de Deus e Águas Belas)

Criação de sete vagas de coronel para a Polícia Militar
e duas vagas para o Corpo de Bombeiros

Criação de sete cargos de coronel para a PM e duas para o Corpo de Bombeiros em janeiro, caso o estado bata a meta de 12% de redução dos homicídios