Turista cearense baleada na Praia de Boa Viagem tem alta do HR

Já está na casa de familiares no Recife a turista cearense Maria Clara Souza Damaceno, 22 anos. Ela foi baleada de raspão no rosto, por volta das 10h desta segunda-feira, quando estava na praia de Boa Viagem, na Zona Sul, com mais duas amigas. As três jovens estavam sentadas em cadeiras na beira-mar, nas imediações do 2º Jardim, quando um homem se aproximou das vítimas e pediu os seus telefones celulares.

Crime aconteceu na Praia de Boa Viagem. Foto: Alcione Ferreira/DP/Arquivo

Crime aconteceu na Praia de Boa Viagem. Foto: Alcione Ferreira/DP/Arquivo

De acordo com parentes de Maria Clara, a estudante teria se assustado com o anúncio do assalto e corrido em direção à Avenida Boa Viagem. Foi nesse momento que o criminoso, que havia chegado à praia de bicicleta, correu atrás da vítima. Ele conseguiu pegar o celular da vítima e ainda efetuou o disparo que a atingiu de raspão no queixo. A vítima foi levada pelas amigas para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, onde recebeu atendimento e foi liberada no início desta tarde.

A Polícia Civil já está investigando o caso. Uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local e no hospital para colher as primeiras informações. Maria Clara Souza é moradora do Crato, no Ceará, mas está de férias no Recife. A jovem voltaria para casa no próximo sábado, mas, devido ao ocorrido, pode antecipar o retorno.

Quando a vida dá uma nova chance

Cinco meses e meio de distância foram superados ontem com um forte abraço entre pai e filho. Após ter sido envenenado pela esposa, segundo a polícia do Ceará, e passar dez dias em coma dos 30 que ficou internado o subtenente do Exército Francilewdo Bezerra, 45 anos, finalmente reencontrou o filho caçula, de apenas seis anos.

O menino estava morando com a mãe em Pernambuco desde novembro do ano passado, após a morte do filho mais velho do casal que tinha nove anos. De acordo com as investigações, Cristiane Renata Coelho, 41, colocou chumbinho na bebida do marido e no sorvete do filho, que não resistiu. Ela foi indiciada pelo crime e perdeu na Justiça a guarda do filho.

Francilewdo voltou para o Ceará com o filho de seis anos. Foto: Joao Velozo/ Esp. DP/ D. A Press

Francilewdo voltou para o Ceará com o filho de seis anos. Foto: Joao Velozo/ Esp. DP/ D. A Press

De acordo com o advogado Walmir Medeiros, a sentença da juíza Ana Paula Feitosa Oliveira da 16ª Vara da Família do Ceará que concedeu ao militar a guarda da criança foi publicada na última sexta-feira. “Na segunda-feira, a Justiça emitiu o mandado de busca e apreensão para que a criança fosse finalmente entregue ao pai. Viemos ao Recife e quando chegamos ao fórum a juíza Luzicleide Vasconcelos, que conduziu o caso muito bem, pediu para falar com meu cliente e revelou que o menino estava na sala ao lado”, contou Medeiros. A mãe de Cristiane Renata trouxe o neto para entregá-lo ao pai.

O encontro entre pai e filho aconteceu na manhã de ontem no Fórum Rodolfo Aureliano, em Joana Bezerra. “Chorei muito quando vi o meu filho. Eu não sou de chorar, mas quando eu olhei para ele não tive como segurar as lágrimas”, revelou o militar. O filho mais novo do casal, assim como o mais velho, nasceu com autismo. “Eles tinham graus diferentes de autismo, mas os dois eram autistas. Meu filho ficou um pouco assustado quando me viu devido ao tempo que passou longe de mim, mas logo em seguida ele passou a mão no meu rosto”, detalhou Francilewdo.

Segundo o advogado do militar, Cristiane colocou chumbinho para o filho e para o marido entre a noite do dia 10 e madrugada do dia 11 de novembro do ano passado. “Até hoje ela nega que tenha cometido crime. E o que é pior, tentou incriminar o marido. Ela fez uma carta e postou no Facebook de Francilewdo como se fosse ele escrevendo e assumindo a autoria do crime. Felizmente a polícia descobriu toda a verdade, ela já foi indiciada, perdeu a guarda do filho e deve ter a prisão decretada nos próximos dias”, cogitou Medeiros. A Polícia Civil do Ceará fez o pedido de prisão na última segunda-feira.

