Comandante divulga nota de repúdio sobre PM melado em protesto

Após o episódio ocorrido na última segunda-feira, onde um policial militar teve o rosto melado de tinta durante uma manifestação na Avenida Conde da Boa Vista, o comando da PMPE divulgou uma nota de repúdio nesta sexta-feira. Confira a nota na íntegra:

Militar foi melado no rosto . Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press

Militar foi melado no rosto . Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press

O Comando da Polícia Militar de Pernambuco vem, de forma veemente, tornar público o seu apoio ao policial militar que, durante o exercício de suas atividades profissionais, servindo à população na proteção da vida, do patrimônio e da dignidade humana, foi atingido no rosto e no seu uniforme com tinta que seria utilizada em pichação de paredes, durante um protesto realizado por ambulantes na avenida Conde da Boa Vista, na última segunda-feira (24).
Não podemos admitir que os integrantes da Polícia Militar de Pernambuco, entidade com 188 anos de serviços prestados à sociedade, sejam tratados de forma afrontosa por indivíduos que não têm compromisso com o civismo e, tampouco compreendem o direito à cidadania. Manchar com tinta a farda de um Policial Militar arrepia e contradiz os direitos democráticos conquistados pela sociedade durante anos de luta.
Por fim, o Comando Geral da Corporação em nome de toda família policial militar, irmana-se com o PM, que pelo treinamento, senso de responsabilidade e compromisso profissional, portou-se de forma irrepreensível e com total respeito aos Direitos Humanos, mesmo sendo visivelmente afrontado e instigado a agir por outros meios de força, legalmente amparados, quando do exercício da sua nobre e honrosa missão.
JOSÉ CARLOS PEREIRA
Comandante Geral

Coronel Luís Aureliano não é mais o comandante da Polícia Militar

Depois de dez meses à frente da Polícia Militar de Pernambuco, o coronel Luís Aureliano deixa o cargo nesta terça-feira. Aureliano assumiu a corporação no lugar do também coronel Tavares Lira, que deixou o cargo em julho do ano passado para ser assessor especial do governador Eduardo Campos.

Coronel Aureliano deixa o cargo nesta terça-feira

Coronel Aureliano deixa o cargo nesta terça-feira

Aureliano, considerado um militar calmo e pacífico, já foi comandante do policiamento do Agreste, ajudante de ordem do ex-governador Jarbas Vasconcelos e comandou o Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque). Em seu lugar, assumirá o comando do Quartel do Derby o também coronel José Carlos Pereira, que deixará a Diretoria Integrada do Interior II, com sede em Petrolina.

A cerimônia de troca de comando acontece às 16h desta terça-feira, no Quartel do Derby. Aureliano está deixando o cargo por motivos pessoais. Ele mesmo fez o pedido para sair do comando e vai continuar na corporação, no entanto, entrará numa lincença especial a partir de agora.