Edifícios do Rosarinho conectados com a polícia para conter violência

Assim como já acontece em Setúbal, na Zona Sul do Recife, vários edifícios localizados no bairro do Rosarinho, na Zona Norte, estão envolvidos num projeto em parceria com a Polícia Militar. Adesivos com as descrições “Propriedade monitorada – Rede de vizinhos protegidos” são vistos em dezenas de condomínios da região.

Placas estão em vários prédios do Rosarinho. Fotos: Julio Jacobina/DP

Placas estão em vários prédios do Rosarinho. Fotos: Julio Jacobina/DP

Ewerton Gayo é síndico de um desses prédios e conta que a comunicação entres os responspáveis pelos edifícios e o comando do 19º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento na área, é de grande importância. O projeto recebe ainda o apoio da Prefeitura do Recife e da Polícia Civil de Pernambuco e tem deixado os moradores do local mais confiantes.

“Entrei nesse grupo do WhatsApp em outubro do ano passado, mas o grupo já existia. Somente síndicos e subsíndicos podem fazer parte, o que já traz um certo filtro nas informações. Além disso, o grupo tem várias regras e o comando do batalhão da área faz parte também”, destacou Ewerton. Ainda segundo ele, informações sobre suspeitos de crimes, fotos e filmagens podem ser compartilhadas no grupo.

Projeto é realizado em parceria com os poderes públicos

Projeto é realizado em parceria com os poderes públicos

“Atualmente, existem 79 pessoas no grupo. Com isso, as informações compartilhadas pelos moradores e encaminhadas pelos síndicos ou subsíndicos podem ser avaliadas pelos responsáveis pelo policiamento na localidade”, destacou. “Sei que isso não é garantia de que vamos estar livres de assaltos, mas pelo menos ajuda a diminuir o medo de andar pelas ruas do bairro”, disse um morador do bairro que preferiu não ter o nome publicado.

Leia mais sobre o assunto em:

Moradores de Setúbal unidos para combater insegurança na localidade

Secretaria de Defesa Social instala placas em lugares monitorados por câmeras

A Secretaria de Defesa Social (SDS) instalou diversas placas em vários pontos do Grande Recife informando à população sobre o videomonitoramento. Numa ação do Pacto pela Vida, as sinalizações estão indicando os pontos que estão sob vigilância durante 24 horas. Além disso, ressaltam a seguinte frase: “Prevenção contra o crime, em defesa do cidadão.” Em destaque ainda na placa o número da Polícia Militar para registrar ocorrências. “Emergência policial 190.”

Ao longo da Av. Norte já existem várias placas. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Ao longo da Av. Norte já existem várias placas. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Atualmente, mais de 600 equipamentos de videomonitoramento estão espalhados pela Região Metropolitana do Recife (RMR). Eles registram ocorrências como roubos de carro, acidentes, assaltos e depredação do patrimônio público, o que facilita as prisões em flagrante e as investigações policiais. Desde o mês de março, os circuitos de câmeras da SDS e da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) passaram a funcionar em conjunto.

Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press Placa de monitoramento do pacto pela vida no bairro do Rosarinho.

Sinalização no bairro do Rosarinho. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press

Juntos, os dois órgãos têm mais de 600 equipamentos vigiando as ruas do Recife todos os dias. A parceria que é inédita no estado foi assinada pelo prefeito Geraldo Julio e o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio.

Quem avisa, amigo é!!!

Para evitar problemas entre os usuários e os funcionários do Metrô do Recife, a administração resolveu colocar nas estações de metrô uma placa alertando aqueles passageiros mais alteradinhos e que gostam de arrumar confusão sem motivos de que eles não podem sair por aí fazendo o que bem entendem.

Placas estão em locais visíveis. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Placas estão em locais visíveis. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

O aviso está afixado nas proximidades das bilheterias e catracas das estações e serve de alerta para os desavisados. Desacato é crime, sim senhor. E quem desacata funcionário público pode terminar no xilindró. Por isso, muita calma antes de abrir a boca e pensem muitas vezes antes de tentar agredir alguém.

Placas alertam sobre o perigo do uso das drogas em João Pessoa

Nas principais ruas da cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, as placas que são usadas para informar os nomes das vias são acompanhadas de mensagens sobre a prevenção ao uso das drogas e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Alerta está nas principais vias. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Alerta está nas principais vias. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Um dos alertas é específico para o uso do crack, droga que está sendo usada por muitos brasileiros e que o Nordeste é a região com a maior quantidade de usuários.

A ideia bem que poderia ser copiada por outras cidades, a exemplo dos municípios que fazem parte da Região Metropoitana do Recife (RMR), onde as drogas estão destruindo muitas famílias todos os dias.

 

Placas sobre drogas podem ser colocadas nas margens das rodovias

A Câmara analisa projeto que exige a instalação de placas às margens das rodovias federais com informação sobre as consequências do uso de drogas ilícitas. A proposta (PL 4531/12), do deputado Wilson Filho (PMDB-PB), também prevê a adoção de frases que estimulem a reflexão sobre o consumo indevido de substâncias ilegais. “Essa iniciativa poderá atingir pessoas de diversas idades e camadas sociais que transitam pela malha rodoviária federal”, disse o deputado.

Wilson Filho afirmou que, como integrante da comissão especial sobre a nova Política Nacional sobre Drogas, constatou que o consumo de drogas é um assunto que extrapola o âmbito familiar. “Verificamos que é grande a quantidade de pessoas aprisionadas pelas drogas, adolescentes e até mesmo crianças”, declarou.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Da Agência Câmara