Após receber o filho da avó materna, Francilewdo que veio ao Recife acompanhado de uma irmã e do advogado retornou para Fortaleza ontem à noite. O subtenente do Exército ainda chegou a ser autuado em flagrante, mas o caso teve uma reviravolta quando ele acordou do coma e contestou as acusações feitas pela esposa. Depois de duas reconstituições do crime a polícia não teve dúvidas de que Cristiane envenevou o filho mais velho e o marido com o qual foi casada por 12 anos.

Ex-secretário da SDS-PE assume pasta de segurança no Ceará

O ex-secretário de Defesa Social de Pernambuco o delegado federal Servilho Paiva deverá ser nomeado secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, nos próximos dias. Paiva, que é cearense, entrou na Polícia Federal no final da década 1970, como agente e formou-se em direito pela Universidade Católica de Pernambuco. Na década de 1990, foi aprovado para o cargo de delegado da Polícia Federal.

Servilho deixou a SDS-PE em abril de 2010. Foto: Credito: Cecilia de Sa Pereira/Aqui PE/D.A Press

Servilho deixou a SDS-PE em abril de 2010. Foto: Credito: Cecilia de Sa Pereira/Aqui PE/D.A Press

Servilho é conhecido por ser um policial operacional e especializado em investigações envolvendo crime organizado. Atualmente, Paiva está atuando como Controlador Geral de Disciplina da Segurança Pública no Ceará. O estado tem enfrentado sérios problemas no quesito segurança, o que se tornou um dos calos da gestão do governador Cid Gomes.

Moradores de Fortaleza vão às ruas pedir segurança às autoridades

Cansados de serem vítimas da violência, moradores da cidade de Fortaleza, no Ceará, decidiram criar um movimento pedindo mais segurança para a capital. Relatos de várias pessoas foram gravados em um vídeo que está sendo divulgado na internet e convidando o cidadão a fazer parte do evento que acontece no próximo dia 13 de junho.

A caminhada batizada de Fortaleza Apavorada pretende chamar a atenção das autoridades para a questão da segurança pública. Os depoimentos das pessoas de Fortaleza revelam a realidade também vivida por muitos pernambucanos. Se a ideia der certo, bem que poderia ser copiada e realizada por aqui também. O que acham?

Confira o vídeo:

Presos do Ceará vendem artesanato em seminário no Recife

Dois detentos do sistema prisional do estado do Ceará estão participando do Seminário Nacional – Sistema Prisional e Reinserção Social, que acontece até esta quarta-feira no Golden Tulip Recife Palace Hotel, em Boa Viagem. Os dois reeducandos fazem parte do projeto Mãos que Constroem, desenvolvido pela Secretaria de Justiça do Ceará.

Grupo veio do estado do Ceará para o seminário. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A.Press

Grupo veio do estado do Ceará para o seminário. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A.Press

Segundo o coordenador de Inclusão Social do Preso e do Egresso da Sejuc, Rodrigo Moraes, eles foram convidados para expor os trabalhos realizados pelos presos do Ceará aqui em Pernambuco. “Esses produtos que estão sendo vendidos aqui são todos produzidos pelos reeducandos. Os detentos estão sempre realizando algum tipo de trabalho. Na construção do estádio Castelão, por exemplo, tivemos 25 presos empregados. Além disso, teremos 290 detentos que irão trabalhar na construção do VLT do nosso estado e uma previsão de cerca de dois mil para trabalharem nas obras do Minha casa, minha vida”, adiantou Moraes.

Simônio e Madalena estão felizes com o trabalho. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A.Press

Simônio e Madalena estão felizes com o trabalho. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A.Press

Para o detento Simônio Freitas Martins, 32 anos, que cumpriu pena por assalto, essa oportunidade tem mudado sua vida. “Antes de entrar no sistema, eu já pintava um pouco. Depois do presídio, eu aprendi mais e passei a ensinar a outros presos. Hoje, eu já estou no regime aberto e esse trabalho está sendo importante na minha volta à sociedade”, revelou. Madalena Mara Tavares de Melo, 33, está presa por tráfico de drogas e encontrou no artesanato a oportunidade de ressocialização.

Confira o vídeo com o trabalho de pintura de Simônio:



Leia mais sobre o assunto em:


Cerca de oito mil detentos de Pernambuco estudam no presídio